A ninfa do supermercado

Click to this video!


Coisas surpreendentes acontecem na vida sem que esperamos ou melhor, esperamos sim mas são raras a vezes que acontecem.
Estava fazendo umas comprinhas de rotina para casa, coisas que minha empregada pediu e algo mais, andando os corredores do supermercado me deparei com uma ninfetinha maravilhosa, morena baixinha, cabelos cacheados, perninhas muito torneadas, barriguinha de fora em um top que marcava bem seus pequenos seios, um shortinho que escondia uma linda bundinha, tudo de bom e mais um pouco.
Notei que ela me olhava paquerando sem vergonha, toda vez que nos cruzávamos nos corredores ela me media de cima em baixo mas, com certa cautela pois estava com a mãe junto, soltei alguns sorrisos de leve e era recompensado com um lindo sorriso apesar do aparelho dental.
Por sorte no caixa elas estavam ao lado também pagando e empacotando tudo, e a danadinha não tirava os olhos de mim, era meio constrangedor pois, ela era nova e eu já na casa dos 30 apesar de aparentar muito menos pelo porte e fisionomia, sou alto, branco, porte atlético, me cuido muito bem em relação aparência, me considero um homem bonito e bem despojado, e vi que era a hora certa para um futuro próximo.
Ao abrir minha carteira rapidamente puxei um cartão pessoal que contem meu celular e o deixei cair perto do carrinho dela, onde ela estava guardando suas compras, paguei e piscando para ela dei um tchau e sai, fiquei a noite toda se lembrando daquela ninfetinha maravilhosa e me acabei na punheta só na imaginação.
No outro dia já em meu escritório todo atarefado nem pensava em outra coisa senão trabalho toca meu telefone, ao atender uma voz doce e suave se identifica como Rachel, achei estranho pois, nem me lembrava do dia anterior, ela começou a falar do supermercado e a ficha caiu rapidamente e eu me derreti todo parando com tudo o que fazia.
Raquel tinha uma voz deliciosa, daquelas que te deixa com tesão e calmo ao mesmo tempo, ela começou a perguntar várias coisas e disse que não dormiu pensando em mim e adorou a jogada do cartão, pois ela queria muito falar comigo mas, com sua mãe ao lado seria impossível, notei sua voz ficar um pouco ofegante e perguntei o porquê recebendo sua resposta:
“ Enquanto falo com você estou numa siririca frenética “
Fui a loucura!
Começamos um sexo por telefone mesmo eu estando em meu escritório quase tiro meu pau para fora e me masturbo, tamanha vontade que estava mas pedi a ela que me ligasse á noite pois seria melhor nossa conversa, era uma sete e meia da noite Raquel me ligou toda empolgada e conversamos durante uma hora e meia com muito tesão dos dois lados e muita siririca e punheta juntos, e foi assim durante um tempo, vários dias ela me ligando e eu sempre tentado um encontro ao vivo mas, ela se recusava dizendo que era difícil pois não saia muito á noite, sua mãe, pai, etc.
Duas semanas depois logo pela manhã recebo sua ligação, toda empolgada pois, conseguiu uma maneira de me encontrar pois iria ter uma festa da escola e ela já tinha planejado tudo com uma amiga, também me empolguei e entrei de cabeça naquela loucura de ninfeta com hora marcada e ponto certo.
Fui me encontrar com ela em uma esquina pouco movimentada perto da festa, estava ela e sua amiga outra delicia, se despediram e ela rapidamente entro no carro pedindo que saíssemos dali, andei duas quadra e ela pediu que eu parasse e num salto ela me agarrou me dando um beijo delicioso e ofegante, Rachel estava vestida com uma mini saia e um top parecendo uma cherleader maravilhosa com seus pequenos seios, perninhas lisinhas toda moreninha, cabelos soltos todo encaracolado, sua boca era deliciosa, carnuda, os olhos verdes grandes, me perguntou onde podíamos ir para ficarmos sós e rapidamente toquei para minha casa pois, seria o melhor lugar possível naquela ocasião sem problemas e tranqüilo, ela disse que tinha duas horas e então precisaria retornar, duas loucas horas pensei comigo é pouco e ao mesmo tempo o suficiente.
Chegamos e ainda no carro começamos a nos beijar mas, senti que Raquel estava apreensiva e tremula, perguntei o que era e ela disse que era a primeira vez que fazia uma coisa dessas e estava com um pouco de medo, a tranqüilizei e disse que o tanto que conversamos por telefone já nos conhecíamos muito bem e que eu não faria nada que ela não quisesse e muito menos forçado pois não sou desse tipo.
Mesmo com tudo isso não conseguimos passar da sala, Raquel me beijava como uma louca, minhas mãos corriam todo seu corpo, levantei sua mini saia e pude sentir sua bundinha deliciosa com uma calcinha fio dental toda enterradinha, passeia as mãos em toda polpa que era uma delicia, tirei seu top e seu sutiã e me deparei com os pequenos seios todo arrepiadinho, com os bicos bem pretos e perfeitos suguei sem parar me delirando com aquilo, Raquel desabotoou minha calça e tirou meu pau para fora se assustando com o tamanho e grossura e numa rápida investida abocanhou e chupou deliciosamente desde a base até a cabeça, que boca quente e macia ela tinha, tirei sua calcinha e no tapete da sala fizemos um meia nove alucinante, que linda bucetinha ela tinha, pequena porem carnuda, com os pelinhos ralinhos e grandes lábios pequenos toda fechadinha, estava toda meladinha e em um minuto toda gozadinha.
Coloquei Raquel deitada de frente e beijei todo seu corpo sem deixar nenhum pedacinho para traz, Raquel se contorcia gozando novamente e depois me disse que tinha tranzado duas vezes com um namorado somente mas, foi muito rápido e desconfortável dentro de um carro, e nunca tinha sentido nada igual e que eu era muito carinhoso e sabia fazer uma mulher gozar como nunca.
Deitei por cima dela e encaixei meu pau em sua bucetinha, com certa dificuldade ele foi entrando e fui sentindo todo seu calor, Raquel revirando os olhinhos soltou um gemido delicioso, e bem devagar comecei o vai e vem olhando em seus olhos lhe disse que sonhei com tudo aquilo várias vezes e não acreditava que estava acontecendo, ela me abraçou e com o aumento dos movimentos novamente gozou como não tinha gozado antes.
Coloquei-a de quatro e sem rodeios enfiei meu pau segurando a pela cintura vendo aquela bundinha maravilhosa não me contive em dar uns tapinhas de leve, Raquel adorou a sensação, aumentei as estocadas e numa explosão gozei em cima da sua bunda enquanto Raquel se desfalecia toda largada no tapete.
Fomos para o chuveiro e ela não queria ir embora mas precisava, pedi que me chupasse mais uma vez e acabamos tranzando de novo no chuveiro com ela em pé apoiada na parede, eu segurava seus pequenos seios e dava grandes estocadas onde gozamos de novo.
Saímos correndo para a festa pois já tinha passado do horário, chegando lá sua amiga já estava esperando na esquina mas, a tranqüilizou dizendo que estava tudo bem e que daria tempo dela aparecer um pouco na festa sem deixar suspeitas.
Tivemos mais alguns encontros e tranzas alucinantes tirando o cabaço do seu cuzinho delicioso que ficara para o próximo conto.
Foto 1 do Conto erotico: A ninfa do supermercado


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario paunaxana

paunaxana Comentou em 12/07/2010

que delicia de conto




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


9941 - A caseira - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
9942 - Pego com o Pau na mão - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
9968 - o dia perfeito - Categoria: Fantasias - Votos: 1

Ficha do conto

Foto Perfil monsterck
monsterck

Nome do conto:
A ninfa do supermercado

Codigo do conto:
9940

Categoria:
Virgens

Data da Publicação:
08/07/2010

Quant.de Votos:
9

Quant.de Fotos:
1


Online porn video at mobile phone


virei cadela de treis caxorroqual que anime fazendo ponoContos Perdendo a virgindade com o namoradorelatos de gey dano o cuprono aflsa pededo cabaçoporno levei papai em casa xxvideoscorninho dela/traicoes consentidasfotosexominhamaeconto erotico corno esposa chapadAsexo gay contos eroticos 220Contos eroticos do negao judiano colocando o pintao grade para valer no cu do gayContos eroticos de incesto no pauzao do papai desde meninacontos massagens heroticashetai vilacontos eroticos minha mae gostosaFOTOS DA BUCETA DAVIZINHA DA PRIMAcontos eroticos negao com pau de 30 cm me rasgo eucasadoconto erotico esposinha gostosaconto erótico com o papaidesenhos animados gay gibi sexoContos eroticos engravidei a mulher do meu irmaoconto erótico esposa e amiga travesticomi a melhor amiga da minha mae vai mete seu puto cotos eroticoconto gay encanador parrudocontos sexo minha mãe grávida de quem?contos erotico meu filho e amigosporno de cunhado e cunhadaQuadrinho erotico me apaixonei por um iquelinoconto erótico favelaTesao de muler gostosas bucetudasfamilia favela em dividindo o banheiroconto gay "nao vadia"conto erotico dando carona para uma senhoraconto erótico esruprei minha irmãMEDICO TARADO.EM.EXAME NA XOXOTAcontos enrabei uma cadeiranteminha priminha titio contos eróticosconto erotico gay molequecontos eroticos come meu filhohistorias em quadrinhos a comadre gostosa pornoeu conto cunhado leva a cunhada casada para o motelcontos metendo com ti tiacontos eroticos com videos. deichei meu marido fuder a minha amigacontos eroticos comendo uma dona de casa de bikiniminha irma casada conto eroticoeduluinev@yahoo.combucetinha da minha filhaporno em quatrinho de sobrinho come tinha e primacontos transando com vôvôirmã boa contocontos veridico minha mulher trepando com um caminhoneiro bem dotadoconto erotico bicontos em quadrinhos eroticos evangelicosconto erotico namoradavizinho comendo a vizinha hentaicontos eroticos idosos com novinhascontos de grelos enormes gozando encaixadinhos num sabao gostosomeu irmão rasgou minha bucetinhaconto erotico dando banho nas filhinhassogro chupando a noraanimal erotica analminha cunhada me provocou acabei transando com ela na chácaravideos de cornos que chuupamesposa velho pauzudo contoscomentario de atris porno apos gosada na bocaBucetao da gostosas amadora de shortinhoContos eroticos odio e amorWww.conto eroticomorena no tremContos eroticos comi vireicadelinha do pedreiroultimos conto sadoContos com casadas em surubas com marido e dotados que colocam sem cuspeconto erotico minhas filhas safadas de shortinhocurtominhamulhenua