Nossa inciação na orgia

Click to this video!


NOSSA MAIOR AVENTURA

Ao escrever neste momento estas palavras aqui, sinto um calor percorrer os lábios úmidos de minha xotinha, por incistencia de meu esposo vou relatar uma aventura nossa que recentemente nos deixou em estado de êxtase permanente.
Primeiramente deixe nos apresentar: Meu esposo 1,80, 89 kg, 39 anos, dotado ( 21cm ) taradao e muito safado desde nossos namoro, eu 33 anos, 1,64, 64 kg, olhos verdes, seios médios (sutiã 42), bunda com quadris largos, acinturada e de coxas perfeitas, pele branquinha, cabelos pretos, na época crespos e cacheados, agora médios e lisos, xoxota bem avolumada, de lábios bem salientes e protuberantes ( na praia chamo a atenção de homens e mulheres pelo volume). Risos, ando sempre, inverno e verao bem depilada entre os lábios e com uns pelos bem aparados acima dela.
Bem meu maridinho sempre incistiu em fazermos sexo com outras pessoas; eu sempre nunca aceitava, pois me casei ainda virgem e ate aquela data, apesar de me sentir atraída pelos homens da net e de nossa convivência, nunca tivera outro homem. Como meu esposo sabia que sentia tesão por outros homens e tivera um caso com outra mulher durante 2 anos antes de me casar; ele permanentemente me levava ao orgasmo fantasiando meu corpo sendo devorado por homens diversos. Dizia “quero ser bem corninho de vc minha putinha, minha cadelinha de buceta grande”. Eu gosava e gosava, Uma noite sei la por que, minha cabeça rodava e eu disse simmmmmm, ele falou:, “vai ser quando vc menos esperar.”
O tempo passou, acho que uns três meses, estranhei por que ele não tocou mais no assunto, pensei que era somente uma fantasia mesmo, ele desistiu da idéia. Uma sexta feira ele levou as crianças para a casa de minha mãe, me ligou e disse que iríamos passar o final de semana em nosso sitio em Gramado na serra gaúcha.
No final da tarde quando cheguei em casa ele estava me esperando com o ar dos mais safados, me levou a nossa sala e me entregou um pacote de presente, abri e me deparei com um jogo de langeri finíssimo de seda, calcinha extremamente pequena de lacinho na cintura, cintaliga, sutiã que cobria apenas meus bicos, meias três quartos para prender na cintaliga, tudo na cor azul bem clarinho e rendado, Perguntei por que aquilo agora. Ele respondeu, “toma um banho bem demorado e vista esta roupa e por cima coloca seu vestido estampado branquinho, nos vamos ao sitio tenho uma surpresa”, apesar de eu querer saber ele não falou mais nada, excitada com a situação relaxei na banheira, depilei algumas partes que já estavam crescendo pelinhos, me passei creme perfumado em todo corpo pensando em deixa-lo maluco, pois pensei ele quer lua de mel so nos dois. Vesti a langeri e me olhei no espelho, nossa me sentia uma deusa, e me excitei toda, a calcinha apertava meus lábios e tapava tão somente um dedo acima do começo de meus pelos aparadinhos e o laço estava preso bem na minhas ancas deixando um V tipo asa delta no formato, meu bumbum ficava quase que tolamente exposto, pois a calcinha era engolida por ele deixando aquele franzidinho da calcinha bem na junção das nádegas em cima do cox.
Pegamos o carro e subimos a serra, no caminho compramos vinho e champagne. Ao chegarmos no sitio tentei beija-lo e ele não quiz, estranhei ele disse: “Minha princesa neste final de semana iremos realizar todas nossas fantasias”, entendi como se algo fosse acontecer, meu coração disparou, mas não falei nada. E ele derrepente mencionou que iríamos receber visitas para jantar e que eu fosse gelar as champagnes. Preparei petiscos e copos e taças. La pelas 22:00 horas a campainha do portão tocou e ele me mandou atender pois estava ocupado, chegando la me deparei um uma camionete com cerca de 4 homens bem vestidos de terno e gravata, ( um moreno bronzeado alto, um loiro de olhos azuis, um negro muito forte e por ultimo um que falava espanhol) eles me olharam de um modo que logo meus bicos ficaram salientes sob o tecido do vestido, desceram do carro e me comprimentaram falando alegremente dizendo que eram amigos de meu marido e agradecendo o convite para o jantar.
André os recebeu na porta como se já se conhecessem a muito tempo, olhei para ele e ele me piscou me fazendo ficar brava mas ao mesmo tempo excitada.
Após uma hora e varias champagnes e vinho. Notava os olhares e elogios para meu corpo, com a certeza de que de vez em quando eles estvam vislumbrando minha calcinha úmida de tesão, meu esposo colocou uma musica bem suave e me tirou para dançar, com o efeito da bebida, seu perfume, notava os olhares dos amigos; sentados em um sofá circular ao lado da lareira me despindo com os olhares, me deixando toda lânguida e excitada, me apertei contra André, senti o volume presionando meu ventre um pouco acima de minha vagina. Senti meus bicos saltando sob o sutiã, pensei, se ele quizer eu faço,,, olhei em seus olhos e perguntei: “Vc tem certeza de que quer que eu seja uma puta?De seus amigos? . Ele repondeu: “ Amor vc quer?”....eu respondi “Simmmmmmm” e o beijei.
Senti suas mãos descerem ate minhas nádegas e alisarem, separarem minhas polpas, continuamos a dançar. Comecei a olhar as amigos e eles sorriam levantavam brindes e eu correpondia ao olhar sorrindo.
Um dos amigos levantou (moreno bronzeado, cerca de 1,90) e pediu licença para dançar comigo e meu esposo me entregou a ele, senti meu rosto aquecer, ele gentilmente me apertava contra seu corpo, sentia seu membro querendo sair pelas calças, Como uasava saltos altos meu bumbum se salientava quando dançava. Um a UM todos 4 dançaram comigo,. Pedi liçença para fazer xixi e chegando ao banheiro eu estava com a calcinha como se tivese enchido de creme a mesma, sentia os lábios se roçando, meu grelinho parecia que queria furar a calcinha. Quando voltei a sala André me levou ao centro da sala e todos me rodearam. André falou: Venham esta cadelinha quer todos vcs juntos, comam ela, fechei os olhos, sentia maos percorrendo meu corpo, logo estava somente com a langeri, eles assoviaram e pediram para eu desfilar para eles em cima do sofá que circundava a lareira, meia sem jeito fiz, pois as saltos altos não facilitavam a tarefa. Tirei os mesmos e ao descer do sofá, me senti pequena e indefesa perante aqueles 5 homens todos grandes. Eles falaram que já me conheciam nua, em fotos que meu marido colocara na Internet e que se masturbavam sempre pensando em mim, mas ao vivo eu era muito mas gostosa.
André ordenou que eles se perfilacem e mandou eu despi-los um a um. Comecei pelo moreno branzeado, acada um ao baixar a cueca eu chegava bem próximo ao membro. Nossa dava água na boca, sentia o cheiro, as veias latejando, os primeros três tinham o membro normal o espanhol que tinha o membro bem grosso, quando baixei a roupa do negro tive um sobressalto, era enorme, muito grosso e parecia que iria bater ao joelhos do homem, peguei na mão, não conseguia fechar os dedos em volta, senti o cheiro de macho, ohei para meu esposo olhei para o negro ele fechou os olhos e eu chupei chupei, chupei com vontade, alisei suas bolas, sentia que eram anormais, muito inchadas. Meu esposo e os outros tinham aparados os pelos bem curtos, o negro tinha raspado,,oque adorei; quase não conseguia colocar ele na boca pelo volume, os outros me chamaram e eu tive que chupar um a um, sentindo seus gostos.
Depois senti eles me despirem, delicadamente cada um sugou meus seios, depois dois a dois sugaram simultaneamente. Eu estava em estado de êxtase,, me levaram ao sofá me posicionaram de 4 com a cabeça apoiada na guarda do sofa, meu esposo se colocou na minha frente botando o pau na minha boca e eu chupava ele, esperando pelos seus amigos, eu rebolava chamava eles com meu rabo exposto.Seti mãos me abrindo o rabo e línguas penetrando em meu cuzinho e buceta, que esta altura estava totalmente em flor, aberta e servindo meu sumo, meu mel de mulher no cio. Senti mãos segurarem minha cintura, empinei minha bunda e senti a invasão, lenta e continua, tive um orgasmo na hora que senti ele batendo no céu de minha vagina. Dei um gemido profundo, meu esposo falando “ vejam como ela e dengosa, sempre teve vocação para ser puta, venham comam esta cadela venham”. O que estava dentro de mim intensificou as penetraçoes e derrepente gosou gemendo alto, não deu tempo nem de eu respirar profundamente, já tinha outro no lugar dele.
Assim sendo o ultimo foi o negro, eles diziam que ele iria estragar o brinquedinho deles, eu ria, meu esposo disse que eu nunca mais teria a mesma buceta, que iria ser uma putona, eu adorava, me sentia mulher, muito mulher de vários machos.
Respirei, senti meu esposo encher minha boca de esperma, derramava pelas laterais dos lábios e engoli, oque deu e ele batendo ele nos meus lábios. Enquanto isso o negro pincelava o monstro na entrada de minha pobre bucetinha. Ele falou: ”vou arrombar tua mulher André, vou transforma-la em uma égua. Nunca mais a buceta dela ira apertar seu pau, e isso que vc quer seu corno? Antes que ele reponde-se gritei: “ Poe logo seu puto, me rasga as pregas, me faz uma égua de uma vez, e isso que ele quer, veja ele entrar em mim seu corninho, te amo,” senti como se tivesse sendo partida ao meio, olhei para traz todos estavam rindo, senti um cutuco no fundo, no útero, me encolhi, sentia ele latejando, ele começou um vai e vem lento, mas firme, fui relaxando, minha cabeça rodava, suas mãos firmes segurando minha cintura, me comandavam, me apertavam, ele parou derrepente e eu comecei a rebolar, me atirando de encontro a aquele cavalo em forma de homem, orgasmos eu perdi a conta, so sentia meu coração disparar muitas vezes, senti como se um rio descesse a intervalos repetidos.
Ele gosou enchendo a camisinha, quando tirou a mesma um rio se derramou sobre o tapete. Eu deitada de costas quase desmaiada, fui alvo do exame dos outros com meu marido comandando, “ vejam. Nossa ela esta totalmente esgassada, caberia um jumento dentro dela, nossa cara vc deixou ela uma protituta, um égua parida,” e riam, eu so queria um bom banho e disse: “não era o que vc queria amor, agora agüenta, risos”.
Me levaram ao chuveiro, tomamos banho coletivo eu e eles se revezando, me bolinando eu chupei todos novamente, um a um. Sai do banheiro somente de tolha, encontrei todos nus sentados na sala conversando, cheirosa e cheia de tesão de novo sorri para meu bando de machos alisando meus cabelos.
André me levou ate nosso quarto e me deitou tirando minha toalha me deixando nua de pernas abertas na cama, e saiu, um a um eles vinham ate a mim e chupavam minha buceta, que agora era uma grandona dilacerada. Quando eu estava para gosar saiam e outro entrava e repetia tudo,, depois que todos passaram duas vezes por mim, todos vierem juntos, meu esposo com um tudo de creme entregou para o loiro e este me posiciounou de bunda para cima, dois outros separam minha coxas, segurando minhas pernas em uma posição que ficava totalmente exposta e imóvel, meu esposo e o espanhol seguraram meus braços. Somente minha cabeça podia se mexer, senti que colocaram um travesseiro sob meu ventre, estava empinada e imóvel., falei: “ amor, oque vai acontecer? Não faz assim não, vai doer, amor vc esta louco? Não me machuquem por favor,,,” senti dedos passando algo viscoco e quente entre meus anus e minha xoxota, derrepente sinto um dedo me invadinho, sinto um calor gostoso, relaxo, o creme vai fazendo efeito, logo um dedos sai, entram dois e a sensação se repete. Meu esposo diz: “ amor este creme vai fazer vc não sentir dor, vc vai adorar”.
Mais calma, empinei a bunda mais ainda, para sentir três dedos agora entrando e saindo suavemente do meu cuzinho de esposa infiel, Meu torturador disse que iriam me levar ao chuveiro para fazer uma pequena limpeza antes do tratamento que eu iria sofrer. Fui carregada no colo, la me colocaram de cócoras e passaram o creme na mangueirnha do chuveiro e introduziram no meu cuzinho, sofri uma lavagem repetida ate três vezes, quando se deram por sitisfeitos, novamente me passarm creme, internamente fui carregada de volta ao quarto. La todos vierem examinar e fui aprovada, eu ria da atitude deles, todos gentis e muito carinhosos, mais pareciam um bando de crianças.
Novamente fui imobilizada da mesma forma anterior, o espanhol, colocou a camisinha, passou bastante creme no membro e se posicionou atraz de mim. Tentei facilitar ao maximo,mas mesmo assim sentia algo queimando e entrando lentamente, quando senti suas bolas nas minhas nádegas ele começou um vai vem lento, acelerando as vezes, fui gostando sentindo minhas entranhas lavadas sendo abertas, gemia baixinho, fechando os olhos somente sentindo, rebolava da maneira que dava, segura imobilizada, “ai,ai ta gostoso, vai mais, ai to adorando, me fode,”. Os outros me soltam rindo, olha ela esta gostando, cara sua mulher e muito puta e eu gemendo dengosamente rebolando, derrepente sinto o moreno me puxar ate eu ficar de 4 ainda engatada pelo cuzinho no espanhol, o negro entra por baixo, sinto que não terei chanse de escapar, vão completar a fantasia, nesta hora meu esposo, gosa se masturbando, olho bem nos olhos dele e dou um sorriso bem de safada, bem no momento em que o negro esta totalmente dentro de minha pobre buceta, agora uma buceta de cadela, de égua aberta por seu garanhão, meus machos se enfiam, se rebolarem em mim, eu rebolo como posso, sinto meu corpo se queimar diversas vezes novamente. Me chamam de tudo, que sou uma cadela depravada, que vão me rasgar a buceta e o meu cu de puta e vão socando fundo ate explodirmos em um goso so.
Os 5 ficam se revezando em mim dois a dois, quando vejo tem inúmeras camisinhas soltas por toda cama e chão. Peguei no sono, quando acordo tenho ao meu lado três buquês de flores e me sinto toda perfumada, me deram um banho eu eu nem lembrava,,,risos.
Olho pela janela estão todos ainda la, fora fazendo um churrasco, coloco um short de algodão coladinho e curto bem apertadinho e uma blusa decotada, sem nehuma langeri por baixo. Me olho no espelho e vejo como minha xoxota esta saliente e inchada no short, marcando os lábios, e vou ate eles, todos me recebem com sorrisos e beijinhos, meu André me abraça e diz que sou a melhor mulher que um homem poderia ter, sentava hora no colo de um, de outro, fui alisada e bolinada por toda tarde; bebemos vinho e jogamos volei.
La pelas 18:00 de sábado, pos tomarmos banho, me deixaram nua na escada do quarto fizeram um dupla penetração comigo de pe na escada que leva ao quarto, o loiro e meu esposo, foi quando o moreno brozeado disse a meu esposo que que ele e o espanhol tinham uma surpresa também, vierem com o tubo de creme me levaram pela mão ate nossa cama, colocaram as camisinhas, untaram bem com creme seus paus, me colocaram de pe de costas para eles e de frente a um espelho, um a um dos dois me penetraram ora na buceta ora no anus, quando estava quase la, eles pararam e me levaram em cima do tapete do quarto, la me fizeram sentar encaixando a buceta no moreno bronzeado, ficando eu de costas para ele, meu esposo ficou de um lado e o loiro de outro eu segurando seus paus,o espanhol se aproximou e eu senti meu corpo arrepiar, seria demais, não agüentaria, antes de ele forçar a entrada eu já tinha gosado, ele sentiu e disse: ”Vc e a mulher mais vadia que já comi, a mais tesuda e linda, a que tem a buceta maior que já vi, agora vc vai dexar de ser uma mulher e vai se transformar em uma vaca, uma cadela corrida, vamos te fuder sempre juntos sua vadiazinha prostituta casada e ordinaria.” E me invadiu, eu gritava, suava, pedia mais, sei la coisas que não lembro mais, para abafar o negro coloca seu pau na minha boca, acho que ate mordi ele, sei la, todos gosaram eu tb, quando fiquei sentada na cama, olhei no espelho, minha buceta não fechava, aparecia seu interior rosado escorrendo um liquido pegajoso, meu esposo me beijou e falou que no domingo teríamos mais.
Adorei a idéia, pois naquele domingo repetimos tudo de novo, fui duplamente penetrada no chuveiro, na sala, na sacada da casa, no gramado, tomei banho de esperma, bebi tudo que ainda saia de seus paus, dei individualmente para cada um, fui comida em todas posisoes imagináveis para mim. Hoje escrevo esta aventura esperando anciosa por meu corninho trazer novamente seus amigos para um final de semana juntos.

Por Adrianinha e Andre

Me escrevam. adridengosa@yahoo.com.br, adriana313131@hotmail.com

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


7847 - Virei uma sapata casada - Categoria: Lésbicas - Votos: 1
8078 - PRESENTE DE CASAMENTO - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 1
8483 - Eu, meu espso e seu sobrinho - Categoria: Fetiches - Votos: 3
8710 - EU CASADA SEDUZI OUTRA CASADA - Categoria: Lésbicas - Votos: 3

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico adridengosa

Nome do conto:
Nossa inciação na orgia

Codigo do conto:
8028

Categoria:
Grupal e Orgias

Data da Publicação:
24/05/2006

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


dengozinha sentando gostoso xvideoscontos brasil cunhadinha da pra 4contos eroticos gosadas no ginecologistaConto Gays erótico dando o cu gostoso para o primoContos as caricias por debaixo da mesa meu padrastoPorno contos incesto aprendendo tudo com papai e mamae,desde cedo,carinhosossuada da academia mais dei meu rabao d 108 cm contos eroticoscontos eroticos meu corno trabalhandoconto erotico - Comi no acampamentocontos eroticos vizinha novinha ecuriosaContos eroticos empregsda do vizinho parte9Conto erotico perfil usuario dudinha sou mulhervídeo de sexo com iníciado lésbicas ver contos com fotos exitantes em guadrinhos,contos no onibus e no mato,e zoofilia e incesto e na praia de nudismo.gay sex stories pdfBuceta portugal.Comorgia com mulher chupando o cu do homem trioconto erotico incesto baba pervertidasnoracontoeroticoquadrinhos eroricos A gerente eabudacontos eroticos meu pai na piscina comigo na infançiacontos eroticos gay eu vestida de putinha pro meu negro do caralhãoconto erotico,carona pro lekecontos eroticos tias com subrinhasxxx+whatsappxxx+sex+contos eróticos hentai uma menina evangélica sexo gostosoConto erotico de cavalomaegravidafilhocontoos desejos do hannah porno quadtinhoengeado cagou no meu pau contoas heroinas mais gostosas porno lesbo desenhoconto erotico usadoconto erotico gay vendendo meu namoradosexo pai fode filha na posicao papai mamaegritando de tesaoconto trepada gostosa com ameliacontos eróticos meu avô cuidou muito bem de mimmtpornocomsexo vovóa liga da justiça porngostosa gritando porgue o cara pausudo coloca ate o talo no cu da bunduda xvidioconto professora obriga usar plug analporno gay com vendedor de porte e portacontos erotico no trem lotadocontos flagrei meu pai comendo garotinhoir por tras conto heterocontos eróticos nóia gaycontoeroticosobrinhosexo novinha fundada dando vuconto erotico de meu cunhado me comeu no carro enquanto meu marido dirigiapornô grátis só contos eróticos sogra cozinhacontos eroticos gay perdendo cabacojackfla10@gmail.comirmãincestocontogayzibho gemendo loucamente contos heroticosconto corno porn biJuanzito cantos eroticoscontos eróticos de incestos de mãe amante do filho 2017conto gay casado no cinemaContos eroticos perdi a apostacontos eroticos anãomeu marido e minha amiga contos eróticosmacho alfa conto erotico cornoassaltei meu genro com minha busseta e me fudeu bemconto erotico de tanto ciumes meu irmao me fudeocontos eróticos com mulher gordaporno em quadrinhos escrava sexual do padrastocontos e quando ele gozou em minha garganta ele tiroucontos eroticos como convencer esposa a um menageContos eroticos minha filha minha iniciaçaocontos sado com fotosconto erotico liga da justiça gayquadrinho erotico gay cuzinhodeisnegao comendo o cu da novinhaconto com entregador da farmáciaperdi as preguinhas do cu quando era pequenaver videos porno comendo minha maizinha dormindo apertada sem camisinha