Voltando a Sorrir

Click to this video!


Dia desses eu estava na janela do eu quarto curtindo nosso pomar quando aparece uma cadelinha no cio e logo o meu cão, um labrador se interessou nela. Fiquei na espreita tentando apreciar a metida dos cães quando a campainha toca.
Fui atender e era uma senhora magra, de bunda arrebitada e que tinha a mesma estatura que eu. Era dona Neusa que costuma vir à nossa casa reclamar da vida com a minha avó, a dona Ju, porque recebe toda atenção e pode falar a vontade.
Mas acontece que nesse dia eu estava sozinho e assim que a vi me alegrei pois, a cadela que meu cão estava fodendo era dela. Dona Neusa entrou e se alegrou ao me ver tanto que me deu um abraço muito apertado demorando para me largar.
Aproveitei a situação e corri minhas mãos pelas costas dela subindo e descendo e ela não me largava. Eu até pude sentir os bicos dos peitos dela duros de encontro ao meu tórax e isso me excitou.
Dona Neusa não fazia menção de se separar do abraço e eu meti as duas mãos na bundinha dela puxando-a de encontro ao meu corpo fazendo ela sentir meu pau já duro entre as coxas.
Ela não tem grandes atrativos mas, tem a bunda arrebitada, coxas longas, peitos médios e é mulher. Quando ela afrouxou o aperto me abraçando, eu a puxei forçando ela se sentar no meu colo no sofá e ela se fez de surpresa.
- Oh, Paulinho. Você me sentou no seu colo!
- E daí, dona Neusa? Tem algum problema?
- Mas Paulinho, eu sou mulher e não fica bem isso. Você esta me deixando nervosa.
- Então dona Neusa vamos relaxar e vamos até a janela do meu quarto que mostrarei uma cena que a fará relaxar.
Levei dona Neusa pro meu quarto forçando que se debruçasse na janela ficando a ver meu cão foder a cadela dela, o que a deixou surpresa mas, muito excitada.
- O que é isso, Paulinho? Esta é minha cadelinha junto com o seu cão.
- Isso mesmo dona Neusa, vamos apreciar o namoro dos animais.
Ela se remexeu porque eu a prensei na janela ficando por trás encaixando meu pau na bundinha dela não a deixando sair. Comecei beijar seu pescoço e ela suspirava e se remexia toda e aos poucos foi relaxando curtindo os animais metendo mas, com as mãos no rosto demonstrando pudor, enquanto eu a acariciava sob seu vestido subindo pelas coxas e ela nem percebeu que enfiei as mãos dentro da calcinha dela e a puxei para baixo até poder encostar a cabeça da rola na bocetinha e enfiar. Nesse momento ela assustou e parece ter voltado à realidade.
- Ai, Paulinho. O que você esta fazendo? Pare por favor. Não posso fazer isso.
- Calma dona Neusa só quero ficar dentro da senhora curtindo meu cão foder sua cadela, não vou gozar, prometo.
Enfiei toda rola na boceta da coroa ficando parado dentro dela e acariciando seus peitinhos sentindo os bicos durinhos e vez em quando mexia a rola puxando e enfiando na bocetinha da dona Neusa que gemia de prazer.
Os cães terminaram a metida ficando grudados com sempre acontece com eles e dona Neusa saiu do seu transe novamente sentindo minha rola dentro da boceta implorando que tirasse porque não estava preparada para tal momento e eu disse a ela que usaria camisinha e ela parece que topou ainda meio receosa.
Mostrei a camisinha, coloquei na rola e a levei para a minha cama despindo ela todinha e apesar de magra e alta mostrou um corpo bonito de curvas generosas na altura dos quadris. Me despi também já de pau duro e ela olhou admirada como se nunca houvesse visto uma rola. Então eu disse a ela:
- Agora dona Neusa, vamos imitar nossos cães.
- Paulinho, eu... eu... não sei se vou conseguir eu... oooooohhhhhhhh!
Foi isso que ouvi quando comecei penetrar a bocetinha dela já com a camisinha colocada, coisa que raramente uso mas, respeitando-a, usei. Ergui as pernas dela deixando-a na posição de frango assado e meti a rola todinha pondo e tirando devagar para delírio da coroa.
Dona Neusa delirava, gemia, se remexia na cama, rebolava descontrolada e me agarrava com força cravando as unhas nas minhas costas e fui acelerando as estocadas fundas e logo estava cavalgando a boceta da mulher com força e determinação e ela já estava na segunda gozada e gemendo:
- Ai querido que delicia. Que pau gostoso. Mete querido, mete tudo amor, oooooohhhhhhh.
Segurando nas coxas dela meti a rola sem parar e gozei atolando tudo e grudando naquele corpinho magro mas gostoso de foder e ela gozou junto comigo me agarrando muito, beijando minha boca de língua, expressando todo seu tesão.
- Ai, Paulinho. Que delicia que você é na cama meu amor. Faz tempo que não gozo tão gostoso querido.
Ficamos ali agarrados um tempo e quando nossa respiração voltou ao normal ela se esticou na cama e minha rola saiu da boceta dela. Fui ao banheiro, tirei a camisinha, lavei a rola e voltei para junto dela, cravando de novo na boceta e desta vez ela não reclamou estar sem camisinha.
Fiquei dentro dela ajoelhado entre suas pernas sentindo as mãos dela no meu corpo e ela sorria de satisfação.
- Obrigada Paulinho, você me fez sentir mulher de novo. Como posso retribuir tamanho prazer?
- É simples querida, vou tirar e você fica de quatro na cama.
Ela sorriu e se arrumou de quatro na minha frente e pude apreciar a bundinha dela que eu ia foder e ela nem pensou nisso. Pincelei a boceta e enfiei a rola de novo, pegando na cintura dela e socando toda rola num vai e vem intenso e novamente dona Neusa gozou.
Sem que ela percebesse, tirei da boceta e encostei no cuzinho dela forçando a entrada e quando ela reclamou já havia enfiado a cabeça e aí foi um abraço afundei tudo arrancando gritos dela.
- Ai meu cu Paulinho, tire essa toda, por favor.
- Calma dona Neusa, se aquiete que logo a senhora vai gozar dando esse cu para mim.
- Não estou aguentando Paulo, seu pau é muito grosso, você está me rasgando.
Não dei ouvidos e continuei metendo no cuzinho dela e mesmo chorando ela se aquietou deitando a cabeça no travesseiro deixando a bunda erguida para eu foder a vontade e eu já estava cavalgando e alargando o cuzinho dela e ao mesmo tempo dedilhando a boceta e ela mais uma vez gozou desta vez nos meus dedos.
- Não acredito. Estou gozando com essa vara na bunda.
- Diga que não está gostando.
- Pior que estou amando mesmo com um pouco de dor. Sabe Paulinho, eu nunca dei o cu antes. Essa foi a primeira vez com você, safado.
- A primeira metida no cu a senhora nunca esquece.
- Não vou mesmo esquecer da dor que você me causou, seu puto. Mas agora esta ficando gostoso.
Ouvindo essas palavras continuei fodendo o cu da dona Neusa e já o sentia alargado quando gozei inundando o rabo dela de porra. Forcei que se esticasse na cama e caí por cima atolando mais ainda a rola na bundinha e ela gritou:
- AAAAAAAAAAaiiiiiiiii, meu cuuuuuuuuu.
Comecei beijar o pescoço e logo ela parou de chorar passando a gemer debaixo do meu corpo e rebolando com minha rola na bunda. Então perguntei a ela:
- Quer que eu tire gostosa?
- Não querido, agora estou amando sentir essa tora no meu cuzinho.
Abracei dona Neusa e a puxei para cima do meu corpo mantendo a rola na bunda e comecei fode-la puxando as pernas dela para trás pondo e tirando no cu dela mais a vontade. Cansado parei de meter deixando ela em cima de mim se esticando toda curtindo minha rola sair do cu. Perguntei a ela:
- Gostou de ver sua cadela levar pistola do meu cão?
- Adorei Paulinho. Como é gostoso namorar. A partir de hoje serei uma nova mulher, graças a você querido.
Depois de alguns minutos fomos para o chuveiro, tomamos uma ducha gostosa e antes de sair a peguei por trás e meti no cu dela com força socando sem parar e desta vez ela não reclamou, apenas gozou arrebitando a bunda para minha rola entrar bem fundo no rabo. Gozei mais um pouco e tirei ela se virou, se abaixou e chupou minha rola limpando-a todinha.
Voltamos para o quarto e nos deitamos de conchinha adormecendo gostoso e a acordei meia hora mais tarde enfiando a pistola na boceta dela na posição de conchinha e ela se acomodou na minha vara jogando a bunda para trás para sentir minha rola mais no fundo da boceta. Logo ela pediu:
- Põe no meu cu, Paulinho.
- Claro gostosa. Fique de quatro.
Ela se posicionou de quatro e meti no cu dela com força e logo estava cavalgando a bundinha magricela dela com tanta força que ela resmungou:
- Ai Paulo, assim dói.
- Quieta dona Neusa, agora estou fodendo a senhora do jeito que sempre sonhei.
Meti com força e mais uma gozada no cu da coroa gostosa que deste dia em diante passou a vir à nossa casa toda feliz e sorridente, não mais reclamando da vida e até minha avó estranhou.
- Paulinho, o que houve com essa mulher que antes só chorava da vida e de uns dias para cá vive sorrindo como se tivesse visto um passarinho verde?
- É, vovó. Ela viu mesmo um passarinho mas, foi um passarinho preto.
Vovó e eu nos rimos bastante e ela me chamou de tarado me puxando para a cama dizendo:
- Agora eu é que quero ver esse se passarinho preto, meu garanhão.



Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario anninhac

anninhac Comentou em 28/04/2017

Pistola deliciosa




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


95902 - Uma Jovem Senhora Negra - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
96862 - Uma Jovem Senhora Negra - 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
97314 - Surpresa de Carnaval na Fazenda - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
98089 - Dona Luzia 1 - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
98141 - A Doce Izabel - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
98283 - A Tia Karine - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
98368 - Marina, uma vizinha bunduda - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
98606 - Fernanda na Fazenda - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
99018 - Minha Vizinha Susely - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
99063 - Minha Vizinha Susely - 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
99089 - Minha Vizinha Susely - 3 - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
99301 - Visitando Dona Antonia - 1 - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
99304 - Visitando Dona Antonia - 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
99338 - Tia Karine - 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
100043 - Ajudando uma senhora no supermercado - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
100573 - Uma Carona - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
100855 - A Tia do Jair - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
100888 - Fernanda na Fazenda - 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
100929 - Um Show Musical - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
102188 - Uma Coroazinha Safada - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
102245 - Na Casa da Coroazinha Safada - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
102377 - Na Oficina de Costura - Categoria: Heterosexual - Votos: 0
102378 - Fernanda Na Fazenda - 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
102628 - Mostra de Artes - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
102913 - Junior e Carlinhos, em casa - Categoria: Gays - Votos: 2
103864 - A Filha da Vizinha - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
103873 - De Novo Com a Tia Karine - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
104013 - Porta entreaberta - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
104510 - O Sobrado - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
104825 - Tia Maria e os 4 sobrinhos - Categoria: Heterosexual - Votos: 10
104851 - Tia Maria e os 4 Sobrinhos, no Rodeio. - Categoria: Incesto - Votos: 9
105081 - A Avó da dona Marta - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
105249 - Tia Maria no dia Seguinte... - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
105951 - Uma Coroa Roliça - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
105954 - A Avó da dona Marta - 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
106283 - Norminha - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
106694 - Fernanda na Fazenda - 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
106754 - Rosa - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
107040 - Fernanda na Fazenda - 3 - Dona Constance - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
107177 - Dona Constance e sua secretária - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
107716 - A Tia do meu amigo. - Categoria: Coroas - Votos: 5
108746 - Uma Fugida para a casa da Dona Antonia - 1 - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
109074 - Despertando com Vontade - 1 - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
109271 - A Comadre Luciana - 1 - Categoria: Heterosexual - Votos: 13
109310 - Uma Vovó Muito Simpatica - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
109351 - A Comadre Luciana - 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
109352 - A Comadre Luciana - 3 - Categoria: Heterosexual - Votos: 12
109400 - A Mãe da Comadre Luciana - Categoria: Coroas - Votos: 13
109686 - Na gruta com dona Constance - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
110588 - Carona para Luciane - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
110671 - Na Casa da Luciane - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
111476 - 2018 Que Virada - 1 - Categoria: Coroas - Votos: 2
112510 - Fim de Ano - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
112676 - Fim de Ano - 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
112709 - A Coroa Japonesa da Pousada - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
112777 - Um Show Musical - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
112885 - Fim de Ano - 3 - Categoria: Heterosexual - Votos: 1
113426 - Fim de Ano - 4 - Categoria: Incesto - Votos: 0

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico paullinho

Nome do conto:
Voltando a Sorrir

Codigo do conto:
98954

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
04/04/2017

Quant.de Votos:
2

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto erotico amando meu amanteque buceta apertadatinhacontos gay nóiacontos u caras muito bemdotado arobou a buceta da mia mulhe na mia frete contosconto erotico eu evangélica fiz DP sem marido saberQUADRINHOS GAY BRANQUELO E NEGO SISSY BOY and big blaks cocksContos eroticos meu irmãozinho d é um profissional em chupar bctcontos eroticos tirando a virgindade da namorada santinhasou casada muito gostosa transei com meu marido e amigo dele contoseroticosquadrinhos eroticos huge coockscontos incesto escaldantes mae e filhoconto porno machuquei meu tentando comer cu delabinho de chiquititas de pau durocontos eroticos de pro meu cachoroConto anal Arrombada por pirocoesContos eroticos meu marido levou varios homens para dividirmos as porras delesquadradinho erotico incesto COM HUMORContos eróticos. Suely Dadeirafilmes eroticos de casadas sendo fodidas por borracheirocontos erotico vo netinhassexoanal loira anikka senta tudo em pau grande egrossoConto erótico sacanagemconto gay com amigo brincalhãotransa inesquecível no transito conto eroticocontos sexuais pedreiro nos comeuvelhos gordos gays contosConto anal Arrombada por pirocoesmeu sogro contoconto erótico dando o cu por 50reaisxvideo.Conto Erotico - Corneando o marido com um travestis !Conto erótico sedução do vizinho traiçãopai eu nao quero contos pornodp anal currais contos eroticosraffa_ka instagram contos ciumes do marido dominadorsimpsons xxx bebadacasada que fes zoofilia pela primera vesCANTOS FOTO EROTICAS DE UMA AVENTURA DE PRESIDIARIO PIROCUDOcontos de eroticos mamae e filhinhocontos pornos de incesto pai estruopa.filhacontos de incesto engravidei minha mae e minha irmãContos eroticos do sogro q pensou q a nora era mulher mais era um travesti pauzudocontos eroticos mulher chantageada pelo chefeconto erotico gay tio bebadocumplicrs de um resgate contos eroticos gaysxana molhada contos mãe bêbadacontos eroticos minha esposa e o. pedreiroconto erotico surpresa na favelacontos eroticos coroas safadascu arrombado da minha esposa depois da noitadacontos eroticos de viadinho fresco sendo arrombado por um cavaloporno gay quadrinho mozto ruContos erotico ninfetasinha com bucetao cabeluda dando pro padrasto bem dotadofotoseróticos angolanosmeu genro tirou virgidade cu contomeu padrasto me flagrouultimos contos sadoconto erotico um rasgo de audaciaConto erotico pivete pintudocontos meu genro sarado exibiu seu peitoral peludo e acabei dando minha bucetacanto erotico pagando aposta com papaicontos transei com a neguinha perto de casa so bem dotadoengravidei minha tiaexagerado conto pornocontos eroticos vizinha crente kkkkcomics hentai as aventuras de liavi meu concunhado quase matando minha cunhada com uma rola enormecontos mostrei minha bucetinha fui estupradaprofebranca fotoCapatazdotadoconto erotico dei meu cuzinho para meu filhodei pro pastor,contosvideo da fabiola rabo de arraia pelada e trepandoFotos em quadrinhos de homem gozando na buceta da orcsincesto professor fode duas alunas em mozcontos eroticos homens fudendo vendedor ambulante na praiaonto de encesto meu filho mora sosinhofiquei sozinha na casa do titio e provoquei ele sem calcinha porno