Arrombada na Praia por 2 em Bombinhas - SC

Click to this video!


Boa tarde,

Conto pouco longo mas com ricos detalhes, espero que gostem.

Eu sou curiosa, tenho libido forte, e curto fazer umas loucuras. Já aprontei bastante e espero poder compartilhar essas venturas com todos aqui.

Lembrei de uma foda deliciosa que tive perto da virada do ano uns anos atras. Eu já sabia que gostava muito de putaria e já estava entrando cada vez mais no mundo de menages, swing, trocas de casais, etc. O gostoso dessa transa foi porque foi uma daquelas sem planejar, natural, com parceiros que me levou a loucura.

No fim do ano, acredito em 2011 ou 2012, fui para o sul do pais para passar a virada do ano. Queríamos muito ir para aquela virada famosa qual não lembro a cidade, mas acabamos indo para Bombinhas, uma cidade linda, aconselho todo mundo visitar. Pessoas bonitas, comida gostosa, baladas bem agradáveis, preço acessível.

Quem já foi, deve lembrar de um barzinho/restaurante na praia, estilo reggae, serve um pão sírio maravilhoso, bebidas gostosas, e as vezes música ao vivo. Durante o dia, conhecemos praias, praticamos snorkel, mergulhamos e a noite acabávamos indo para esse barzinho na praia.

Em uma das noites, depois de umas bebidas, fiquei de conversa com um rapaz, Danilo, estilo reggae, com uns "dreds" no cabelo, não exatamente meu estilo, mas era gatinho, papo gostoso, ficamos na paquera. Ele era do estado e também estava passando a virada do ano no local com a família e um amigo.

Minhas amigas, fim da noite, queriam ir embora, resolvi ficar para continuar o papo, Danilo ofereceu meu levar de volta para pousada, fiquei com o telefone ligado e tal. Não tenho o hábito de fumar erva, mas acabei dando umas tragadas, o clima estava muito gostoso, até romântico, eu diria.

Estávamos bem a vontade, recebi um beijo gostoso, leve, fiquei arrepiada com a situação. Escurinho, velas, bebida gostosa, praia, que clima. Recebi mais um beijo mais profundo, a mão dele no meu rosto, me puxando, até gemi baixo. Ele parou de me beijar e estava mordendo os lábios, aquele calor entre minhas pernas.

Recebi uns beijos no pescoço, mordida na orelha, ele me disse no ouvido que adoraria fazer amor na praia. Nunca tive essa fantasia, mas fiquei mais fraca ainda com aquelas palavras no ouvido. Ele era bom de paquera, sem exageros, era safado, mas daquele jeito muito gostoso.

Ouvi frases no ouvido que me fazia sorrir por dentro e por fora.

"Quero comer sua bucetinha perto do mar"
"Vou te dar leite na boquinha"
"Deixa eu chupar seus peitos"

Coisas do tipo.

Estava no clima, mas não queria na praia. Perguntei se tinha um lugar mais discreto. Ele disse que estava em pousada com família e que motel era longe. Ninguém estava de carro.

Ele me beijou mais, insistiu, dizendo que estava sentindo uma tesão enorme por mim, que estava de pau duro, tudo no meu ouvido. Me perguntando se eu era peluda ou depilada, se estava molhada. Que calor sentia. Respondia no ouvido dele, deixando ele mais safado ainda.

Ele me falou que conhecia bem a praia, lugares escuros, com uma certa mata, discreto. Fiquei imaginando se ele tinha feito isso antes, já que ele visitava a cidade sempre. O amigo dele chegou não sei de onde, e fui apresentada. Me compus, peguei na mão dele, ele se apresentou, Kaique era o nome dele, simpatico também, bonitinho.

Eu sentada na areia, com Danilo e Kaique do meu lado. Danilo com a mão nas minhas pernas, alisando, e ficamos conversando um pouco. Brinquei om Kaique perguntando se Danilo era gente boa e tal. O amigo, lógico confirmou. Danilo chegou no meu ouvido e fez a proposta indecente. Não lembro exatamente das palavras, mas ele propôs fazer uma suruba na praia, que ele o amigo iriam cuidar muito bem de mim. Eu sorri, mais uma vez por dentro e por fora, mordendo os lábios. Fui no ouvido do Danilo, pensando putaria e falei que topava com os dois.

Pedimos a conta, pagamos, levantamos, e deixei Danilo ir na frente, mas de mão dada com ele. Kaique do lado dele, os três conversando. No caminho, fui pensando onde era esse lugar e se tinha camisinhas na minha bolsa. Não lembro se andamos para a esquerda ou direita do bar, mas andamos uns 10 ou 15 minutos, ainda na areia, mas uma área realmente com umas árvores e pedras. Já era tarde, mas fim de ano, fiquei pensando se passaria alguém por ali.

Adrenalina a mil. Eu estava de vestido, calcinha e sutiã, sandália e minha bolsa. Mas já estava bem excitada. Saímos uns metros da pequena trilha, perto de uma rocha grande, onde o mar batia.

Danilo pegou minha bolsa e colocou no chão, na areia, estava bem escuro. Fui na onda dele. Me deu um beijo de novela, me agarrando, eu o abracei forte, o beijei. Senti a mão forte apalpar minha bunda, meus seios, por cima do vestido. Kaique veio por traz, me agarrando, também passando a mão pelo corpo. Já senti membros duros me cutucando. Eu virei e também dei atenção para Kaique, o beijei bem gostoso também, as mãos dos dois não paravam de correr pelo meu corpo.

Eles me perguntaram se eu já tinha feito algo parecido, eu menti e disse que não. Perguntei a eles o mesmo e eles também disseram que não. Estava beijando Danilo, naquele sanduíche com Kaique atras, Danilo levou minha mão no pau dele, fora do short, duro igual porrete. Ele passou a mão nos meu ombros, me guiando para descer e oralmente fazer amor com ele. Eu obedeci na hora. Agachei e peguei de novo no pau dele e levei ele quase todo na boca. Chupei com muita vontade, gemendo. Segurei forte na base e fiz vai e vem deslisando na minha língua, sumindo quase todo na minha boca. Quase que esqueci no Kaique, estava entretida chupando Danilo. Kaique chegou mais perto, já tinha tirado o pau para fora, duro, e esfregou no meu rosto. Senti e virei para ele. Não pensei. Abocanhei também. Segurei no pau dele e engoli quase tudo. Não larguei o pau do Danilo, fiquei alisando, punhetando, enquanto chupava deliciosamente o pau do amigo, do Kaique.

Honestamente, eu estava muito satisfeita naquele posição, no chão, agachada, dois safados na minhas mãos e boca. Fico muito melada quando faço oral. Quem já teve essa experiencia sabe quanto gostoso levar 2 homens na boca, que poder.

Os dois amigos não conversavam, eu continuei lá em baixo, chupando com muita vontade, tentando dar todo aquele prazer, disposta a chupar-los até eles gozarem. As vezes olhava para a cima, com pau na boca para observar as caras de safados deles e receber elogios de como minha boca era gostosa e quanto eu era safada. Os dois me puxavam para ir mais fundo, eu estava curtinho essa brincadeira. Estava muito molhada, sentia. Até tinha esquecido do local público, de pessoas que podiam passar por ali.

Danilo pediu para eu levantar, minha boca salivando, os dois paus bem babados, duros, os shorts nos pés. Não sabia o que veria, mas deixei eles mandarem. Danilo bem gentil abaixou as alças do meu vestido, puxando meu vestido para baixo. Com muita delicadeza, ele por traz, desfez meu sutiã. Kaique apenas olhando alisando o próprio pau. Meus seios a fora, Danilo beijou meu pescoço, eu levei minha mão no pau dele que estava atras de mim, senti meus seios serem agarrados fortes. Meu vestido foi lá nos meus pés, Kaique chegou perto e alisou minha buceta por cima da calcinha e meus seios. Danilo atentando meu pescoço e começou falar putarias. Ele dizia no meu ouvido que iria arrombar minha buceta todinha. Meus olhos fechados, com esses dois safados, na praia escura, deserta, no meio da madrugada, o tesão era muito. Minha calcinha também desceu, com ajuda do Kaique e senti a língua quente retornar o favor oral que tinha deixado os dois safados com as rolas babadas. Eu apertava forte o pau do Danilo, punhetando, segurava apoiando na cabeço do Kaique e ele sugava minha buceta, ignorando o tanto o que eu já estava sensível. Tive que pedir para ele parar porque estava bem sensível.

Eu falei com Danilo que eu tinha camisinhas na bolsa. Ele me deu a bolsa e dei 2 camisinhas para eles, uma para cada, as únicas que eu tinha. Danilo me virou de costas para ele, passando a mão, eu apoiei na pedra, totalmente nua, sentindo uma vadia. Empinei para ele, abri as pernas para facilitar, fiquei olhando para baixo, apenas via areia. Ele brincou com o pau ainda duro, ameaçando me comer, esfregando a cabeça gostosa. Eu falei com ele para colocar a camisinha. Ele colocou e bem gentil, me penetrou, rasgando devagar (porra de camisinha). Entrou fundo, eu gemia baixo. Com as mão nos meus seios, me puxava e metia forte, eu usei todas minhas forças para não gritar. Ele foi coelhinho, forte e rápido. Kaique chegou do meu lado, pegando na minha mão para punhetar ele, que estava ficando mole. Peguei e tentei punhetar mas o coelho atras estava comendo forte, ficou difícil. Kaique posicionou na minha frente, eu segurei nos ombros dele, ele de costas para pedra e alisava meus seios, enquanto o amigo me comia por traz. Eu tentava punhetar Kaique mas acabei mais alisando o pau dele.

O que aconteceu depois tinha que ter acontecido, era para acontecer. Danilo gemeu e tirou, olhei para traz e ele disse que a camisinha tinha estourado, fiquei assustada, achei que tinha machucado ou alguém estava chegando perto.
Ele tirou a camisinha e falou com o amigo que era a vez dele. Apoiei de novo na pedra, minha buceta já ardendo um pouco, Kaique colocou sua camisinha e entrou com facilidade, foi gostoso. Danilo do meu lado agora, passando a mão nos meus seios dizendo para olhar para o pau dele que em breve me daria leite onde eu quisesse. Adivinha o que aconteceu, camisinha também estourou, Kaique avisou. Provavelmente falha no lote. Sentia calor, estava suada, eles também. Queria dar, mas também fiquei com receio de ir sem camisinha. Mas estava sentindo a puta da night, claro.

Abaixei de novo e chamei Kaique para mais perto. Segurei no pau de Danilo e fui chupar Kaique, já que ele tinha penetrado menos. Estava duríssimo. Gemia bastante enquanto eu chupava os amigos. Virei e continuei chupando Danilo e continuei alternando entre as duas rolas. Com certeza, iria receber porra a qualquer momento, mas acho que por causa da bebida, eles estava conseguindo segurar um pouco mais. Comecei a falar putaria para eles, que adorava receber leitinho quente, pedindo porra, sendo ousada para eles. Recebi os nomes carinhosos de puta, boqueteira, e claro puta botequeira. E era de verdade.

Danilo falou que queria sentir minha buceta de novo. Que eu tinha uma buceta quente. Que queria me deixar lembrando dele no dia seguinte. Isso me esquentou mais ainda. Escutando e chupando com aquela vontade. Ele pediu para eu ficar de quatro, acabei cedendo. Lembrando que devemos praticar sexo seguro, mas as vezes escapa, concordam? Fiquei de 4 ali na areia, Kaique na minha frente, segurando o pau, me dando na boca, enfiando devagar, eu fiquei olhando para ele. Senti Danilo por traz alisando, senti o pau dele na entrada, empurrou e não teve dificuldades para penetrar. Fechei os olhos quando ele entrou gostoso, deslisando tudo, me puxando pelo quadril, abri os olhos mais uma vez, olhando para Kaique que tinha a mão nos meus cabelos e empurrando devagar na minha boca, quase que engasgava. Era a puta desses amigos. Danilo começou o vai e vem, fundo, eu gemia mas o pau de Kaique não deixava os gemidos saírem altos. Eu gemia sentindo a rola forte de Danilo me comendo fundo, o corpo dele batendo contra o meu, apertando minha bunda, unhando a bunda, sem camisinha, o Kaique usando minha boca, eu nçao conseguia manter os olhos abertos, eles fechavam automaticamente.

Eles trocaram, eu fiquei na posição, de quatro. Kaique por traz, entrou fácil também. Danilo safado na frente me colocou para chupar. Kaique também foi safado, não perdeu tempo e me comeu forte e com velocidade. Eu gemia mas também Danilo me calava com o pau na boca. Tive inúmeros orgasmos assim. eu arrepiava, não queria que parassem. Kaique falou que iria gozar, repetiu que iria gozar, tirou o pau e soltou a porra por cima das minhas costas, por cima do bumbum, senti aquele leite quente cobrir até minhas costas, não conseguia gritar com o pau melado de Danilo na minha boca. Mas tinha adorado a gozada atras. Danilo olhando para mim perguntou se eu tinha gostado da gozado, parece que percebeu que tinha, eu sorria com o pau dele na boca, ainda na posição de cadela....no cio.

Kaique levantou e ficou observando ao lado, já colocando a cueca, parecia satisfeito. Ainda estava nas mão do ficante original, Danilo. E ele não desapontou. Foi por traz, senti o pau duro esfregar, ignorou a sujeira de porra que o amigo tinha feito que com certeza escorreu na minha buceta. Me penetrou fundo, me agarrou os cabelos, daquele jeito, sabem! Meu pescoço erguido, olhando para o escuro e senti bombadas extremamente fortes. Quem passasse por perto, com certeza iria ouvir o barulho que muitos aqui conhecem. Corpo com corpo. Barulho de uma mulher sendo arrombada de quatro. Fiz de tudo para não gritar, gemer, mas urrava um pouco. Sentia aquele safado em cantos de choque na minha buceta, estava me castigando. Ele arranhou minha bunda mais e me puxava os cabelos, era uma égua para ele e estava gostando. Ele falou que iria gozar. Também repetiu que iria gozar e soltou a porra quente no fundo da buceta. Nem tive reação a não ser de prazer. Ele bombou forte, enchendo minha buceta jato por jato, sem soltar meus cabelos. Eu sentia meu rosto vermelho, sentindo exausta, minha buceta ardendo. Ele soltou meu cabelo e devagar tirou o pau para fora, alisando minha bunda. Eu com olhos fechados, refletindo o que tinha acontecido. Perigo por transar sem camisinha e prazer que tinha recebido desses safados.

Estava muito calor, senti minha buceta aberta, arrombada, pingando porra. Como iria minha limpar. Cabei usando a calcinha para limpar e joguei ela dentro da bolsa. Coloquei minha roupa, eles também. Eles já querendo marcar outro encontro no outro dia. Andamos de volta para a parte mais movimentada da praia mas não vimos muitas pessoas. Eles me levaram até minha pousada. Dei um beijo no rosto deles e entrei bem devagar para não acordar minhas amigas. Tomei um banho longo, tirar o suor do corpo e a porra da buceta. Elas me perguntaram o que tinha rolado mas não contei nenhum detalhes. Disse que tinha ficado com Danilo, mas nada de mais.

Espero que tenham gostado!!!!

Beijos

Foto 1 do Conto erotico: Arrombada na Praia por 2 em Bombinhas - SC

Foto 2 do Conto erotico: Arrombada na Praia por 2 em Bombinhas - SC

Foto 3 do Conto erotico: Arrombada na Praia por 2 em Bombinhas - SC

Foto 4 do Conto erotico: Arrombada na Praia por 2 em Bombinhas - SC

Foto 5 do Conto erotico: Arrombada na Praia por 2 em Bombinhas - SC


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario kzdopass48es

kzdopass48es Comentou em 04/12/2016

Ana, vc é apaixonante! Betto

foto perfil usuario gege

gege Comentou em 17/04/2016

Adorei gozei pra você gata

foto perfil usuario Soninha88

Soninha88 Comentou em 14/04/2016

delícia de conto mulher, fiquei molhadinha lendo...fotos super sensuais, adorei a da lourinha dando o rabinho atrás do muro, sou loura também...voto merecido...bjs




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


78340 - Mamando o colega depois do trabalho - Categoria: Coroas - Votos: 25
78436 - Foda Gostosa depois do Happy Hour - Categoria: Heterosexual - Votos: 20
78707 - Gozada na Buceta no Carnaval - Categoria: Heterosexual - Votos: 17
79751 - Troquei de Ficante com a Amiga e Levei Gozada - Categoria: Heterosexual - Votos: 23
79859 - Não aguentei o Professor Dotado - Categoria: Coroas - Votos: 37
80509 - Minha primeira gozada dentro da buceta - Categoria: Heterosexual - Votos: 21
80751 - Mamei e Engoli Porra Do Coroa no Trabalho - Categoria: Coroas - Votos: 32
81047 - Dando a Buceta no Trabalho - Categoria: Coroas - Votos: 28
81420 - Masturbei amigo da Minha Prima na Cama Dela - Categoria: Masturbação - Votos: 25
81722 - Primeiro 69 e Primeira Gozada.....na Boca - Categoria: Heterosexual - Votos: 11
87979 - Mais uma gozada na boca - Categoria: Heterosexual - Votos: 19

Ficha do conto

Foto Perfil aninhagatalinda
AnaPsecreta

Nome do conto:
Arrombada na Praia por 2 em Bombinhas - SC

Codigo do conto:
81841

Categoria:
Grupal e Orgias

Data da Publicação:
13/04/2016

Quant.de Votos:
23

Quant.de Fotos:
5


Online porn video at mobile phone


incesto poringagrupal contocasa do conto erotico padrastoguadinho entiada erótico cotoconto erotico amigaConto Erotico Mae dar viagra para filhoConto erótico tampavaConto erotico papai filhinha novinhadp porno quadrinhofilhinha conto eróticoporn freira omaleyconto erotico meu primeiro orgasmoContoerotico filinha pré adolecentenora bunda gostosa provacando sogro conto eroticoconto erótico chocolate enfiado no ânuscontos de rasgando o cu da irmã com a pica de jumentoVai filho me come ai mae que delicia conto eroticoxvidios gay esperma na baladacontos eroticos bolinandoconto porno pintudo me arrombohq porno negrosconto gay dominador estupra submissoContoerotico filinhas netinhas sobrinhas teenConto erotico milena minhas filhas gordinhas e gostosasconto erodico irma nua com irmao pirocudofui violentada mas acabei gostandosexo abilidade com as mãosconto erotico titioporno em quadrinho entre familiacontos sexo cunhada ninfocontos eroticos minha esposa e os amigos do condomíniocontos eróticos evangélicaContos fudendo com professor coroa gordo dlcporno gravidezcompeniscontos eróticos- novinhas safadsgorotinhos gayconto erotico puta tomando mijada e porravale tudo com a sogra conto pornoconto eurotico que gostosaERITO SO JAPA ENCOXADA NA BUNDAScontos eroticos gays de menino na favelaconto erotico vovo e netinhaporno quadrinho familiacoroa de uma lata de pinguelo por baixo da calcinhacontoeroticoputaconto erotico meninoscontos eróticos com mulher gordaconto erotico surpresa na favelacontos eroticos de maes e filhosContos eróticos picantes de gays com fotos ilustrativasSogra quadrinho rabaoincestocontogaycontos com fotos de esposas exibicionista e taradasconto erotico meu marido trouse os amigos pra casacontos eroticos d menininhas perdendo o cabaco com papai e irmaomeu pecado contowww.xvidio ponheta na mulher madoraincesto contos minha mae é uma vagabundacontoerotico enteada saradaCarol puta desde novinha contosContos eroticos encontreia uma calcinha da minha filha babadinhaConto erotico a putinha rabuda do busãoContos eroticosProfessora gostosa transandobucetaSoca essa rola na minha buceta arromba vai contoscontos mulher de corno ficou com medo da rola do comedorcontos. eroticos de incestos italianoConto erótico de filha que ficou gravida do paicontos eroticos irmao fode irmao e irma com seu cacete de 27cmhentai porno negro a amigo negro do meu filhoPorno Leiturista da luz chupou os peitoscasada de vestidinho curto na casa dos vizinhoscontos eroticosfodendo escondido do meu marido