De "Discreto a puta do Negão"

Click to this video!


Meu nome é Carlos e o que vou relatar aconteceu faz uns 10 anos, eu tinha 43 anos na época. Morava em um condomínio e no prédio vizinho ao meu tinha um médico casado, um negão de 60 anos, 185m 90 kg, de coxas grossas e um volume admirável, que notei desde a primeira vez que coloquei os olhos nele. O conheci porque a garagem do carro dele era ao lado da minha e acabamos fazendo amizade, pois tínhamos horários de saída de manha que coincidiam. Sempre conversávamos sobre futebol e essas coisas, e certo dia ele me convidou para assistir na Tv, a decisão do campeonato estadual que aconteceria naquela noite e cada um de nós torcia por um dos times que estava na decisão. A principio, não estranhei o convite, pois já fazia um bom tempo que vínhamos conversando. No horário marcado fui até lá e o Dr. Júlio (nome fictício) me recebeu na porta vestindo apenas um calção de futebol e uma camiseta do time dele. Eu educadamente levei algumas cervejas para tomarmos e ele me pediu para colocar na geladeira e que eu poderia ficar a vontade já que sua esposa e filha estavam fora, pois não gostavam de futebol. A partida começou e então ele se sentou em um sofá bem de frente para mim e volta e meia ele dava uma pegada no pacote deliciosamente e o que me deixava mais louco ainda, que depois de beber um pouco e perder a um pouco a inibição, notei que ele estava sem cueca. No intervalo do jogo ele foi à cozinha e trouxe alguns petiscos para degustamos e sentou-se bem na beirada do sofá de forma que o calção subiu ate a virilha e o mastro ficou de lado se mostrando com aquela cabeça rosada e um saco de dar agua na boca. Eu não conseguia tirar os olhos e com uma vontade de me ajoelhar ali mesmo e mamar aquele cacete. Logico que ele notou e sem cerimonia ele me disse que gostava de ficar assim sem cueca, pois era mais fácil.... Eu tentei disfarçar, mas ele sacou que fiquei na fissura. O jogo reiniciou e ele não tirou mais a mão do seu mastro que foi encorpando e ficando meia bomba. Eu fiquei meio sem jeito e inventei uma desculpa para ir embora, entretanto ele ficou de pé com o cacete já se fazendo aparecer no calção e me disse:
-Que pena que você vai embora, justo agora que estou na seca e doido para te dar um leitinho.
Fiquei totalmente sem ação, pois já mais imaginava que, ele nem de longe, sabia que eu gostava de PIKA. Ele se aproximou de mim e falou:
- Pensa que não notei que você fica olhando para o meu pacote, até minha mulher já notou isso.
- Caraca e eu que achei que nunca tinha dado bandeira
- Esta bem, mas agora cai de boca aqui.
E abaixando o calção liberou aquele pinto bem na minha cara. Fechei os olhos e coloquei na boca e me deliciei mamando vagarosamente, enquanto o macho apenas gemia, após um tempo segurou minha cabeça forcando ate a garganta e gozou que ate engasguei. Ele então, me disse:
-Assim que gosto de putas que sabem agradar seu macho.
Eu fui embora com vergonha, pois o cara era meu vizinho e eu ia encontrá-lo quase todos os dias e não sabia com que cara eu ia ficar.
Na semana seguinte, o negão sem a menor cerimonia me convida de novo dizendo:
– E dai vai assistir o jogo lá em casa que estou guardando um leite especial para o meu bezerrão.
Resisti muito, mas na hora marcada estava lá, disposto a, desta vez, me liberar e aproveitar ao máximo e desta vez ao chegar ao Apto já fui recebido pelo Júlio apenas de cueca e me mandou entrar e já foi tirando toda a minha roupa, me deixando pelado. Mandou-me dar uma volta e me disse que eu tinha uma bunda que merecia um trato. Colocou-me de quatro no sofá e caiu de língua, dando tapas vigorosos nas bandas da minha nádega. Depois disse no meu ouvido:
De hoje em diante você será minha segunda puta, a primeira é minha esposa, mas depois que mostrei o vídeo de você me mamando ela me autorizou a te fazer minha segunda mulher. (o filho da puta tinha filmado eu mamando sem eu saber). Eu fiquei apavorado, e ele disse:
- Fica calmo, se você fizer o que eu quero, e sei que você quer fazer, não mostro esse vídeo para mais ninguém. (puts agora era estava sendo chantageado).
Então me mandou ir ao quarto dele e vestir o que estava sobre a cama, Fui até lá com muita raiva e sobre a cama tinha uma calcinha e uma camisola de seda. Ele veio atrás de mim e me forcou a vestir.
- Viu puta que se preza que fica de olho na mala alheia tem que se foder e hoje eu vou te fazer a minha puta. E ainda emendou. Essas roupinhas foi minha mulher que separou para você. Ela gosta que o macho dela fique sempre bem servido.
Eu disse então:
– Eu não vou participar disso, gosto de pika, mas nunca me vesti de mulher e estou achando isso aqui uma palhaçada.
Antes que eu pudesse falar mais alguma coisa levei um tapa estalado na cara, que fizeram meus olhos encherem de lagrimas. E ele me disse:
- Cala essa boca, sua puta, e vem satisfazer o seu macho.
E forcando minha cabeça me obrigou a mamar, a principio comecei contrariado, mas à medida que o Júlio foi tomando o controle da situação, comecei a relaxar e a mamar com vontade. Ele gemia e me dava tapas de leve na cara e na minha bunda, que a essa altura, já estava implorando para ser fodida.
Ele me colocou de quatro e afastando a calcinha fio dental meteu a língua hábil no meu cuzinho me fazendo sentir calafrios de tesão, depois, enfiou um dedo e mais um até deixar o meu anel bem laceado para receber aquele mastro. Quando eu pensei que ia ser possuído veio mais uma surpresa. Ele foi ate a o guarda roupa e trouxe uma coleira e uma guia e colocando em mim disse
- Cadela que se preza tem que fazer jus e usar a coleira.
Depois me colocando de quatro novamente, me segurou firmemente na cintura e encostou a cabeça da pika no meu cuzinho e foi forcando. Senti que ele estava rasgando meu cú e pedi para ele parar, mas, que nada quanto mais eu pedia para parar ele socava mais ainda. Senti o seu saco na minha bunda e ele o ouvia rindo e falando:
- Toma minha puta, cadela, vadia, não é de pika que tu gosta, então, leva rola vagabunda. Veio procurar um macho e achou aqui.
E arrancando sangue do meu rabo socou o quanto quis e depois tirando a camisinha me fez ajoelhar aos seus pés e gozou na minha boca e na minha cara.
Depois de ser assim sodomizado assim ainda me arrastou ate o banheiro me colocou dentro do box e mijou todo em mim.
- Isso é para você saber quem é o seu macho daqui por diante. Estou demarcando o território.
E ainda disse:
- De hoje em diante eu quero te fuder toda a quarta-feira, quero te fazer viciar na minha pika, já que agora você sabe quem é seu dono.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario dricacd

dricacd Comentou em 14/07/2016

Q INVEJAM QUERIA UM MACHO ASSIM.... VC EH UMA BIXA SORTUDA!!

foto perfil usuario eueele

eueele Comentou em 14/07/2016

uau amei seu conto perfeito viu gostei mais agora estou com duvidas sera que só quem me come sabe que gosto de pika ou mais alguém percebeu e eu ainda não sei? votado...

foto perfil usuario rodrigoalemao

rodrigoalemao Comentou em 14/07/2016

Q delicia os dois




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


84813 - De passivo a ativo com o policial - Categoria: Gays - Votos: 6
88307 - Aprendi a gemer na VARA - Categoria: Gays - Votos: 8
88519 - Vadia do Tio Lemos fui “vendida” para o Cunhado - Categoria: Gays - Votos: 7
89069 - PASSANDO POR CORNO PARA SER A VADIA DO MACHO - Categoria: Gays - Votos: 22
91371 - O vigilante servindo de Puta para o estagiário - Categoria: Gays - Votos: 5
102227 - DOMINANDO O MACHO SENDO PUTA DELE - Categoria: Gays - Votos: 9
112492 - PENSEI QUE ERA FACIL, MAS FIQUEI COM O RABO ARDENDO - Categoria: Gays - Votos: 16

Ficha do conto

Foto Perfil carlosrodrigo
carlosrodrigo

Nome do conto:
De "Discreto a puta do Negão"

Codigo do conto:
86221

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
13/07/2016

Quant.de Votos:
16

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


ERITO SO JAPA ENCOXADA NA BUNDASminha enteada viu meu pau duro fato realgay maquiado dando de calcinhacontosveridico.de.mae.com.filho.dotadoganguebang com a esposa na pescaria contosua vizinha traveco emrabado a negona coroa casada fotosContos eróticos bezerra zoofiliaconto erotico gay deliciaconto minha mae rabuda e os.....contos eroticos, minha filha berroucontos eróticos sexo sem abrigovideos porno contos flagrei morena na rua oferecir ajuda ate casa dela analcontos veridico mulher casada ,mas nao resistiu ao travesti bem dotadothais puta de campo grande ms fudendocontos eróticosxvideo lesbico iniciaçao lesbicowww.relato erotico de corno e sua putinha com dotado.com.brconto mamae flagaeu batendo umaolhos arregalados na pica monstrocontoseroticos cagueinopaudo meufilhoFio dental madrasta contosPrimeira vez q dei o cu vestido de travestConto erotico gay a minhoca do vizinhocontos encoxando a mãeo meu vizinho me comeu conto eroticocontos eroticos no onibus de pessoas de sjcvideos zoofilia gozadas inesperadasirmã gostosa com xereca gostosaconto. erotico na academiaContos eroticos -Sou casada e vi a pica do meu amigo pelo facebookcontos cornos orgiascontos eroticos compartilhando a esposaMinha esposa fudendo com dois marido brexando historiastraficante pirocudo contos e fotosconto erotico comendo a cegaconto erotoco dei meu cu e minha buceta para pagar a compracontos novinhas gozando no onibusnovinha de shot de cota transandopornocontoincestocontos papakuconto fama ter pau enormemamadas seios coroas contossogra atisa o genro ate ele fuder elssexo quente envolvente e doloridomotoboycontos eróticosdei boa noite cinderela no meu padrasto pauzudoRaspei minha buceta na presença de meu sobrinho contos femininobdsm hqs violentadascontos eroticos podolatria chupando pes de casada debaixo da mesadando muito conto eróticoesposa safada com o sobrinho contoMe insinuei para meu genro da rola grande contos femininoxvideo gozando no paucontos biscatinhaFodendo a buceta da minha tiaco,m fotos conto erotico mae do meu melhor amigo do trabalho trai o pai dele comigo. ele descobriu ai nos saimos na torrada na casa dela qcontos de incestos de conchinha com a sograeu arreganhei minha bucetameu selvagem e atrevido filhocasada anaocontos eroticossedutoras e marrentas parte doze contos eroticoscontos eróticos tesao na sograconto erotico só no cuconto de comedorvi meu filho comendo a irmãConto amamentando o vizinhofiquei louco pelo meu mehlor amigo part 1contos fudi a mulher do meu irmaocontos meu filhote adora mamar em mimquadrinho erotico pai fudedo com a filhahistoria de sexo com uma vizinha putao e seu vizinho um menino taradocasada safada dupla conto