Casal Swinger - O início - Cine Pornô

Click to this video!


Queremos aqui começar a contar como nos tornamos um casal swinger, após muito incentivo da minha parte para minha esposa. Moramos em Goiânia e sempre frequentamos as Casas de Swing daqui.
Tudo que iremos contar aqui são histórias verdadeiras e nossas, não temos intenção de contar fantasias ou histórias de outros casais.
A Letícia é branquinha, muito gostosa, loira, olhos de mel, rosto lindo, 1,65m, tem um bumbum maravilhoso, vive bronzeadinha, a bucetinha mais linda, parecendo de uma adolescente, toda fechadinha e lábios pequenos e que ela adora manter sempre lisinha, que eu adoro chupar e principalmente, tem um par de seios naturais, que mesmo após a amamentação deixa qualquer um de queixo caído por onde vamos.... são sensacionais e grandes...eu adoro. Por mim eu passava o dia inteiro metendo bem gostoso com ela...kkkk.
Eu, Fernando, sou moreno claro, 1,75m, corpo um pouco definido apesar de não ser malhado, cabelos e olhos castanhos e um pau que modéstia parte faz um pouco de sucesso nas festinhas, apesar de não ser um “dotadão”, mas estou pelo menos um pouquinho acima da média!
Bem, desde quando começamos a namorar a coisa pegou fogo...No primeiro encontro a coisa já esquentou, no segundo encontro já ficamos e foi uma loucura...daí em diante não quis ficar mais nem um dia sem ficar com ela. Eu até tinha uma “ficante” quando a conheci, mas logo terminei, pois o tesão na minha esposa era demais. A safadinha disse que não se importava se eu ficasse com a outra também...kkk. Lógico que imaginei que não passava de conversa, para que eu ficasse com ela, mas aquilo desde o início me intrigou e o tesão e o sexo com ela era muito gostoso.
Ainda quando namorávamos tirei a virgindade anal dela, na primeira vez que praticamos anal, apesar da dor inicial da penetração, quando ela relaxou gozou tão gostoso que tremeu toda e saiu até lágrimas, mas não são essas histórias individuais que vamos contar, senão seriam contos demais.

Desde o namoro o tesão era intenso, saímos para bares e outros lugares e com frequência ela voltava chupando meu pau bem gostoso no carro até eu gozar. Após seis meses de namoro noivamos e após um ano nos casamos.
Tínhamos um DVD que sempre assistíamos filmes pornôs e ficávamos nos acariciando e masturbando, antes de meter bem gostoso. Como eu sempre gostei de sexo grupal, nunca locava dvds de sexo só a dois, sempre eram filmes que tinha ménage masculino ou feminino, ou dois casais, ou orgias com várias pessoas, etc, tanto ela como eu ficávamos com bastante tesão e ela com a bucetinha molhadinha.
Aos poucos começamos a imaginar outras pessoas nas nossas transas, eu colocava os dedos para ela chupar enquanto cavalgava no meu pau e a bucetinha dela chegava a escorrer e molhava os lençóis. O tesão estava ficando incontrolável, a necessidade de realizar a fantasia já estava ficando inevitável e começamos a falar claramente sobre isso e transar com grande tesão.
Eu tinha um colega de trabalho que se chamava Daniel, um coroa de cabelos esbranquiçados, alto e bonitão, minha esposa começou a fantasiar com ele e ficava molhadinha de tesão, a safada estava doida para dar prá ele, mas eu acabei não permitindo e pois poderia nos expor, e ela também acho que não teria coragem, pelo menos eu espero que não tenha acontecido...kkk
Enfim nessa época nem existia as Casas de Swing em Goiânia e nem tínhamos conhecimento de sites destinados para este tipo de encontro. O que tinha eram uns dois ou três cinemas pornôs no centro da cidade, que ainda hoje tem aliás.
Tinha um cinema de gays, mais tinha também uns dois de héteros e pesquisando fiquei sabendo que um deles, o Cine Apollo, tinha um camarote que só podia entrar casais. Levou um tempo, mas convenci ela de irmos lá conhecer.
Fomos se não me engano num sábado à tarde, ela calculadamente foi de vestido, não me lembro a cor mais, mas chegou morrendo de vergonha de entrar, pois quem conhece o local, sabe que fica numas das avenidas mais movimentadas de Goiânia, Avenida Anhanguera, e mesmo sendo sábado a tarde, quando quase todas as lojas do centro já haviam fechado, ainda assim o movimento é grande e a entrada do cinema é bem exposta. Passamos na calçada em frente ao cinema umas duas vezes, e quando não vinha ninguém entramos rapidamente.
Minha esposa quase escondeu o rosto na hora de pagar a entrada, encostando no meu ombro. O “camarote” ficava em cima, tinha que subir umas escadas. Chegando lá eram umas 20 a 30 poltronas, até bem espaçosas, porém um ambiente já desgastado, com o couro das poltronas já desgastados e dentro dava para ouvir o barulho de ônibus e carros da avenida, um ambiente com uma escuridão que quando entra não enxergava nada, mas após alguns minutos as vistas acostumam e conseguia ver melhor as demais poltronas.
O cheiro do local não era dos mais agradáveis, havia um odor “ardido” de sexo no ar, e sendo pouco ventilado. Do camarote avistávamos o cinema embaixo, só homens assistindo filme pornô e havia um vidro com insulfilm separando o camarote, que ficava na parte superior, do restante do cinema, de maneira que quem estava lá embaixo não enxergava nada dos casais em cima.
Quando nos acomodamos, percebemos que havia mais uns dois casais no local, porém nenhum próximo as nossas poltronas. Ficamos assistindo ao filme e de olho nos casais. Aos poucos percebíamos que as mulheres estavam chupando o pau dos companheiros, com leves gemidos...minha esposa não perdeu tempo e pediu para eu por meu pau prá fora também, que estava estourando de tesão e começou a chupar e punhetar ele, enquando eu batia uma siririquinha na bucetinha dela.
Lá no Cine Apollo, embaixo são duas alas de cadeiras, separadas por um palco elevado, onde garotas fazem stripper entre as sessões de filmes e às vezes em alguns horários sexo ao vivo no palco também.
No camarote, acho que após o cara gozar, um casal foi embora. Restando nós e mais um. Para nossa sorte aquele dia era dia de sexo ao vivo, de cima ficamos observando o espetáculo que acontecia embaixo. Após o casal transar um pouco para todos os homens verem lá no palco, subiram as escadas e foram dar o espetáculo também no camarote. Prá nós foi a primeira vez que vimos sexo assim ao vivo, bem pertinho de nós, a até podia passar as mãos nos dois e passamos um pouco, o rapaz era bem dotado e a moça bonita, nosso tesão foi a mil.
Após o casal do sexo ao vivo deixar o camarote, voltamos as nossas poltronas, só que o casal que também estava lá foram sentar ao nosso lado. No cinema continuava os filmes, e ficamos ali nos acariciando e vendo o casal também se acariciar. E um homem moreno claro e uma moreninha magrinha, dos peitinhos pequeno. O cara não tirava o olho da minha esposa e eu já estava chupando os seios maravilhosos dela e ele já estava ficando maluco.
O tesão já estava incontrolável e minha esposa já chupava meu pau ao lado do casal e a moreninha também chupava o pau do cara, quando podemos ver que o cara tinha um pau enorme e bem grosso, aí que minha esposa pingou a buceta de vez mesmo.
Não aguentando mais, os dois casais, as mulheres sentaram no nosso pau. A buceta da minha esposa não estava molhadinha, estava ensopada... Desceu no meu pau que deslizou, estava uma delícia, após metermos assim um pouco ela pediu prá mim por a camisinha. O casal ao lado a moreninha já estava gemendo.
Era nossa primeira vez e o tesão estava demais, o casal ao lado parece que tinha interesse em trocar, pois o cara começou a pôr a mau da moreninha no meu pau. Eles levantaram e ela posicionou de quatro na poltrona da frente e o cara levantou e começou a comer a buceta dela por trás. Ai sim podemos ver o tamanho do pau do cara, era realmente descomunal.. A moreninha gemia numa mistura de dor e prazer. O cara começou a passar a mão nos seios da minha esposa que me cavalgava e pegou na mão dela e começou por no pau dele. Ela ficou meio sem jeito e tirava, mas ele insistia um pouco e ela segurou um pouco o pau dele e punhetou um pouquinho....Ele tirava o pau da buceta da moreninha e colocava na boca dela para ela chupar. Com esse tesão todo eu e minha esposa gozamos bem gostoso.... Nos limpamos e saímos do cinema, na rua já estava escuro e fomos embora.
Após esse ocorrido nossas transas que já era uma delícia se tornaram sensacionais, chegamos a voltar ao cinema mais umas duas vezes, mas não foram tão legais como a primeiro, só mesmo vendo os casais se chuparem e nós sempre metíamos bem gostoso e íamos embora.
No próximo conto vou contar como foi nossa primeira vez numa Casa de Swing, anos depois de termos frequentado o cinema.
As fotos infelizmente são só ilustrativas, pois não tirávamos fotos das transas nessa época e nem era permitido no cinema.
Espero que tenham gostado e não ficado grande demais. Esperamos os comentários e a opinião de vocês para escrevermos o outro conto. Beijos.

Foto 1 do Conto erotico: Casal Swinger - O início - Cine Pornô

Foto 2 do Conto erotico: Casal Swinger - O início - Cine Pornô

Foto 3 do Conto erotico: Casal Swinger - O início - Cine Pornô

Foto 4 do Conto erotico: Casal Swinger - O início - Cine Pornô

Foto 5 do Conto erotico: Casal Swinger - O início - Cine Pornô


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario ruca2510

ruca2510 Comentou em 30/09/2017

Votado!!! Conto fabuloso... Bem escrito e bem real. Me deixou curiosa pra saber como tem sido vossas transas com outros casais. Vcs me parecem um casal bem quente, cheios de tesão pra dar e receber... Fico esperando pelo próximo conto. Beijos molhados

foto perfil usuario ruca2510

ruca2510 Comentou em 30/09/2017

Uhhhhhhmmmmm "O tesão já estava incontrolável e minha esposa já chupava meu pau ao lado do casal e a moreninha também chupava o pau do cara, quando podemos ver que o cara tinha um pau enorme e bem grosso, aí que minha esposa pingou a buceta de vez mesmo. " Imagino o vosso tesão...delícia!

foto perfil usuario ciumens

ciumens Comentou em 15/03/2017

Estou ansioso por outros relatos. Adoro relatos verdadeiros de casais. Parabéns ao casal!

foto perfil usuario fudedordecu

fudedordecu Comentou em 15/03/2017

Amei o conto foi delicioso, que pena que as fotos são ilustrativas amaria ver fotos de vcs

foto perfil usuario fulano

fulano Comentou em 15/03/2017

Sessão de cinema maravilhosa ... Quero ir na próxima

foto perfil usuario andreferraz

andreferraz Comentou em 14/03/2017

adorei o conto e as fotos tb... sou da Bahia, se algum dia passarem por aqui dê um oi!

foto perfil usuario cadima1

cadima1 Comentou em 14/03/2017

Adorei o vosso conto é pena não terem mais para comer ela Parabéns

foto perfil usuario kzdopass48es

kzdopass48es Comentou em 14/03/2017

Vcs são puro Tesao e me deixaram tb assim! Betto (o admirador do que é belo)

foto perfil usuario oscar31

oscar31 Comentou em 14/03/2017

Cara parabéns ai pelo conto sempre tive vontade dessas coisas sou Sátiro por essas coisas amo isso. Dizem que a relação do casal melhora depois dessas coisas é verdade????




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil casalpurotesao
casalpurotesao

Nome do conto:
Casal Swinger - O início - Cine Pornô

Codigo do conto:
97988

Categoria:
Grupal e Orgias

Data da Publicação:
14/03/2017

Quant.de Votos:
20

Quant.de Fotos:
5


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos mulher chorando no pau do filho roludo que come sem do a buceta da sua mae e da sua irma e sua amiga virgemamadoras chorou quando pediu pro namorado enfiar so a cabecinha na boca dela mas ele enfiou a rola na garganta e ela engasgoufiz amor com meu amor pela 1 vez porno conto eroti comae ajuda o filho a bater uma punheta em contos eroticosContos eroticos incesto de carnavalsedutoras e marrentas parte dozeconto erotico perdi a virgindade com meu chefecontos eroticos bizarros bebendo leite da gravidacastidade esposa conto eroticogoza dentro das mulheres em transe hipnose pornocasada foge de um velho pauzudoporno contos eroticos punheteirascontos eróticos nao aguentei o tamanho do dote do travesticontos eroticos meu vizinho chupava minha bucetinha entroca me dava bombonsConto erótico esposa com consolocontos gay virei mulher hormoniopeguei meu estagiario e coloquei pra mamarcontos eroticos sou adotadaconto anal surpresaconto porno ela nao quis mais enfiei mesmo assimcontos gay travestis seduxiu e chantageou deois.comquadrinho erotico cercaniasultimos contos sadoContos reas meus filhos rasgaran meu cu virgemcontos gay padrastoContos eróticos de incesto mamae gulosa mamando no pauzaos dos seus filhos e de mais cinco negao em um gang bangcontos eróticosperdendo a virgindade pro pai hantai mulher do cornoSO IRMA NEGRA DE MINI VESTIDO EM VIDEO PORNO GRATIS DEITADA COM O IRMAO NA MESMA CAMAconto erotico roseContos de lésbicas íntimascontos eroticos gay de chacreiro comendo filhinho do patraoConto piazinho pauzudo insestocomtos eroticos tomando banho com meu filhocontos eróticos aprendendo com a esposaconto erotico reforçohormonios femininos conto eroticoVideos travestis sado dominatrix boafodacontos eróticos traficanteMinha mulher disse pra eu fuder a buceta da minha filha na frente dela eu fudi a buceta da minha filha e fudi minha mulher elas duas juntas eu depois eu levei minha filha pro motel pra eu fuder seu cu virgem conto eroticocontos eroticos fudi tanto a buceta da esposa do meu irmao que ela engravidouQuadradinhoerotico 2014mulher metendo roludo na frente batidocontos gay meu filhinho bebezinho viadinhoporno contos pescando com maridoTesao ao extremo conto eroticocontos eroticos o cusinho da minha irma dinhabalconista lambeu minha xotacomendo nerdisinha contosConto Erótico Incesto Gay – Meu tio me comeucontos eroticos de sogra carenteCrentinhas cabacinhosporno ceduzido no jogo de bilharcontos eróticos de pedreiro velhinho estupradorconto erotico professora e o cavalocontos gay na pescaria com os padrinhosporno da gravidez com pênis Grandea mulher e os mendingos quadrinhosas coxas da minha mâe contos eroticosConto erotico fiz minha prima virgem chora no meu pau 27cmContos eroticos cretinhas novinhasrelatos me masturbo vendo filmes de zoofiliacontos eroticos part1contos eroticos sou fogosa me fuderam no clubequadrinhos de incesto ay papiconto viado corno putaConto erotico compartilhando a esposaContos eroticos de mamae e filhas gulosas mamando nos pauzao grandao grossao dos cinco filhos numa suruba em casaporno beti toparoaHomem iniciando virgem curiosa contos eroticosCaseiro bem dotado sendo seduzido pela patroa contos eroticomenininha assanhada sedutora do bucetao em contos eroticosfilme porno anova cunhada pasando creme no corpoQuadrinhos eróticos Mãe e filhogangbang namorada contocontos com pm gaymae e filha iniciada na zoofiliacontos eroticos comi minha prima bricando de esconde esconde so de calca de lycraconto suruba e traicoes homens virgensconto erotico zoofilia