FIZ A CASADINHA DE PUTA RASGUEI SEU CUZINHO VIRGEM

Click to this video!


FIZ A CASADINHA PARAENSE DE PUTA E RASGUEI SEU CUZINHO VIRGEM.
Bom esse conto e verídico como os outros que postei aqui, por essa razão eu não vou falar nomes aqui.
Eu sou advogado mas tenho algumas casas de aluguel umas mais baratas outras mais caras e a mais ou menos um ano atrás me ligou um rapaz com sotaque diferente se identificando, e me dizendo que pretendia alugar uma dependência que eu tinha vazia, dei o endereço do meu escritório e ele e sua esposa e sua filhinha de uns dois aninhos veio até meu escritório no dia e hora combinado, ai conversei vi que eram pessoas simples, ele disse que veio através de um amigo que já estava aqui no Paraná e que estava na casa deles, e que ia trabalhar na mesma empresa que o amigo já estava inclusive fazendo os exames para integrar ao quadro da empresa que o amigo trabalhava, eu observei que ela era muito acanhada, sabe sentou sem jeito, mas pude ver que era uma mulher de uns vinte e cinco anos, cinturada bunda e quadris grandes peitos pequenos, meio baixa, cabelos até no meio das costas, pele morena clara, olhos meio puxado, ai entramos na conversa e eu disse olha essa dependência já está alugada o rapaz só está esperando ser pintada para eles mudar, mas eu tenho outra casa é um pouquinho mais cara só que é melhor, ai fui levar eles para ver quando chegou lá eu deixei eles a vontade fiquei de longe, mas só de olho na bunda dela e quando o marido foi lá atrás olhar o quintal ela ficou dentro fazendo companhia comigo eu olhei direto para seus seios ela estava com uma blusinha degotada e sem sutiã, então ela observou e virou disfarçando já que ela era mais baixa que eu, quase eu consigo ver os mamilos, que parecia grandes e redondos, ai ela foi até uma janela eu fui junto cheguei perto e encostei no corpo dela como quem não quer nada ela ficou quieta ai virou perguntou sobre o preço eu falei para ela achou caro, eu disse mas se você gostou eu faço um preço melhor ela deu um sorriso sem graça e nisso o esposo chegou disse o que foi bem, sabe ele pegou ela ainda com o sorriso no rosto ela falou o moço disse que se nós interessar ele faz um preço bom, ai eu percebi que ela era tímida mas inteligente, ai eu fiz um preço bacana porque já estava de pau duro e já fiz planos para comer aquela casadinha que é minha maior tara e comer casadas, disfarcei tirei a camisa de dentro da calça tipo nossa está calor aqui, mas na real era para esconder o volume, ai acertamos eles aceitou a casa e fui ao escritório bati um contrato e já entreguei a chave da casa eles disseram que no próximo fim de semana já iriam mudar eu disse fica à vontade, ai tudo certo após uns quinze dias que eles estavam lá fui de dia de semana e como previ ela estava sozinha eu perguntei do esposo ela disse que ele trabalhava em uma empresa de manutenção que foi a cidade vizinha e voltava só no fim do dia eu perguntei se estava tudo certo ela disse que sim eu pedi o número de celular dela com desculpa que tentava falar com ele e estava sempre fora de área ai ela deu, ai eu adicionei ela no WhatsApp, e logo no Face ai ela me aceitou nos dois e sempre que dava eu conversava com ela, e ai fui jogando conversa mole e ela foi se abrindo comigo tipo ficamos amigos já que ela não tinha muitos amigos aqui, ai estávamos falando já sobre sexo como ela gostava o que eles fazia, mas ele muito conservador apesar de só ter trinta anos, ela dizia que eles fazia só normal tipo mamãe e papai, ela parecia que era fogo puro, tentei várias vezes marcar algo com ela mas ela sempre escapava, bom após um ano acabou o contrato ele entregou a casa dizendo que achou uma mais barato e que no quintal já tinha um amigo da empresa que morava e ai ele ia todo os dias de carona de moto com o amigo enfim ele estava decidido e entregou a chave acertou tudo certo mas eu continuei com amizade com ela no Face, um dia ela me fala olha o senhor não tem um emprego ai para o meu esposo sabe ele foi mandado embora a empresa está fazendo demissões e como ele é um dos mais novo ele foi despedido e está preocupado se ele ou eu não arrumar um emprego nos teremos que irmos embora, mas eu não quero ir embora lá no Pará nós vamos ficar vivendo de favor só queria ir embora após arrumar um dinheiro aqui para comprar um terreno lá o senhor entende, eu disse perfeitamente ai falei olha semana que vem te dou uma resposta ela disse está bom eu aguardo, ai eu fui maquinar o que fazer poxa o cara eu não tinha trampo para ele, mas ai pensei olha ela vai ser minha empregada aqui no escritório pelo menos por um tempo, ai como a faxineira aqui vinha só três vezes por semana era diarista ai eu a dispensei das diárias e disse se precisa-se eu o chamaria novamente ai ofereci o serviço a ela disse que aceitaria ainda mais que eu ofereci um salário de mil e quinhentos reais e uma experiência de três meses, ai eu disse só que você antes tem que vim aqui fazer uma entrevista ok, ela disse sim ai marquei com ela para a próxima segunda feira e mandei ela avisar o esposo que ela viria as treze horas e talvez demoraria pois ela ia ficar a tarde fazendo o serviço para ver se ela dava conta como um teste ela falou tudo bem eu vou sim ele está em casa mesmo ele fica com a bebe, bom ai na segunda ela chegou no escritório ao meio dia e meio eu ainda não tinha chegado, quando cheguei ela já estava me esperando na recepção eu entrei sério nem o complementei para a minha secretaria não desconfiar de nada, ai depois que entrei a secretaria veio até meu escritório e disse olha aquela moça que esta lá fora quer falar com o senhor acho que é a nova zeladora eu falei sim manda ela entrar e feche a porta ela entrou minha secretaria fechou a porta e ficamos sozinhos ai eu a complemente com um sorriso ela riu e disse o senhor parece bravo eu disse não e que estava preocupado, ai eu falei então você quer o emprego ela disse sim eu disse e sobre o ganho está bom ela disse sim meu marido ganhava só mil e duzentos na firma que ele foi mandado embora eu vou ganhar mais que ele, e logo ele anima e arruma outro emprego também ai fica tudo certo, bom eu levantei fui até a porta tranquei a porta e cheguei por trás dela fiz massagem no seu ombro ela se arrepiou não sei se de vergonha ou de tesão ai percebi que ela tremia, sabia que ela não ia falar nada que eu falasse ou que aconteceria ali dentro da sala naquele dia, eu também não podia correr o risco de falar para ela minha intensão e deixar ela ir para casa refletir sobre o assunto, tinha que decidir naquele estante e naquele dia como advogado eu aprendi algumas artimanhas de convencimento e persuasão ai coloquei em prática, fui até meu frigobar peguei agua dei para ela beber, ai eu disse olha eu vou ser franco acho que você não quer este serviço, ela falou sim por favor quero sim, eu disse mas tem certeza que você quer mesmo, ela repetiu que sim, eu disse lembra dos nossos papos no Face então se você quer mesmo você vai ter de sair comigo, depois eu te prometo que nunca mais te procuro, será só está vez, mas você terá de fazer tudo o que eu mandar, ela disse nossa eu nunca trai meu esposo eu disse traiu sim pelo Face eu sei que teve um dia que você até gozou conversando comigo, ela falou nossa estou morrendo de vergonha, eu disse fica tranquila, eu disse a ela olha quero você inteirinha mas vou tratar você igual uma putinha, depois disso nossa relação vai ser de patrão e empregada, e se você falar que não aceita pode sair daqui e arrumar outro emprego porque para mim só serve se for assim, quero te comer gostoso antes de você ser minha empregada depois eu não posso porque ai será assedio, e dei uma risada para descontrair, vi que ela já estava mais relaxada eu disse e ai topa ou não, ela ficou quieta eu fui até ela acariciei seu rosto abaixei ei um beijinho nela passei a mão em seus seis por cima da roupa peguei a mão dela passei no meu pau por cima da calça apesar que o bicho já estava duro, eu falei olha moça e só uma aventura e só sexo é só uma tara você não será a primeira e nem a última a trair o marido uma vez, e tenho certeza que ele já te traiu também, sabe você ama ele isso e só sexo você vai continuar amando ele, e ele amando você é só você agir normal para ele não perceber e tudo acaba bem e se você ama ele ai que você tem que aceitar afinal isso garante seu emprego e você poderá ajudar ele entendeu, ai ela disse mas e se meu marido ficar sabendo eu nunca fiz isso até hoje só sai com ele, eu disse ele só fica sabendo se você falar se ficar quieta não contar nem para sua melhor amiga ai vai ser segredo agora se você contar para uma amiga tenho certeza que deixa de ser segredo, ai ela levantou e disse está bom eu aceito, mas que dia e onde, aqui, eu disse aqui não mas o dia é hoje, olha sai como se nada tivesse acontecido eu vou falar para você no corredor na frente da minha secretaria trás os documentos amanhã ai você diz está bom doutor amanhã eu venho cedo e trago os documentos, ai eu falei para ela olha desce a rua até o final fica na esquina que daqui quinze minutos eu passo de carro lá e te pego ok, ela disse está bom, assim fizemos ela saiu eu falei alto no corredor olha não esqueça os documentos, ela disse sim doutor amanhã bem cedo eu venho e trago, e após quinze minutos eu disse a secretaria que tinha algo para ver e sai, peguei ela fui direto para o motel ai chegando lá ela ainda tremia eu já fui metendo um beijo nela já mandei ela se despir ela estava com uma vergonha imensa ela tirou a blusa a calça ai ficou de tanguinha e sem surtia peitinhos durinhos pequenos bicos grande e grossos estava toda arrepiada, ai eu fui até ela já joguei ela na cama de costa depois virei ela arranquei sua calcinha coloquei ela de frente novamente vi que a bucetinha era pequenininha e pelinhos bem aparadinho ai eu arreganhei bem as pernas dela vi que a bucetinha já estava malhadinha ai eu cai de linga chupando enfiava a língua inteira dentro fudi ela com a língua ai virei ela de bruços fiz ela ficar de quatro bem arreganhada ai eu chupava sua buceta por trás, e minha língua ia no cuzinho dela um cuzinho apertado uma bunda grande eu dava tapa na bunda dela ela dava uns gritinhos e estava toda arrepiada, eu disse a ela está gostando ela disse que sim eu disse pode gritar aqui só tem nos, ai eu virei ela de frente mas vi que ela já estava gozando eu beijava e enfiava dois dedos na sua buceta, ela gemia mordia minha língua e dizia você e doido eu falava sou doído por você putinha nisso ela estremeceu toda se contraindo e enchendo minha mão de porra ai ela se largou na cama eu enfiei a cabeça no meio de suas coxas tomando todo aquele liquido ela apertava minha cabeça com as coxas e gritava puxando meus cabelos, esperei ela s compor, ai eu perguntei se ela já tinha dado a bunda ela disse que nunca eu disse mas hoje você vai dar gostoso ela falou não moço isso não, eu disse lembra que falei que será uma vez só mas que nesta vez você seria minha puta, ela só concordou balançando a cabeça com ar de preocupação, ai eu tirei minha roupa e coloquei ela sentada na beira da cama e fiz ela chupar meu pau enfiava e tirava até ela engasgar, ela não sabia chupar direito não ela as vezes mordia meu pau ai eu disse abre a boca fica com ela aberta quero fuder essa boca ai eu enfiava com força e tirava ela chegava dar ânsia de vomito ai quando vi que já saia agua dos olhos eu parei, ai coloquei ela de frango assado e meti a rola na buceta dela sem do era apertada ou ela não fazia sexo a muito tempo, eu comecei a fuder como doido socava sem do até o saco bater na bunda mas ela foi ao gozo rapidinho me unhava as costa gritava tentava fechar as pernas mas eu segurava ai fui quando estava para goza tirei o pau da bucetinha estava sem camisinha e não queria correr o risco de engravida-la, fudi ela sem camisinha porque sabia que ela não saia com ninguém e sabia que o coitado do marido não pegava nem a esposa quanto mais mulher fora do casamento só não podia engravida-la, eu segurei sentei um pouco acima de sua barriga e mirei para a boca dela e mandei abre a boca puta ela disse que não ai eu soltei um tapa na cara dela, pois já tinha percebido que ela se excitava com os movimentos rudes ai ela abriu a boca eu enfiei a cabeça do pau e gozei tudo dentro das garganta ela se afogou levantou cuspindo e meio chorosa ficou meio sem jeito foi no banheiro lavou a boca voltou eu joguei na cama e comecei a beijar ela dando tapas na bunda ele retribuía os beijos me chamando de doido, ai ficamos namorando um pouco até eu me restabelecer após isso fomos para a banheira ficamos lá abraçados eu fazendo massagem ela se declarando que nunca tinha ido em um motel que era muito bonito e que era a primeira vez que tomava banho de banheira, e eu “pensando e será a primeira vez que alguém vai rasgar seu cuzinho”, ai após uns quarenta minutos, nos enxugamos e voltamos para a cama perguntei se ela tinha creme na bolsa ela disse tenho creme de passar nas mãos e no rosto eu pedi vi que era bem liso e lubrificante, ai ela falou para que eu disse para passar no seu cuzinho para o pau deslizar melhor ela disse você vai mesmo comer minha bunda eu disse sim o melhor e isso seu cuzinho virgem eu só gosto de casada porque os marido não trata vocês como deve, vocês gostam de coisa diferente de se sentir puta na cama e seus maridos trata vocês igual idiota na rua perto dos amigos e na cama quer tratar como esposinha séria eu já gosto e de tratar vocês como vocês gosta ou você não gostou o que aconteceu até agora, ela balançou a cabeça positivo, ai mandei ela ficar de quatro com a cara na cama e a bunda bem arrebitada ai eu passei bastante creme no cuzinho dela, enfiei um pouco dentro com o dedo lambuzei a cabeça do pau, e falei pra ela relaxa que dói menos vai doer só no começo ai comecei enfiando ela deixou o corpo cair ai eu cai por cima mas ai ficou melhor porque ela não consegui se mexer eu segurei ela com o peso do meu corpo por cima e fui enfiando ela foi gritando e pedindo para parar eu fiz que não era comigo ai enfiei sem do até o talo falei arrebita a bunda ela obedeceu me xingou eu nem liguei enfiei até o saco bater na bunda e fiquei socando ela gritando eu socando até gozar no rabo dela, ai sai de cima, ela foi parta o banheiro chorar eu fiquei na cama peguei no sono após uma meia hora senti algo quando vi ela passando a mão no meu cabelo e u acordei ela falou pronto vamos embora, com os olhos vermelhos eu disse ainda não vai para a banheira ela foi eu atrás levei o creme e disse seu cu é muito apertado fez eu gozar muito rápido nem deu para lacear seu cuzinho agora fica ai dentro que vou fuder seu cu de novo ela disse não mete na minha buceta meu cu ainda está doendo eu disse fica quieta puta e me obedeça esqueceu de nosso trato, ela sem mais foi para a banheira coloquei ela de quatro enchi seu rabo de creme e enfiei tudo de novo mas a agua estava atrapalhando e ela já estava chorando de novo, mas ai saímos nos enxuguemos eu fui até uma cadeira que tinha ao lado de uma mesinha de lanche no quarto e sentei na cadeira falei vem cá agora você vai sentar nele até o fim ela veio meio com medo eu tornei a passar creme no rabo dela ai ela sentou devagar de frente para mim eu forcei ela pra baixo enterrou tudo ela gritava e chorava eu beijava ela, rolavam lagrimas no rosto mas ela retribuía meus beijos, ai eu levantava ela e descia até que ela mesmo fazia os movimentos ai eu gozei de novo no rabo dela e disse pronto agora sim, mas ela tinha me melado tudo ai fui tomei um banho ela também, beijei ela bastante dei bastante carinho pra ela estava precisando se sentir mulher, pelo jeito fazia tempo que ela não gozava pois aquele dia ela gozou umas três vezes, e depois eu ainda dei uma grana para ela, ela disse e se ele perguntar, eu disse fale que foi um adiantamento de salário para você comprar roupas, ai fomos embora isso aconteceu semana passada, ela já está trabalhando no escritório, meia desenxabida, sexta vou trancar a porta e por ela para mamar e assim vou fazer até ela ficar boa de boca, e logo quero fuder cuzinho dela de novo vou deixar ela uma putinha perfeita para o próximo patrão ou amante se divertir a vontade, ou vocês acreditaram que eu iria pegar ela só aquela vez, eu sou tarado por casadas, quem quiser só deixar recado moro em Londrina Paraná, saiu com casal também sem preconceitos. Até o próximo relato, abraço e beijo a todos.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario duetto

duetto Comentou em 14/10/2016

Seus contos são muito bons, só faltou fotos das putinhas.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


78280 - COMI O CASAL DE NOIVOS - Categoria: Fantasias - Votos: 23
79955 - COMI A CATADORA DE RECICLÁVEL PARTE 1° - Categoria: Virgens - Votos: 14
80390 - COMI A BUNDA VIRGEM DA CATADORA DE RECICLAGEM 2º - Categoria: Virgens - Votos: 11
85298 - FIZ ELA TRAIR O MARIDO PARA NÃO PERDER O EMPREGO E - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
86310 - MINHA PRIMEIRA VEZ COM UM CASAL - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
90353 - COMI OUTRO CASAL - Categoria: Fantasias - Votos: 8
90431 - COMI A ESPOSA E A FILHA VIRGEM DO MEU PEDREIRO 1º - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
90436 - COMI A ESPOSA E A FILHA VIRRGEM DO MEU PEDREIRO 2º - Categoria: Virgens - Votos: 11
90746 - COMI A ESPOSA E A FILHA VIRGEM DO MEU PEDREIRO 3º - Categoria: Fantasias - Votos: 15
90841 - ARREGACEI AS PREGAS DO RABO DO MEU ESTAGIÁRIO NOVI - Categoria: Virgens - Votos: 8
91637 - A CASADA TRAIU O MARIDO PARA TIRAR DA CADEIA parte - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
91911 - A CASADA TRAIU O MARIDO PARA TIRAR DA CADEIA parte - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
92391 - O NOIVO TRAIU A NOIVA, E A NOIVA TRAIU O NOIVO NA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
93011 - COMI A ESPOSA DO MEU TIO COM ELE DENTRO DE CASA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 18
93323 - ARREGACEI O CÚ DA ESPOSA DO MEU SOBRINHO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 19
94615 - COMI A CUNHADA NO QUARTO AO LADO E VOU COMER AS FI - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
94781 - COMI A CUNHADA E AS FILHAS VIRGEM PARTE 2 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
94970 - COMI A CUNHADA E AS FILHAS VIRGEM PARTE 3 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
96286 - COMI O NAMORADINHO DA MINHA SOBRINHA - Categoria: Virgens - Votos: 15
103732 - EMPREGADA CRENTE DA CCB - Categoria: Traição/Corno - Votos: 30
104310 - A CASADA TRAIU O MARIDO PARA TIRAR DA CADEIA PARTE 3 - Categoria: Virgens - Votos: 4
104519 - ARREGACEI O CÚ DA ESPOSA DO MEU SOBRINHO parte 2. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 18
105036 - EMPREGADA CRENTE DA CCB parte 2 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 15
106373 - EMPREGADA CRENTE DA CCB parte 3 - Categoria: Virgens - Votos: 13
106856 - ARREGACEI O CÚ DA ESPOSA DO MEU SOBRINHO parte 3. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
107199 - ARREGACEI O CÚ DA ESPOSA DO MEU SOBRINHO parte 4. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9

Ficha do conto

Foto Perfil marcussex
marcussex

Nome do conto:
FIZ A CASADINHA DE PUTA RASGUEI SEU CUZINHO VIRGEM

Codigo do conto:
84833

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
14/06/2016

Quant.de Votos:
7

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


porno braziliam fedom pai ensina filho a trocar punhetaconto gay iniciando meu cunhadocontoeroticoburrovoce e meu tio nao posso dar a bucetacontos eróticos de casadas rabudas humilhando o corno de pau pequenocalca camuflada e pau duro porno gayconto erotico aposta com,o irmaocontos erotico Gay padrinho JegaoComtos eroticos com a amiga da minha filha de 15 amoscontos heroticos de gays versateis dando e recebendo leitinhopivete faz casada urrar na rola contosconto erotico gey com foto o pedreiro negãocomeu meu cuzinhoestupraram minha esposa contocontos mulher de corno ficou com medo da rola do comedorConto erotico meu aproveitei do meu pai bebadocontos sexo minha esposa minha enteadaIncesto com a filha no onibus sarrando nela quadrinhosenganada quadrinho eroticosedutoras e marrentas parte doze contos eroticosContos eroticos tio alisando a sobrinha rabudaPauzudo gelado a camameu tio me botou no colo e me chupou minha bucetaContos eroticos seios judiadoscontos eróticos novinha estuprada por um loiro e um negaocontos eroticos mae e filha estuprada por assaltante na delegaciaconto erotico gay dando para um homem suadoconto erotico virei uma linda transexFotos e contos de menininhas safadasPorno contoshq porno convidando colega de escolaContos erticos picantes de gays com fotos ilustrativasperdi as preguinhas do cu quando era pequenamenina. motara.abucetaContos eroticos levei meu tio pra asisti futebol lá em casa e acabamos comendo minha esposa juntoscontos pornos de incesto pai estruopa.filhaContos gay pau pequenoconto erotico minha vovo gostosa tirou minha virgindadecontos eroticos provocando o meu paivideo porno meu sogro que delícia de machoMulheres que traem marido de itapipoca cecontos fui tracada pelo amigo meu filhobebedor de urina contos eróticoConto erotico de prima na pica de 28dbundas enormes aregacadascontos eroticos - me enviaram dedos gostosos na vagina no onibusconto erótico imcesto mãescontoeroticopadrastoenteadameu filho comeu minha bunda quando eu fingia dormir contos eroticocorno a pedido domarido contosconto casada tinderquadrinhoseroticos/pauzudoporn comicsnotei que na hora que falei maridinho ficou de pau durocontos eróticos gay dei o cu para meu padrinhomenina.motara.abucetaconto erotico corno esposa chapadAsexo gay conto erotico gay chiquititascontos eroticos de pessoas q tiveram q ser levadas ao hospital pk se machucaram fodendoconto erotico gay banheiro publicoQuadrinhos eroticos gay a transformacaoela ficou quietinha cunhadaconto erotico policialcontos incesto na praia de nudismominha namorada contoabusaramcontos eróticos gay Dei.Minha Bunda Pro.Amigo Do.Meu Filhofiquei sozinha na casa do titio e provoquei ele sem calcinha pornoroçando na cueca do papai contosContos eroticos gays irmao pai e tio dotados trasandoConto gay amigodopapaiFamily guy porno em quadrinhoscontos eroticos novinhos passando a rola nas coroasentenda me deu seu cuzinho coroas.10cuentos porno de comics de gordaspeitos pequenos com rodelas grandesvides porno cazeiro mulher c nega da pro amante na frente do maridopai come o cuzinho do filho novinho a forcacontos eróticos 06/2017 ruivas no carnaval conto eróticoconto gay meninode calcinha e o vizinho