Abuso consentido da minha esposa 2

Click to this video!


Abuso consentido da minha esposa 2

Olá boa tarde, após o conto anterior, várias coisas aconteceram, a minha querida esposa, começou a se portar diferente, o seu comportamento estava outro, mais safada. Bom vou descreve-la, ela é baixinha 1,5 metros de altura mas com um belo par de peitos, grandes mas não exagerados, são lindos que quando estamos transando chamo carinhosamente de “tetas”, no inicio ela relutava e não aceitava nem que eu falasse assim com ela mas depois acabou cedendo, um rosto lindo de boneca mas quando ta com uma piroca na boca se transforma e fica com a cara da mais puta das mulheres, uma bundinha pequena mas durinha e uma buceta gulosa, ela brinca de trepar embora seja muito comedida nas fantasias. Devido a criação que recebeu não aceitava que falasse putarias com ela e quando fantasiava outro comendo ela era briga por mais de mês.
Após ela transar com os 3 homens que “deveriam me prender”, como disse antes ela ficou mais safada, depois de 3 dias do ocorrido transamos como loucos, eu ainda tinha as imagens na minha cabeça e ela deveria estar esperando ansiosa para se encontrar com eles novamente. Me pediu pra meter com força nela, ela ficou de 4 e pedia pra mim bater na bunda dela, pediu pra puxar ela pelos cabelos e socar forte dentro da buceta dela, nunca havia se comportado assim nas nossas transas. Gozei muito como um louco. O André deixou ela de molho por uma semana e pude observar que ela estava ansiosa com alguma coisa. Depois de uma semana o André me liga e pergunta se poderia marcar ainda pra aquela semana, isso era uma quarta feira, então ficou acertado para ocorrer o encontro na sexta feira. Em casa falei que haveria uma operação e que eu deveria estar de frente, que era pra ela não se preocupar.
Sai normal pela manhã pra trabalhar e fui direto pro “abatedouro”, conferi tudo, equipamentos funcionando e fiquei esperando. O André chegou conversamos e nisso chega os garotos de programa contratados, diga-se de passagem que trabalho mole esse, comem a mulher e ainda ganham pra isso. No horário combinado aparece a puta que iria trabalhar ali pra eles, a minha esposa, linda como sempre mas com um requinte de puta, garota de programa mesmo, estava deslumbrante. Ela entra no portão e na varanda já arranca a pouca roupa que está usando, entra na sala de 4 somente de calcinha e com o salto alto. Eles estão sentados ela segue de 4 em direção ao André e começa com o boquete, os caras se posicionam ao lado e ela vai tocando punheta pra eles, esfrega o piru na cara. Ela havia se transformado em uma vagabunda mesmo. O André manda ela tirar a calcinha, ela obedece e ele a leva em direção a janela da sala e manda ela ficar na janela e olhar pra fora, ela se assusta e pede que não, pois alguém pode conhece-la, ela se tampa escondendo os peitões dela, nisso ele a puxa pelo cabelo, fazendo ela empinar a bunda pra trás, o André enfia o piru de uma só vez pra dentro da buceta dela que grita e geme, um misto de dor e prazer, ela chega a perder um pouco da força e se desequilibra assim se apoia na janela, ele manda ela ficar obediente, que ela não tem querer, ali ela só deveria obedecer a eles e fazer tudo o que eles mandarem, ele manda ela soltar os peitões dela, que ficam pendurados pela posição e balançam conforme ele soca nela. Nisso a Claudia já gemendo de prazer nem ligando se tem alguém na rua concorda com ele e pedi pra ele meter nela, mete mais forte, soca na puta de vocês, mostra pra todo mundo a puta e a vaca que vocês estão comendo. O André vendo que ela havia entendido o recado e que já haviam alguns homens da rua haviam visto a Claudia sendo fudida na janela com as tetas balançando, ele a tira da janela e manda ela ir de 4 para o outro canto da sala e esperar por eles. Nisso o André pra esculachar a minha esposa vem pra sala com um espanador já com o cabo bem lubrificado e enfia pra dentro do cú dela, amarra um sinos e pendura no seu pescoço. Ela começa a pastar pela sala e por toda a casa. Na área externa da casa haviam mais uns 3 homens preparando um churrasco, o André a leva de 4 segurando por uma coleira, quando ela chega se assusta mas obediente continua na posição. Os churrasqueiros partem pra cima dela, e começam a esfregar as pirocas na sua cara que retribui chupando eles, a festa está montada, a minha querida esposa de 4 no meio 5 homens, chupando a todos. Enquanto ela está chupando um dos churrasqueiros o André começa a socar fundo pra dentro da buceta dela e a mecher no espanador que está atolado dentro do rabo dela, os caras vendo aquilo falam pro André se deitar e mandam que ela monte nele, a putinha obedece e faz correndo, ela começa a rebolar como uma louca e pede pro André mamar nas tetas dela, ela fica esfregando as tetas na cara dele, assim ela empina bem o rabo onde um dos churrasqueiros tira o espanador do rabo dela e soca de uma só vez pra dentro do rabão dela, os outros homens que estavam ali ficam em volta deles e botam ela pra chupar eles, são 3 pirocas pra ela chupar, essa putaria rola até todos meterem nela. Depois dela gozar bastante o André está deitado, manda ela se levantar virar de costas pra ele e sentar enfiando a piroca dele pra dentro do cú dela, ele a segura pelas pernas e todos observam aquela bucetona arreganhada pra deleite de todos, nisso eles começam a se aproximar novamente, e pra surpresa o cara enfia a piroca na buceta dela pra poder lubrificar um pouco a piroca dele e depois direciona pra dentro do rabão dela que já tem uma piroca ali dentro. Ela arruma uma gemeção danada e quando vejo 2 pirocas dentro do rabo dela, ela geme e rebola, goza como uma louca chupa os outros caras que estão na frente dela, ela pede piru pra chupar, ela pede pra eles transformarem ela em uma puta, onde o André fala pra ela que ela já é uma vagabunda, puta mesmo. Ainda com duas pirocas dentro do rabo um terceiro se aproxima e faz uma ligação tripla, enfia de uma vez dentro da buceta dela, e ela chupando os outros dois. Eles ficaram juntos por todo o dia. O André mandou a Claudia ir embora e que ele ligaria pra ela para poderem marcar o próximo encontro, ele a elogiou muito e disse que ela será sempre a puta preferida dele e que vai querer comer ela sempre, mandou ela ir embora sem a calcinha, eles cortaram um pedaço do vestido deixando ele ainda mais curto, ela ficou na rua esperando um taxi, e enquanto aguardava recebeu várias cantadas e propostas de programas, pois pela roupa pensavam que se tratava de uma prostituta, tudo bem que não deixava de ser verdade. Foi uma cena que nunca vai sair da minha mente ver aquilo tudo e o que a minha querida esposa era capaz de suportar ou o quanto ela era puta mesmo, pois comigo as transas eram cheias de cuidado e ali estava sendo abusada de uma forma que estava gostando e muito. O cheiro do sexo estava indo no cômodo onde eu estava acompanhando de tudo. Cheguei em casa no dia seguinte, ela ainda dormia, aparentava muito cansaço, deixei ela. Passamos alguns dias sem transar ela alegando dores, cansaço, mas com o passar dos dias resolveu me dar a buceta dela e pude ver o estrago que eles tinham feito. A minha querida esposa, a puta do André estava com o rabão todo arreganhado, vermelho e inchado, ela me pediu ora comer o cú dela, que ela tinha visto um filme e queria experimentar, fiz que acreditei e meti nela, ela gemia e pedia pra socar com força no dela, ela começou a procurar pra enfiar na buceta imitando um a dupla penetração, realmente tinha transformado a minha querida esposa em uma puta mesmo.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario marido.liberal

marido.liberal Comentou em 28/07/2016

Loucura total... A baixinha se descobriu... Não sei se eu resistiria a meter nela logo depois de ter encontrado com eles. Espero que encontre um jeito de fazer ela te contar tudo e serem cúmplices nessa estória Ansioso pelas fotos prometidas




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


79594 - A DESCOBERTA DA ESPOSA PUTA - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 21
81350 - A ESPOSA PUTA E A SURUBA NO HOSPITAL - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 12
81879 - A ESPOSA PUTA E AS FESTAS DO HOSPITAL - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 10
84384 - Abuso consentido da minha esposa - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 16
110441 - Abuso consentido da minha esposa 3 - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 12
111629 - Estupraram a minha esposa - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 20
113312 - Os estupradores da minha esposa voltaram - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 11

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico claudinho109

Nome do conto:
Abuso consentido da minha esposa 2

Codigo do conto:
86970

Categoria:
Grupal e Orgias

Data da Publicação:
27/07/2016

Quant.de Votos:
10

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto erotico de tanto ciumes meu irmao me fudeoputaria moz desenhosmeu namorado me emtendeu contos eroticoscontos eroticos o empregado do nelsonconto erotico ladrao em casaporno em quatrinho o prefeitocontos buceta da primaContos erót depilando o pau com cera em 2017meu amigo enrrabando minha mulhercontos cdzinhasminha mãe irmã vovó conto eróticoGay gosando e punhetiandoContoerotico com foto-bucatao da coroa evangelicapai comendo o cu do filhobundudo virgemcontos de dei o cu p meu irmão na brincadeiraxvideos gay como comer um viado por conhecidencia com prazecontos eroticos yago safadinhos contos parecidoscontos eroticos em quadrinho professora doloresMorena bunduda peituda de calça legging gemendo muitomolhei a calcinhacheirei a tanguinha usada da minha,tia safada contosconto erotico ela gosta de mete o dedo no cudotado do bate papo contoFodedo com a sogra revista cimpletasexo gay piratascontos eroticos minha filha trabalhando e eu dando pro meu genro porno quadrinho professorasconto erotico chupei o amigo de salazecoa o bem dotadoconto vi minha filha metendocom e genrosogra gordinha nuaconton erótico incesto padrastocontos eroticos podolatria chupando pes de casada debaixo da mesacontos eroticos provocando o meu paiconto erotico roseminha cunha espero meu irmão sai e mim mandou ajudar a ela a apertar o sutiã e eu a cumei sexocontos erotico mae no carnavalConto erotico minhas filhinhas bebes e meu maridoporn comicsmaridinho bobinho contos eroticosconto novinha no celeiro zoofiliaContos eróticos foda de sobrinha que foi fodida pelo tio e o primo ao mesmo tempocontos erotico-querendo vocêcasal inversão contocomtos eroticos tomando banho com meu filhocontos eroticos de travestis fudendo homens bigodudosSexo com Beto Papakuconto erótico garotão bombado da farmácia do pau grossominha filha e um velho conto eroticocontos eroticos dois novinho favelado gosarao no meu rabocontos eróticos a aposta da esposaContos excitantes de pau gozando na buceta engravideiconto erotico de mulher coroa no campoContos eroticos namorado leva namorada para conhecer pintudocontos minha esposa fudendo com pedreiro negaocontos eroticos as ferias com minhas filhasconto eroticominha mulher cavala n praiacontos eroticos desde de novinho adoro me vestir de mulhercontos eroticos de jogos esposinha putinha fazendo dp vibradornegão do pau enorme invade a casa da vizinha e comi ela na toraconto erotico insaciavelpriminha lésbica contosdesejos de sexo com irmao contosQuadrinhos eróticos meu padrasto pausudo me comeumeu filho goza nas minhas calcinhas contos eróticosconto eurotico de garotinha bem novinha virgen ser vendeno doce e o corpoler contos eróticos de xoxotinha e rolinhas virgemcontos eroticos vi mamae fuderquadrinhos eroticosporno quadrinhoscontos eroticos barbeiro raspando a nuca de uma mulherviciada em porra conto viciada