REFLEXÕES DE UM CORNO.

Click to this video!


-ou- MINHA ESPOSA PUTA.


Qualquer pessoa que conheça minha vida pessoal e saiba como é meu casamento com certeza me considera um corno e acha que minha esposa é uma vagabunda! Mas eu não concordo com isso, acho que generalizações e simplificações nem sempre funcionam. Sim, minha esposa tem um amante e ele fode ela sempre que quer, eu sei e concordo com esse arranjo...na verdade costumo assistir o Rubens foder minha esposa na minha frente! Se isso me faz um corno, então eu sou um...mas se você conhecer melhor meu casamento e minha vida amorosa com minha linda esposa vai perceber que nosso matrimônio é baseado no amor, na confiança mútua e num sentimento de entrega total que envolve sacrifícios pelo outro se necessário. Nossa vida como casal é linda e cheia de amor.
Quando eu era bem mais jovem e solteiro eu tive uma moto Harley Davison, a mais potente, com 1200 cavalos. Aquilo era minha paixão. Quando eu cavalgava aquela máquina eu me transformava. A potencia do motor entre minhas pernas, o ronco forte e a trepidação me davam vida, aventuras e poder! Mas eu sempre soube que aquilo era demais para mim, não, não me entendam mal...Eu era muito feliz deslizando veloz pelas estradas e até me arriscando demais às vezes, mas eu sempre soube que eu nunca fui um motociclista arrojado, nunca consegui extrair tudo da fantástica máquina que eu possuía. Eu até que dominava bem a máquina, em raras ocasiões pegava 110 e até 120 por hora em retas seguras, mas a moto era para mais de 200 por hora, podendo chegar a 250! Mas eu me divertia muito, era feliz assim...
Quando me casei a Laura pediu para eu vender a moto, com toda razão porque um carro era mais apropriado para recém casados. Com boas condições financeiras e muito amor começamos nossa vida de casal. O pai dela nos deu um apartamento grande e bem localizado. Eu especialista em TI e contratado como gerente em uma grande empresa multinacional sempre tive bons rendimentos e a Laura, uma advogada experiente foi sempre sendo promovida em uma poderosa banca de advogados com vários clientes importantes entre os políticos mais corruptos deste país!
A vida deslizou em nossa frente, tudo fácil e normal. Nunca pensamos em filhos, sempre buscamos a liberdade, a diversão e o sexo...muito sexo.
Eu nunca consigo me lembrar exatamente como tudo começou. Não me recordo como o assunto surgiu ou quando começamos eu e a Laura a considerar uma terceira pessoa em nosso casamento. Eu sei que depois de oito anos de casados eu comecei a me lembrar da minha moto, mas de uma maneira estranha...A cada vez que eu fazia amor com a Laura eu sentia que ela queria mais, eu comecei a me esforçar mais até o ponto do sexo virar quase um trabalho, eu me esforçando para satisfazer minha esposa e ela sempre pedindo mais. Laura na cama é um furacão e eu fazia o que podia, mas comecei a perceber que estava acontecendo o mesmo que aconteceu quando eu tinha a minha poderosa moto. Eu não conseguia tirar tudo dela, eu por insegurança ou falta de capacidade não aproveitava bem...minha esposa, não a moto!
A primeira vez que falamos com o Rubens foi uma experiência angustiante. Os sentimentos confusos, conflitantes e o nervosismo quase puseram tudo a perder. Rubens chegou no nosso apartamento em um sábado, no horário combinado, duas da tarde. Estava bem vestido, muito educado e atencioso. Porte altivo, voz bem colocada e com um sorriso simpático. Eu e a Laura nervosos e atrapalhados, muito mais eu do que ela...Rubens agiu como uma visita qualquer, soube quebrar o gelo e meia hora depois que ele chegou a conversa já era normal. Viagens, passeios e hobbies, com habilidade o Rubens levou o assunto para o sexo só depois de sutilmente começar a falar em praias de nudistas que ele disse gostar e praticar.
Naquele primeiro encontro me lembro que ele não tocou na Laura, não falamos em sexo entre nós e muito menos da possibilidade dele foder a minha esposa. Apenas quando nos despedimos às seis da tarde ele discretamente ao beijar o rosto da Laura deslizou sua mão pela bunda dela, isso está gravado na minha mente, mais especificamente a reação da minha esposa...Ela sorriu para ele, e em seguida me olhou de uma maneira estranha, alguma coisa entre safadinha e amorosa, não sei.
Naquela noite fizemos amor como sempre, mas a Laura não parava de me perguntar mesmo enquanto eu estava fodendo ela se tudo estava bem, se eu aceitaria o Rubens pegando ela, lá pelas tantas começou a me chamar de Rubens e pedir para eu meter mais forte. Fiz o que pude...
No domingo o Rubens liga e nos convida para almoçar. Foi insistente, não aceitou desculpas e praticamente me obrigou a aceitar o convite. Hoje percebo que foi o primeiro ato dele para nos dominar como casal. O almoço foi maravilhoso, bom restaurante caro e sofisticado e tudo por conta dele. Foi a única vez que ele pagou, depois disso sempre a conta ficou para mim...A conversa foi animada e o Rubens se mostrou ser um homem bem informado com opiniões firmes em vários assuntos. Já na sobremesa ele educadamente e de maneira muito natural pediu para se sentar ao lado da Laura e que eu me sentasse no lado oposto na mesa. Eu também naturalmente obedeci enquanto a Laura sem demonstrar a mínima surpresa apenas sorriu...Mais um pouco de conversa e ele começou a passar a mão nas coxas da minha esposa, pude perceber que ela facilitou, ergueu o vestido e abriu as pernas...tudo olhando em meus olhos e parecendo se divertir muito. De toda a situação o que me assustou mais foi sentir meu pau duro querendo romper a cueca!
Foi quando o Rubens pediu a conta, pagou e com muita tranquilidade me mandou para casa! Disse que levaria a Laura para passear, para se conhecerem melhor e com um sorriso cativante pegou minha esposa pelo braço e a levou embora.
Eu esperei no apartamento acordado até às duas horas da manhã da segunda feira! A Laura não atendeu nenhuma ligação minha, deixei dezenas de mensagens na caixa postal e nada!
Foi quando eu já estava pronto para procurar a polícia e contar minha bizarra estória que escutei a chave na porta do apartamento. Laura entrou e correu para me abraçar. Estava visivelmente cansada mas muito alegre. Cheirava sexo, um odor que me perturbava e me atraía ao mesmo tempo, cheiro de macho e de fêmea misturados, cheiro de vagabundas...Eu amei isso e meu pau demonstrou minha excitação com a coisa toda...me lembro de ter ficado um pouco envergonhado com isso.
Naquela primeira vez, a primeira de muitas que se seguiram, eu não transei com a minha esposa. Ela me pediu desculpas sem deixar claro do porque exatamente estava se desculpando. Ela foi para o banho e fechou a porta, eu lhe dei liberdade, quando ela saiu do chuveiro veio se deitar nua e apenas me deu um "boa noite" fora de hora e um beijo no rosto. Adormeceu em segundos e eu fiquei acordado até o amanhecer...
Na semana seguinte ela me evitou de todas as maneiras possíveis. Apesar das minhas perguntas e da minha insistência ela nunca me contou como foi aquela primeira noite, apenas me disse que foi bom e que eu podia ficar tranquilo com o Rubens...Na sexta feira ela me disse para eu chegar cedo em casa no fim da tarde, ela tinha algumas coisas para acertar comigo. Eu então cheguei às cinco da tarde em casa. Esperei meia hora e ela chegou. A conversa que tivemos foi um divisor de águas no nosso casamento. Primeiro ela explicou porque me evitou a semana inteira. Ela disse que o Rubens proibiu ela de transar comigo por um mês! Simples assim...o Rubens proibiu. Depois disse que o novo amante dela queria sua bucetinha raspadinha e bem lisinha...e que isso seria minha obrigação para sempre, toda semana eu teria que fazer a depilação completa da minha esposa para o prazer do Rubens. Muitas coisas aconteceram naquela sexta feira, antes da noite eu já tinha depilado a linda bucetinha da Laura no capricho, quando passei óleo para suavizar a depilação quase implorei para transar com ela, ela se arrepiou toda mas foi forte e disse que o jogo era para ser jogado direito. Não sei como o Rubens convenceu ela, mas ela já estava bem dominada e obediente. Depois com o tempo tanto eu quanto ela ficamos os dois bem submissos ao Rubens. Nunca vou esquecer como a Laura estava bonita naquele dia. Ela estava sensual e elegante quando saiu para encontrar o seu amante naquela sexta feira. Até a lingerie eu ajudei a escolher e vesti nela. A bucetinha bem lisinha ficou linda na calcinha transparente...mas infelizmente era para outro. Antes de sair ela me deu dois golpes seguidos. Primeiro disse que só voltaria domingo a noite. Depois com uma calma elegante e uma carinha de anjo me disse claramente que de agora em diante ela seria a puta particular e exclusiva do Rubens, que ele podia foder ela quando quisesse...mas ao mesmo tempo sempre seria minha esposa e que me amava muito...??? Fiquei parado, meio pasmado!
Ela não voltou no domingo à noite. Voltou às cinco da manhã da segunda feira. Dois dias! Sem noticias. sem atender telefone e eu imaginando de tudo. Foi o fim de semana mais longo da minha vida. Eu pensei em tudo que fiz, pensei na Laura nas mãos de outro homem, senti vergonha, fiquei excitado e pensei até em sair pelos motéis atrás dela...mas na realidade apenas fiquei esperando. Me masturbei algumas vezes, dormi muito pouco e...chorei! Nem sei bem porque chorei, apenas descarreguei a confusão que reinava na minha cabeça...
Quando ela voltou na segunda feira bem cedo foi direto para o banho e me chamou, pediu para eu ajudar ela a banhar-se, disse que estava exausta e toda doída. Eu me animei um pouco mas fui gentil e lavei minha amada com carinho. Não pude deixar de notar sua boceta bem vermelha e inchada, ela estava bem arrombada...Também percebi marcas de palmadas na bunda e os seios vermelhos com marcas de pequenas mordidas. Os pulsos e tornozelos tinham marcas mostrando que ela foi amarrada. Fiquei muito preocupado e quando falei de tudo isso ela cortou o assunto e disse que não falaria nada do que aconteceu. Me disse que estava gostando de tudo e sendo bem tratada pelo Rubens. Ainda completou me dizendo que o Rubens é um homem maravilhoso e que tudo que ele fez com ela era assunto dos dois, não era da minha conta. Deixou claro que o Rubens não a obrigou fazer nada, que tudo o que fizeram nos dois dias foi com a total concordância dela. Eu fiquei quieto, sem opções terminei o banho e levei ela para a cama, ela adormeceu logo, toda nua e com uma carinha de anjo. Eu mesmo liguei para o escritório onde ela trabalha e disse que ela estava doente e não podia trabalhar naquele dia.
Nas semanas seguintes além dos fins de semana minha esposa passou algumas noites fora, duas ou três por semana. Ela saía toda arrumada e perfumada, sempre com minha ajuda para se vestir, depilar e escolher as peças íntimas. Em pouco tempo ela já me perguntava de maneira até bem inocente se eu achava que ela estava bem gostosinha, se o Rubens ia gostar e trocava várias vezes de lingerie até achar que estava bem...sempre querendo saber minha opinião. Eu preparava ela para o Rubens foder gostoso! Quando ela voltava estava acabada, cansada mas sempre muito animada. Demonstrava seu amor por mim me abraçando e me beijando...Mas sexo nem pensar!
Assim foi por um mês e meio. Foi até um alívio para mim quando numa sexta feira ela me disse que o Rubens viria no fim de semana para foder ela na minha frente. Com um sorriso alegre ela me disse que estava "pronta" e que o Rubens disse que ela se saiu muito bem na fase de condicionamento! Eu agora sou a puta particular do Rubens e continuo sendo sua esposa amorosa de sempre...querido... O Rubens disse que quer te mostrar sua nova esposa puta e acertar alguns detalhes com você!
E assim foi. Naquele fim de semana eu presenciei coisas que nunca pensei ver! Sábado às duas horas o cara chegou. Quando a campainha tocou a Laura correu para atender. Elegante e bem vestido ele entrou, beijou minha esposa na boca e forçou seus ombros colocando-a de joelhos na frente dele. Tirou um cacete enorme das calças e sem cerimônia alguma meteu na boca da Laura que abocanhou aquilo tudo sem pestanejar! Eu totalmente ignorado pelos dois corri para fechar a porta da frente, mas o Rubens travou a porta com um pé e perguntou se eu estava com medo de que os vizinhos descobrissem que eu tinha uma vagabunda em casa...Segurou a porta apenas por alguns segundos, mas eu apavorado fiquei gelado e desesperado até que ele sorrindo tirou o pé e liberou a porta para ser fechada.
A Laura chupou aquele pau enorme no capricho. O cara metia fundo na garganta, minha esposa engasgava mas sabia se recompor, respirar e voltar ao serviço. Lágrimas escorriam do seu rosto e baba corria até o queixo mas ela sabia o que estava fazendo. Percebi que ela me olhava até com certo orgulho tentando mostrar o que tinha aprendido, eu abismado só olhava aquilo meio que paralisado. Quando o Rubens começou a gemer a Laura olhou para mim e pediu com jeito de vagabunda para ele gozar na boca, disse que queria engolir porra de outro na minha frente. Rubens sorriu, urrou e não decepcionou. Eu presenciei minha esposa ter a face coberta de porra e se esforçar para engolir tudo, limpou bem o pau lambendo os beiços e usando os dedos para não desperdiçar nada. Fez tudo olhando para mim e sorrindo.
Depois disso o Rubens me deu três ordens simultâneas. Pediu um wiskey com gelo, mandou eu tirar toda a roupa da minha esposa e chupá-la para ela ficar bem molhadinha preparada para levar um cacete de verdade na boceta! Foi assim que sem alternativas me tornei submisso ao amante da minha esposa. Atendi a todos os pedidos dele e não pude deixar de notar o olhar de admiração e aprovação que minha esposa tinha para o Rubens, ver ele me submeter parecia excitar ela mais ainda. Enquanto eu dava um oral caprichado para minha...Putinha, ela só fazia pedir ao amante para vir fodê-la rápido, implorava na realidade e ele bebendo com toda calma seu wiskey...
Quando o Rubens se cansou da brincadeira tirou as roupas e mandou eu me afastar...imediatamente ela ficou de quatro no nosso sofá como uma cadelinha amestrada. Ele veio por trás e meteu nela como um animal. Ela gritou e gemeu como eu nunca vi ela fazer e a imagem dela com a cabeça apoiada no braço do nosso sofá e um rostinho angelical me olhando enquanto era fodida sem dó me marcou para sempre...
Rubens fodeu minha esposa com uma pegada forte, animalesca e a querida Laura não reclamou em instante algum, pelo contrário, pediu para ser fodida mais forte, implorou para ele meter tudo "bem no fundo" e até pediu para apanhar...Me bata! Gritava ela! E ele bateu, foi bruto puxando o cabelo dela enquanto espancava sem dó aquela bundinha linda...Os tapas eram fortes e estalavam alto, com os gritos dela eu fiquei até preocupado com a possibilidade de algum vizinho escutar. Os dois gozaram juntos e ele terminou de gozar melando toda a bunda avermelhada e marcada dela. Ela ficou prostrada,tremendo e gemendo baixinho por alguns minutos. Ele desabou no sofá e pediu outro wiskey...Logo em seguida, passados apenas uns dez minutos os dois cochicharam alguma coisa e foram para o chuveiro, eu mais uma vez fui ignorado. Fiquei na sala sentindo o cheiro de sexo no ar, juntando as roupas da Laura e até ajeitei as roupas do Rubens também. Mas eu podia ouvir risos e gritinhos vindos do chuveiro, ficaram por lá mais de uma hora e quando saíram estavam abraçados e sorridentes. A Laura veio para perto de mim enrolada em uma toalha e me abraçou. O Rubens veio pelado, mas logo pegou suas roupas se vestiu e foi embora. Se despediu da minha esposa com um beijo de bocas coladas, molhado e sem pudor algum. Depois olhou para mim, deu um sorriso simpático e soltou um " valeu" casual. Sumiu pela porta afora e eu não o vi mais por quase dois meses. Mas minha esposa continuou a passar os fins de semana com ele, e sair por uma ou duas noites por semana sempre voltando muito tarde.
Daquela época eu guardei alguns episódios mas esqueci de muita coisa. Lembro de dois fins de semana importantes. Quando ele iniciou minha esposa no sexo anal eu sofri junto com ela só vendo os estragos. Laura voltou daquele fim de semana toda arrombada, quase chorando de dor. Eu já tinha praticado anal com ela, mas o Rubens é um animal bem dotado e foi bastante cruel com minha amada. Mas surpreendentemente ela me disse que gostou da experiência e agora estava mais "completa" para satisfazer o amante. Na verdade ela estava totalmente dominada...Eu cuidei dela, passei cremes calmantes e cicatrizantes naquele rabinho dilacerado até a recuperação total, foram duas semanas, me aproximei mais ainda da minha esposa e ela retribuiu meu carinho com muito amor. O Rubens "autorizava" minha esposa foder comigo de vez em quando, e quando iniciou ela no anal liberou uma vez por semana...apenas isso. O desgraçado sabia que meu pau não servia mais para ela, a boceta alargada e o cu impraticável temporariamente...Mas eu agradeci mesmo assim...era o que eu podia ter agora.
O segundo fim de semana inesquecível foi quando minha esposa foi apresentada ao açoite! O desgraçado do Rubens pediu para minha querida Laura uma "prova de amor e devoção" e ela se submeteu de livre e espontânea vontade aos instintos sádicos dele. Foi amarrada e açoitada como um animal, ele usou um chicote de couro e eu recebi a minha esposa naquela noite toda marcada, vergões vermelhos pelo corpo, coxas, nádegas e seios judiados com vontade e sem dó. Ela não falou nada eu não perguntei, mas pelas marcas deduzi tudo o que aconteceu. Ela apenas me disse que tinha dado uma prova de amor e respeito para seu mestre! Mais uma vez tratei dela com amor e carinho. Me lembro que nesse dia questionei o que estávamos fazendo. Pedi para ela pensar sobre o assunto e disse que tudo podia ser cancelado, suspenso e esquecido. A resposta dela foi firme...Me disse que o Rubens era agora nosso dono, me falou olhando nos olhos que ela era apenas uma puta para ele, uma verdadeira cadela e então estava tudo bem, ela me falou do orgulho dela em servir seu amante com total submissão...Ao mesmo tempo reafirmou seu amor por mim e me disse que sempre seria fiel ao nosso casamento...??? Eu fiquei quieto, a transformação da minha querida esposa em uma puta depravada e submissa me deixou sem ação e eu fui aceitando tudo, mas tudo mesmo por mais bizarras que as coisas foram ficando.
Depois de um ano o Rubens virou como que da família...Sim isso é estranho mas o cara sabia se encaixar e fazer tudo parecer meio normal. Fomos almoçar juntos inúmeras vezes, passear e até viajar juntos. Visitamos o nordeste, passamos momentos até agradáveis. Rubens confortável com a situação era até muito discreto, se passava por um amigo do casal, mas na prática o casal era formado pela minha esposa e ele, eu sempre ficava meio de fora. Em alguns passeios eu fui descartado e os dois iam sozinhos, minha esposa voltava sempre com cara de ter sido muito bem comida... Na maior parte das noites eu ficava sozinho na nossa suíte enquanto a Laura passava a noite toda na suíte dele. Mas tudo bem, acreditem ou não eu estava acostumado e aceitando bem aquilo tudo por causa da felicidade permanente da minha esposa. Mas tivemos algumas situações constrangedoras, por exemplo, numa dessas viagens o Rubens aprontou a maior safadeza para nós. Mas já adianto que a safada da Laura adorou...eu me desesperei mas tive que aguentar calado.
Estávamos num belo resort numa fantástica praia nordestina. Nossa rotina era normal, o Rubens fodendo minha esposa a toda hora e eu por ali aproveitando as sobras...Laura nunca deixou de ser carinhosa comigo e quando estávamos viajando o Rubens sempre me deixou tirar umas casquinhas, normalmente ela apenas me masturbava ou me dava um oral muito especial agora que ela sabia como fazer bem feito, para mim isso era o paraíso. Bom, uma noite o Rubens telefona para nossa suíte e diz que está subindo com uns amigos que encontrou no bar do resort. Quando ele entra já percebo a encrenca e as intenções dos caras. O FDP arranjou dois machos fortes, com cara de comedores safados e na maior cara de pau anunciou que trouxe os dois "amigos" para foderem minha esposa! A noite foi uma coisa alucinante, eu passei todo o tempo servindo bebida para os três machos e pedindo pizza para matar a fome deles, eles...bem, eles passaram a noite toda fodendo a Laura de todas as maneiras possíveis, ela experimentou de tudo e claro teve sua primeira DP gritando feito uma louca até um terceiro pau tapar sua boca...Os caras barbarizaram minha esposa, debocharam de mim na cara e foram muito grosseiros, mas minha esposa puta levou tudo na esportiva, toda arregaçada com todos os buracos escorrendo porra ela só queria mais paus para chupar. Me surpreendeu naquela noite me chamando para beijá-la enquanto era fodida no cu e fez questão de segurar minhas mãos enquanto enfrentou sua primeira DP. Os caras riram demais de mim, mas nessa altura eu nem me importava mais.
No outro dia tivemos que ir embora, minha esposa ficou falada no resort e todos os machinhos queriam se aproximar da cadelinha...nem o Rubens gostou da falta de discrição dos "amigos" dele.
Já fazem mais de cinco anos que temos um casamento aberto, ou à três se preferirem. Algumas coisas mudaram, o Rubens é hoje como um amigo...Sim, amigo mesmo...ele que manda nas nossas relações mas eu acho que tudo é uma questão de adaptação. Se você é dominado por muito tempo por alguém que sabe como fazer e principalmente tem consciência de até aonde pode forçar as coisas se ajeitam. Eu tenho agora relações de sexo quase que normais com minha esposa, na base do amor mesmo. Sexo selvagem, depravado e sem pudor ela só tem com o Rubens...e com os caras que o Rubens traz para foderem com ela, ele tem feito muito disso ultimamente. Não reclamo, a Laura adora e o Rubens fica feliz vendo a Laura se submeter e eu aceitando a situação.
Eu não sei do futuro e ninguém sabe! Mas acho que por agora somos todos felizes e escrevi isso para tentar colocar em ordens meus pensamentos além de tentar afastar algumas dúvidas que eventualmente tomam conta da minha mente. Só tenho duas certezas na vida, o amor que eu tenho pela minha adorável esposa e da paixão que ela me devota...o resto, as aparências e a opinião da sociedade não me importam.



Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario gulliver24

gulliver24 Comentou em 23/02/2017

Você escreve bem. Acredito que seja uma história fictícia, mas parece real. Fiquei louco de tesão por essa vagabunda arrombada e me identifiquei totalmente com o marido. Q delícia ser dominado pelo macho da sua mulher. Só acho q ele devia ter dado uma caralhada no marido. Garanto q o marido ia gostar.

foto perfil usuario jpsanf

jpsanf Comentou em 22/02/2017

Nossa, eu e minha esposa assustamos um pouco com este relato, claro que cada um conhece seus limites, mas pelo menos pra ela e eu, vamos mais pela tangente dos dois sentirem prazer mútuo, mas interessante como você contorna e esboça sua vida conjugal.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


77554 - Carlinha. - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 18
77568 - Carlinha - Parte 2 - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 5
77778 - CARLINHA PARTES 3-4-5-6 - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 5
77958 - Fim de semana alucinante. - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
77959 - Minha filha pediu ajuda. - Categoria: Incesto - Votos: 44
77971 - Carlinha - Parte 7 - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 4
78066 - CARLINHA PARTE 8 - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 8
78242 - Minha filha pediu ajuda - Parte 2 - Categoria: Incesto - Votos: 24
78253 - Carlinha - Final - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 4
78446 - OS DOIS LADOS DA MESMA MOEDA. - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 3
78743 - RENATA INFIEL. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
78990 - TERAPIA SEXUAL. - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 7
79384 - MINHAS FILHAS SAFADAS - Categoria: Incesto - Votos: 21
79437 - GUARDEI MEU CABAÇINHO PARA O PAPAI. - Categoria: Incesto - Votos: 17
79494 - PROBLEMAS - COMENDO A SOBRINHA. - Categoria: Incesto - Votos: 17
79602 - PROBLEMAS PARTE 2 - COMENDO A FILHA. - Categoria: Incesto - Votos: 15
79617 - PROBLEMAS PARTE 3 - ASSISTINDO A FILHA DAR. - Categoria: Incesto - Votos: 13
79796 - PUTINHA DO PAPAI E MAMÃE SABE. - Categoria: Incesto - Votos: 15
79900 - PUTINHA DO PAPAI E MAMÃE SABE. - PARTE 2 - Categoria: Incesto - Votos: 15
79941 - PUTINHA DO PAPAI E MAMÃE SABE - PARTE 3 - Categoria: Incesto - Votos: 16
80129 - MEU MARIDO ME ENTREGOU PARA OUTRO MACHO. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 32
80237 - MINHA MULHER NOS BRAÇOS DE OUTRO. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 26
80406 - CASAIS BEM RESOLVIDOS. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
80481 - POLÍTICA, SEXO E TRAIÇÕES. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
80694 - MEU MARIDO CUIDA DE MIM. - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 8
80734 - EU E MEU PAI NO MOTEL. - Categoria: Incesto - Votos: 28
80962 - EU E MINHA FILHA. - Categoria: Incesto - Votos: 17
81363 - THE COACH - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 6
81857 - CORNO APAIXONADO. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 18
82012 - CORNO BABACA. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 27
82534 - CORNO POR OPÇÃO. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 4
83124 - UM DOM PARA MINHA ESPOSA. - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 1
83217 - O CONTO PROIBIDO. - Categoria: Fetiches - Votos: 2
84176 - AMIGO É PARA ESSAS COISAS. I - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
84178 - AMIGO É PARA ESSAS COISAS. II - Categoria: Traição/Corno - Votos: 4
84827 - UM ESPOSA EXEMPLAR - I - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 3
84859 - UMA FILHA EXEMPLAR. - Categoria: Incesto - Votos: 3
84916 - MARIDÃO SAFADO E CORNO. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
84957 - QUANDO ME TORNEI SUBMISSA. I - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 3
85422 - AMOR DE PAI. - Categoria: Incesto - Votos: 10
85423 - SUBMISSÃO. - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 2
85469 - SEXO COM HUMOR. - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
86246 - CASADA COM FILHOS E ESCRAVA. - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 6
86319 - MINHA ESCRAVA PREFERIDA. - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 3
86320 - DESGRAÇA ANUNCIADA. - Categoria: Incesto - Votos: 5
86581 - ASSIM NASCE UM CORNO. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
88252 - EU, MINHA ESPOSA E SEU MACHO. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
89122 - ANGÉLICA -LINDA, RICA E ESCRAVA. I - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 5
89202 - ANGÉLICA -LINDA, RICA E ESCRAVA. II - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 4
89469 - ANGÉLICA -LINDA, RICA E ESCRAVA. III - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 1
89676 - ANGÉLICA -LINDA, RICA E ESCRAVA. IV - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 1
90308 - PUNINDO GAROTAS REBELDES. - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 1
90835 - SERÁ QUE FOI MINHA CULPA ? - Categoria: Incesto - Votos: 4
90836 - MINHA FILHA. - Categoria: Incesto - Votos: 4
98656 - ASSUMINDO: GAY PELA PICA DO AMANTE DA MINHA EX... - Categoria: Gays - Votos: 13
99878 - O SENADOR, A VADIA E O ARREPENDIMENTO. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico coach

Nome do conto:
REFLEXÕES DE UM CORNO.

Codigo do conto:
97192

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
22/02/2017

Quant.de Votos:
4

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


garotinha sapekinha da bucetinha gorda em contos eroticosninfetinha conto eroticocontos.irmã bebadacontos eroticos suruba das cinquentonasporno gay sexo violentoConto erotico neguinho pintudofotos de loiras taradas f******Minha esposa saiu de shortinho socado no rabo contosfudendo aesposinha safada historia em quadrinhoContos eroticos de meninas crente estupradas.hentai porno incesto eu minha mae e minha irmaver gibis eroticos da caçadoraconto ertico casada leva muita picadedao do pe no meu cuconto erótico despedida de solteiro de maeconto erotico troca de casal com votoRaspei minha buceta na presença de meu sobrinho contos femininoporno paua primeira vez que ganhei uma siririca contoscontos com fotos de cornos mansinhocontos estrupada estacionamentoEu fui fudida pelo meu padrinhoquadrinhos eróticos realistaxvideis 2017comi a minha tiaconto erotico em quadrinho de menina e pedreiroContos gay pau pequenoconto eroticos eu fiquei os cinco dias andado com dificuldade depois de da o cuConto erotico garotaminha vizinha safada casada helenicecontos negoes borracheirosconto erotico- empregada casada contandoкуколд эро комиксыtaninha moz nuacasado sendo penetrado no seu cuzinho pelo amigo,devagar e suave.www.xxvideo Bomelaporquinha sadomasoquismofilha viciada em foder contosconto erotico femdom traiçaocontos eróticos chantagem com a balconista5 داستان سکس لیمونادquadrinhos eroticos filho atrevido 2quadrinhoerotico pedreiriamiga da buceta e bunda grandes contos eroticosfiquei na casa da minha sobrinha de 19anos e tive que come o cu dela a forca e gozei na boca delaconto erotico sacanagemultimos contos sadocontos eroticos gay meu tio de dezessete me comeu bebado quando eu tinha oito anoscontos eroticos comi meu vizinho novinhoconto de encesto filho drogadominha esposa soninha e o velho roludo contos eroticosconto Vontade de ser corno com o meu amigo!conto eroticos netinha de saia sentando no colo do avocontos eroticos sou casada meu marido percebeuconto erotico dp cornocontos de corno na baladaprofebranca fotocontos eroticos climax daputinhaminha mãe me surpreendeu contos de incestocilando a etiada dormindo so de calcinha e gsa na calcinha delaconto erotico inesperadodei pro meu enteadocontos eroticos incestos sai e voltei e vi meu pai comendo a sua noracomi a buceta e cu de cilene contosperdi as preguinhas do cu quando era pequenaContos reas papi arrombo meu cu na frente da mamaecontos eroticos flagrei minha esposa seduzindo meu amigonataxa fudedoquadradinhos erotico fodendo a entiada negrinhaconto anal irmasEu e meu macho padrastoContos e foTos de calcinhas gozadas meladas mae filho filhaporno caseiro trasei com minha manora e minha cunhadaConto cm a comadre