Desabafo de uma mãe - cap IX

Click to this video!


Quando abri os olhos a primeira coisa que vi foi meu filho nu. Ele parecia um anjo dormindo, com o corpo de um deus. Eu estava de ressaca, mas lembrava de tudo. Lembrava que ele tinha me penetrado e gozado dentro de mim. E lembrava dos orgasmos maravilhosos que ele tinha me proporcionado na noite anterior. O incesto fora consumado.

Mas, ao contrário do que vinha acontecendo, eu não senti remorso. Nada. Ao contrário, o que eu sentia era uma felicidade extrema. Aos 42 anos eu tinha descoberto o quanto o sexo pode ser maravilhoso.

Passei a mão no seu peito, atlético, definido. Dei um beijinho no seu mamilo e ele se mexeu. Eu mal despertara e já estava me sentindo atraída por ele.

- Acorda, preguiçoso!

- Hummmppffff

Dei uma chupada mais forte no seu mamilo. Fiz cócegas e ele se mexeu num espasmo. Riu ao abrir os olhos.

- Bom dia, mãe.

- Bom dia, André.

Ele se espreguiçou e me abraçou.

- Você tava bebinha ontem, hein?

- Estava...

- Você lembra de tudo?

- Tudo, filho... tudinho.

- Tá arrependida?

- Estou. Estou arrependida de não ter feito antes.

Ele deu um sorriso e nos beijamos. Eu sentia seus braços me envolvendo, nossas línguas dançando dentro de nossas bocas. Ficamos nos beijando por uns bons minutos. Sua mão apertou minhas nádegas. E, claro, seu pinto já estava duro.

- Mãe... eu te amo muito. Você nem imagina o quanto.

- Eu também te amo, filho.

- Você lembra que eu gozei dentro de você ontem?

- Já falei que lembro tudo.

Sua mão veio de encontro à minha vagina. Ele dedilhou meu clitóris e eu soltei um gemido de prazer.

- Já tá molhadinha, mãe? - ele perguntou, com um jeito sacana, de taradinho.

- Culpa sua, safadinho.

Os beijos e as carícias me deixavam em chamas. Não só eu estava conseguindo superar o sentimento de culpa, como estava verdadeiramente tomando a iniciativa, demonstrando a ele o quanto eu o desejava.

Peguei no seu pinto e comecei a esfregar na entradinha da minha xoxota. Eu puxava, mas ele fugia.

- Calma, mamãe... ontem você me torturou, esqueceu? Quando eu cheguei você escrachou de tudo quanto foi jeito.

- Foi ciúme, meu amor... Eu senti ciúme de você. Você promete que vai ser só meu?

- Nem preciso prometer. Só penso em você.

- Então vem, filho... vem dentro de mim!

Eu já queria que ele me penetrasse, mas ele tinha outros planos.

- Fica de quatro, mãe.... Fica de quatro que eu adoro!

Não discuti. Geralmente eu tinha vergonha de ficar nessa posição. Como já disse, sempre fui meio travada para o sexo. Mas com ele eu me sentia livre, solta. Fiquei de quatro e ele se posicionou atrás de mim.

- Caralho, mãe! Que bunda gostosa você tem! Sempre tive tesão nessa bunda, sabia? - disse ele, que apertava minhas nádegas com suas mãos fortes - Adoro ver esse cuzinho piscando pra mim.

Ele se dobrou e começou a lamber meu cuzinho. Essa era outra coisa que ele tinha me ensinado e já sabia o prazer que isso me proporcionava. Minha reação foi gemer, gostoso, implorando por mais.

- Ai, filho.... ahhhhhhhhh... isso, lambe!

Ele tinha uma habilidade incrível com aquela língua. Eu sentia um prazer incontrolável tomando meu corpo a cada movimento daquela língua. Quase gozei. Ele só parou quando começou a pincelar a cabeça de seu pinto na entradinha da minha xoxota. Dizia coisas pra me atiçar:

- Sabia que a sua bucetinha é muito quente, safadinha?

- Vem... vem filho...

- Calma! Ontem você me torturou muito. Agora é minha vez!

- Não faz isso, filho... vem... eu te amo!

- Quer ver você pedindo, implorando!

Para uma mulher tímida na cama, era difícil criar coragem e falar sacanagens. Mas, como eu disse, com ele eu me sentia livre. E tarada!

- Mete, filho!

- Mete o que, mãe?

- Mete o seu pinto, por favor!

- Onde, mãezinha... fala onde você quer!

- Dentro de mim!

- Dentro de onde, mãe?

- Na minha xoxota, filho.... mete, enfia, por favor!

Aquele pau maravilhoso começou a me invadir. Senti aquela cabeça grande e inchada abrindo caminho pelas minhas entranhas. Se na noite anterior eu estava completamente bêbada, dessa vez eu estava sóbria. E delirando.

- Ahhhhhhh! Ahhhhhhh! Devagarinho, filho!

Ele podia estar louco de tesão, mas sabia me respeitar. Foi colocando devagarinho. A sensação de ter aquele membro me preenchendo era deliciosa. Quando se alojou inteiro dentro de mim eu já estava quase gozando.

- Gostosa... mãe, que tesão que eu sinto!

- Vem, filho... mete!

Ele começou a bombar. A cada movimento eu delirava. Naquela posição eu me sentia dominada, possuída pelo meu filho, pelo meu macho.

- Ai, André! Que gostoso!

- Tá gostando, tá?

- Muito.... mete! Come a tua mãe!

Depois disso as metidas se tornaram inclementes. Ele metia fundo. Segurava minha cintura e bombava com vontade. Se eu estava quase em transe, meu filho não ficava atrás. Dizia putarias, fazia declarações de amor. Seu suor caía em cima de mim, e eu quase babava de tanto prazer. Minha vagina estava ensopada de tanto prazer.

- Mãe! Te amo! Delícia!

Metemos por uns bons minutos até que mudamos de posição. Eu fiquei de frango assado, pernas erguidas. Ofereci minha xoxota peludinha para ele que deu uma boa chupada antes de enfiar de novo. Eu já tinha perdido o freio, e comecei a falar coisas que jamais podia me imaginar dizendo a um homem:

- Fode, filho! Crava esse pau em mim!

- Te fodo todinha, gostosa!

- Mete... ahhhhhhh! Tesão! Me come!

Naquela posição ele podia meter e apertar meus seios ao mesmo tempo. Apertava com força. O que eu sentia era até difícil de explicar. Uma onda de choque percorrendo todo meu corpo. O suor cobria nossos corpos. O cheiro de sexo e paixão impregnava o ar. Meu filho estava pronto para explodir.

- Vou gozar gostoso, mãe!

- Goza dentro, filho!

- Quer porra, quer? Então pede!

- AAAAAHHHHHH! vem! Goza! Goza em mim!

Ele acelerou tão forte que parecia que ia rasgar minha grutinha.

- Vou gozar, mãe! Vou gozar! AHHHHHHHHHHHHHH!!!!

Mais uma vez os jorros de esperma quente dentro da minha xoxota fizeram com que eu gozasse instantaneamente. Nosso gozo simultâneo foi coroado com um beijo de língua maravilhoso. Estávamos atracados, como dois animais no cio.

Quando paramos de nos beijar, nossos olhares se cruzaram. Estávamos exaustos, mas felizes. Eu sentia um verdadeiro rio de esperma dentro de mim. Foi então que meu filho disse a coisa mais linda que eu já ouvira até então:

- Mãe.... eu to apaixonado por você.

Eu quase chorei na hora. Segurei-me, mas disse:

- Eu também to apaixonada por você.

Abraçamo-nos, ficamos grudados, colados no nosso suor. Era sexo, amor, paixão, tudo ao mesmo tempo.

O que aconteceu depois? Bem, naquele domingo nós nem nos vestimos. Passamos o dia todo nus e transamos até a noite. Parecia que queríamos recuperar o tempo perdido. Só parávamos para descansar ou comer.

O incesto podia ser um pecado, mas quem pode controlar a paixão?

Depois disso, muitas coisas aconteceram. Mas isso eu conto no próximo capítulo. Beijos a todos.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario bomaluno1000

bomaluno1000 Comentou em 07/04/2017

Surpreendente o conto...

foto perfil usuario

Comentou em 12/03/2017

Que delícia de domingo né ???

foto perfil usuario alexmendes

alexmendes Comentou em 10/03/2017

Que trepada gostosa parabens

foto perfil usuario bianor

bianor Comentou em 21/02/2017

Bjus na piriquitá, Na minha xoxota, filho.... mete, enfia, por favor! certo de que vc estaria metendo com seu filho isso seria normal agora é vcs dois melhorarem os seus prazeres.

foto perfil usuario hcock

hcock Comentou em 31/01/2017

- Na minha xoxota, filho.... mete, enfia, por favor! Você implorando e pedindo mais, quem diria que seria um incesto tao intenso e gostoso, fico com tesao a cada palavra, esta incrivel!

foto perfil usuario vnrio1

vnrio1 Comentou em 28/01/2017

Delicia de conto, lembra as loucuras que eu fazia com tia maze. Eita tempos que não voltam. Merece meu voto.

foto perfil usuario casadobiabc

casadobiabc Comentou em 24/01/2017

Caramba será que no XI se vai dar o cuzinho pro garoto?? Libera já!!

foto perfil usuario aventura.ctba

aventura.ctba Comentou em 23/01/2017

amei seu conto, fiquei toda molhadinha enquanto lia, votado com louvor. adoraria sua visita na minha pagina, eu e meu marido temos vários contos postados, bjs Ângela: Casal aventura.ctba

foto perfil usuario skarlate

skarlate Comentou em 20/01/2017

colossal




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


95077 - Desabafo de uma mãe - Cap I - Categoria: Incesto - Votos: 82
95124 - Desabafo de uma mãe - cap II - Categoria: Incesto - Votos: 56
95315 - Desabafo de uma mãe - cap III - Categoria: Incesto - Votos: 48
95443 - Desabafo de uma mãe - cap IV - Categoria: Incesto - Votos: 48
95535 - Desabafo de uma mãe - cap V - Categoria: Incesto - Votos: 39
95667 - Desabafo de uma mãe - cap VI - Categoria: Incesto - Votos: 43
95727 - Desabafo de uma mãe - cap VII - Categoria: Incesto - Votos: 49
95805 - Desabafo de uma mãe - cap VIII - Categoria: Incesto - Votos: 56
96009 - Desabafo de uma mãe - Cap X - Categoria: Incesto - Votos: 37
96094 - Desabafo de uma mãe - Cap XI - Categoria: Incesto - Votos: 39
96154 - Desabafo de uma mãe - Cap XII - Categoria: Incesto - Votos: 34
96294 - Desabafo de uma mãe - cap XIII - Categoria: Incesto - Votos: 35
96371 - Desabafo de uma mãe - cap XIV - Categoria: Incesto - Votos: 33
96535 - Desabafo de uma mãe - cap XV - Categoria: Incesto - Votos: 31
96802 - Desabafo de uma mãe - cap XVI - Categoria: Incesto - Votos: 31
96939 - Desabafo de uma mãe - cap XVII - Categoria: Incesto - Votos: 32
97451 - Desabafo de uma mãe - cap XVIII - Categoria: Incesto - Votos: 30
97689 - Desabafo de uma mãe - cap XIX - Categoria: Incesto - Votos: 30
98916 - Desabafo de uma mãe - cap XX - Categoria: Incesto - Votos: 28
99279 - Desabafo de uma mãe - cap XXI - Categoria: Incesto - Votos: 23
99545 - Desabafo de uma mãe - cap XXII (com fotos!) - Categoria: Incesto - Votos: 75
99895 - Desabafo de uma mãe - cap XXIII - Categoria: Incesto - Votos: 28
101625 - Desabafo de uma mãe - cap XXIV - Categoria: Incesto - Votos: 27
101977 - Desabafo de uma mãe - cap XXV (mais fotos!) - Categoria: Incesto - Votos: 43

Ficha do conto

Foto Perfil soniamello2
soniamello2

Nome do conto:
Desabafo de uma mãe - cap IX

Codigo do conto:
95870

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
20/01/2017

Quant.de Votos:
43

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


entiadacontoeroticofilhaputacontocontos eroticos "recatada"contos eroticos mae e filho MozMinha filha tem buceta bem tufadinha e grandi ve contosconto erótico gay sarrandoContos eroticos comendo a medicacontos eróticos vizinha venho compra sacoleContatos grelo cabeludo dlc e gostosopornocontosinsestomastubei meu cu pela primeira vez conto eroticoultimos contos sadomasoquistacontos de corno esposa e morador de ruacomendo a tgata linda conti eroticoContos animados papai tio e padrinho me foderam muito quando novinhacontos eroticos irmmaos engravidando irmascontos eroticos sentada no colo do papai na pracinhabelas picas de homens tipo de cavaloconto erotico só no cur u s mexendo no glilinho ela gozavi pai pelado pinto dele e muitograndee ecomeu euConto erotico o corno nao acreditou quando viu a esposa gorda aguentar 27 centimitros de pica dentra delaConto erotico bernado e manuellaConto meu primeiro fodacontos eroticos gay eu vestida de putinha pro meu negro do caralhãocontos erótico fui fudida pelo macacocontos eroticos de coroas fodendo com animasdesmaiano na siririca sozinhacontos eroticos do dia que senti tesao pela minhapropria irma arregacei xvideocontos eroticos vesti uma mini saia para meu sogrocontos pai atolou tudo no cuzinho d filha.com fotoscontos seduzido pela sogracontos papai comeu meu cu com vontadeporno contos eroticos pai comeu meu cu numa aposta ,gayconto erotico estupro realconto erotico minha maeincesto contos eroticos gay chupei o cu de paiboquete em quadrinhoscasada anaocontos eroticosquero ver sua rolamamae boqueteira conto pornoconto erótico fantasia com minha filhabuceta inchada e ardida macho deixou para o cornoscatvedeopicas grandes 25centrimetroquadrinhos inseto hentai violentei imazinhaeu conto peguei o meu cunhado cheirando a minha calcinhano cuzinho maninho na sala de aula flagra de incestomeu marido pediu ajuda para desconhecido eu fui chantageada contos eroticocasadas raspadas em nudismo contoscomi cu da minha madrasta na casa do meu paicontos.commassagem erotica cunhada negra contossexy feet stockings contoscontos sexo estupro e sadomasoquismopedro caltemome fuderam depois de casada contocontos tia peladinhacontos gay eletricistatraiçao punheta publico video contosincesto veridico mae cinquetona filho conto fotocontos eroticos transei com meu sogroMeu patrao dono da empresa que eu trabalho ele me convidou eu pra eu ir passear na sua lancha conto eroticoporno bang gang contos eroticosContosQuadrinhosporno incestocontos eroticos botei um macho pra desvirginar minha filha maeComtoseroticos afreiracontos eróticos variadoscontos erroticos de incertos filha amante do pai 2017contos porno mulher novinhoComendo o rabinho da menina moça contos eróticosporno quadrinhosvidios pornos tia sendo estrupada pelo subrinho na sua fasendahentai engravidando a mãeContos eróticos gay comeram meu cu quando guri