Minha primeira boneca

Click to this video!


Apesar de gostar de mulheres, sempre tive um enorme tesão por travestis.
Elas são muito sensuais e algumas tão bonitas e com um corpo tão maravilhoso que é de fazer inveja a muitas mulheres.
Eu sempre que passava pela Avenida Industrial em Santo André, no período da noite, ficava observando aquelas gatas maravilhosas e ficava imaginando como seria um programa com uma delas.
A idéia de sair com um homem nunca me atraiu, mas com um travesti, me parecia ser diferente, imaginava que seria o mesmo que fazer um programa com uma mulher só que com um algo a mais, uma vírgula.
Os contos e as fotos que via na Internet cada vez mais alimentavam minha imaginação e aumentavam minha vontade de realizar este sonho.
Em uma noite de sexta feira de uma semana em que minha namorada havia viajado para a casa de seus pais no interior e que eu estava com um enorme tesão resolvi matar este desejo.
Eram 20:30 h quando peguei meu carro e resolvi passear pela Avenida Industrial.
Vi varias travestis, muitas até bem bonitas, mas nenhuma delas mexeu realmente comigo.
Parei para conversar com algumas, mas não era o que eu queria; sempre faltava alguma coisa; ou de perto elas não eram tão bonitas como pareciam ser, ou não eram tão femininas ou a voz não era agradável.
Tinha que ser uma boneca que fosse parecida com aquela da minha imaginação, dos meus sonhos.
Já estava quase desistindo quando vejo em uma esquina uma moreninha, de rosto lindo, corpo esguio, 1,70 m de altura, cabelos pretos compridos e lisos, usando um pequeno top preto que deixava à mostra seus seios pequenos, uma micro saia preta mostrando toda a beleza de suas pernas, de salto alto muito elegante e sensual e com um sorriso maravilhoso que me cativou já na primeira vez que passei ao seu lado.
Passei mais duas vezes antes de parar, e em todas elas aquele sorriso lindo que mostravam dentes brancos e bonitos me faziam crer que havia encontrado o que estava procurando.
Parei para conversar e perguntei seu nome. Ela respondeu Thais.
Eu me encantei mais ainda não só com a voz gostosa, mas com sua meiguice e com o jeitinho feminino de me perguntar se o gato estava a fim de fazer um programinha.
Conversamos um pouco, acertamos o preço do programa no drive-in e ela entrou no carro.
O drive-in ficava a menos de 100 metros e em pouco tempo após pagar a moça do drive-in e ela fechar a cortina atrás do carro pude realmente observar como aquela boneca era bonita e graciosa.
Como eu fiquei meio sem ação, pois nunca havia feito um programa desses com uma boneca, ela logo percebeu e me perguntou.
O que houve? Não gostou de mim?
Então eu disse que não era isso. Que ela era linda. Que eu é que estava meio sem saber o que fazer, afinal era a primeira vez que saia com uma boneca.
Ela então deu um sorriso mais lindo ainda e disse. Então deixa que eu vou te ensinar tudo e me deu um delicioso beijo na boca já descendo uma das mãos em direção ao meu pau que já estava estourando de tesão.
Com muita delicadeza ela abriu a minha camisa e abaixou o zíper da minha calça e falou para eu tirar a roupa e me perguntou se eu queria que ela tirasse a calcinha.
Eu disse que sim.
Eu tirei minha roupa e ainda pude ver quando daquele corpo maravilhoso ela tirou uma minúscula calcinha preta, mostrando todo seu lindo corpo com as marcas mais claras do biquíni, com seios pequenos, mas lindos e com um lindo pau ainda mole, mas maior que o meu.
Ela após tirar a roupa voltou a me beijar, passando uma mão na minha nuca e com a outra pegando o meu pau.
Deu um beijo no meu ouvido e disse baixinho. Você não quer pegar nele? Eu fiz sim com a cabeça e então levemente ela pegou minha mão e levou em direção ao seu pau.
Aí ela começou a beijar meu pescoço, meu peito e foi descendo até encontrar meu pau.
Começou lambendo pelos lados, de cima até em baixo, colocou as duas bolas do meu saco em sua boca e chupou, voltou com a língua até a cabeça e então enfiou tudo na boca, fazendo um vai e vem que me levou às alturas. Nunca nenhuma mulher havia me chupado dessa forma.
A essa altura, o pau dela já havia crescido na minha mão e eu podia sentir a pulsação de suas veias.
Ela voltou a me beijar o peito, o pescoço, me deu outro beijo na boca, passando a língua no céu da minha boca, voltou a beijar meu ouvido e perguntou.
O gato não quer experimentar dar uma chupadinha no meu pau? Você vai adorar.
Eu fiz um sinal de sim com a cabeça e então ela ficou de joelho no banco, deixando aquela pica maravilhosa já dura apontando para mim.
Com muita delicadeza ela passou as duas mãos atrás da minha cabeça e me levou em direção ao seu pau.
Eu tentei fazer o mesmo que ela fez comigo, comecei a passar a língua pelos lados, fui até o saco que era todo depilado, voltei para a cabeça e comecei a chupar.
Ela então começou a fazer movimentos delicados de vai e vem como se estivesse fudendo minha boca, se abaixou para perto do meu ouvido e perguntou?
Então? O gato esta gostando? Eu não falei que era bom.
Eu continuei naquele vai e vem delicioso, sentia a pulsação daquele nervo que crescia ainda mais na minha boca e ouvia os pequenos gemidos dela dizendo como era gostoso.
Depois de um tempo ela tirou o pau da minha boca e disse de novo no meu ouvido
Gato para um pouco senão eu vou gozar e eu ainda quero te ensinar mais um monte de coisas.
Deu outro beijo na minha boca, desceu para o meu pescoço, peito ate voltar a me chupar.
Pediu para eu me deitar um pouco e começou a chupar o fundo do meu saco.
Puxou - me um pouco mais para perto dela levantou um pouco minha perna e começou a passar a língua em volta do meu cu.
Nunca havia sentido prazer igual. Que delicia.
Ela percebeu que eu estava gostando e começou a enfiar a língua.
Eu nunca havia sentido tanto tesão assim.
Ela voltou a chupar meu pau, mas agora passando e enfiando o dedo no meu cu.
Voltou a beijar meu peito meu pescoço, me deu outro beijo na boca e beijando meu ouvido falou.
Gato, eu quero te comer. Deixa?
Eu disse que o pau dela era muito grande e que não ia caber. Que ia doer muito.
Ela falou de novo no meu ouvido.
Você não vai sentir nada de dor, somente muito prazer. Vou ser muito carinhosa com você e não vai doer nada.
Eu consenti, morrendo de vontade de sentir aquela pica entrando no meu cu.
Ela abriu a bolsinha dela, pegou um pote de gel, abriu uma camisinha, vestiu aquele pinto lindo, lambuzou bem ele com gel abriu a porta do carro, saiu do carro e pediu para eu ficar de quatro com os joelhos no banco dela. Passou um pouco de gel no meu anel e veio por trás, beijando minhas costas, minha nuca até eu sentir seu pau roçar minha bunda.
Ela então começou a forçar a entrada da cabeça e eu senti muita dor e disse para parar.
Ela falou no meu ouvido. Relaxa gato. Não vai doer não, é só você relaxar.
Passou as mãos na minha cintura e com delicadeza me puxando voltou a forçar a entrada de seu pau no meu cu.
Eu relaxei e senti todo aquele pau entrar no meu cu, aos poucos, até perceber as bolas do saco dela baterem na minha bunda.
Passe a mão por trás e conferi. Tinha entrado tudo. Quase não acreditei que tudo aquilo tinha entrado no meu rabo.
Aí ela disse para mim. Não falei gato que você não iria sentir dor.
Agora você vai sentir o maior prazer da sua vida.
Virou meu rosto para ela, me deu um beijo de língua na boca, voltou a passar as mãos na minha cintura e começou a fazer um movimento de vai e vem bem devagar que me levava à loucura de tanto prazer.
Os movimentos foram aumentando e se tornando mais intensos quando ela voltou a falar no meu ouvido. Agora você vai sentir o que é gostoso.
Tirou o pau do meu cu, trocou a camisinha, lambuzou de novo com o gel, sentou no banco e pediu para que eu ficasse de frente para ela sentado nas suas pernas.
Começou a me beijar na boca, no pescoço e no meu peito, e em seguida me deu seus peitos para eu chupar enquanto me levantava e forçava a entrada de seu pau no meu cu, agora já sem nenhuma dor.
Aí ela começou a me beijar na boca e a fazer com que eu ficasse cavalgando em cima do seu pau.
Eu já não estava agüentando de tanto prazer sentia que ia gozar a qualquer momento e percebi que ela também
Então ela colocou a mão no meu pau apertando ele com força, levantou o corpo para cima como se fosse possível enterrar mais ainda o seu pau no meu cu, ao mesmo tempo em que me deu um beijo chupando a minha língua com tanta força que quase arrancou ela da minha boca, ficou toda rígida e me apertou muito, até que gozamos juntos.
Eu quase desmaiei de tanto prazer. Nunca havia sentido nada parecido.
Ficamos por uns minutos abraçados, eu ainda sentado sentindo aquela pica amolecer dentro de mim até que ela me fala no ouvido.
Então gato? Gostou? Valeu a pena?
Eu dei um beijo em sua boca e disse que ela tinha me dado um dos maiores prazeres que eu já havia sentido.
Ela disse que tinha sido uma delicia tirar a virgindade do cuzinho de um gato tão gostoso quanto eu.
Nos beijamos de novo.
Nos arrumamos, eu paguei o que havíamos combinado e a levei de volta para a esquina em que a havia visto.
Esta foi a minha primeira experiência com uma boneca e foi maravilhosa.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico rela830023

Nome do conto:
Minha primeira boneca

Codigo do conto:
7234

Categoria:
Travesti

Data da Publicação:
23/02/2006

Quant.de Votos:
4

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


gosto de ser corno contosCANTOS EROTICO DE TIO PIROCUDO COM SOBRINHAS VIRGEMconto erotico ia ser corno de qualquer jeitomeninas capturada. abusadas e escravizadas quadrinho eroticogravida do negro dela conto eroticoContos eroticos selvagem esposaesposa santinha sem calcinha contosconto de casada tesudaContos e fotos de idosas boqueteirasDragao ball z hentay quadrinhos gayboceta prera e greludaicontos eroticos primeira traicao esposaHISTORIETASxxxContos eroticos fui arrombada por um poliçialenrabando a boneca contoscontos eroticos puta chingadacontos eroticos padrasto e enteadaconto minha esposa me puniu com um dildoo massagista negro hetray em quadrinhosConto erótico filhinha safadinhacontos podolatria cloroformioconhecendo senhora conto eroticoConto erotico casal de coroasconto sexo casada ricardaovídeo de sexo cazeiro com novinha tranzando co padrasto. e ele fala pra rla fica quieta para mae não ouvircasada foge de um velho pauzudoquadrinho pornô gayfantasia de meu marido cornoconto gay meninode calcinha e o vizinhoconto erotico sogro pausudo de cuecaconto erotico de marido gosta de rolaconto erotico de calcinhaconto erotico a menininha da vizinhaxvidio porno endesenho comei amadastra esetocontos herptico u grafitamulher gozando no casete do maridoconto eroctico.comsantinha quadrinhos conto pornoconto eróticos c afilhada b novinhaxvideo gay capoeira 2 o gingado do sexocontos morenao pintudo me comeu no mato seu corno chifrudocontos eroticos virei corno e me vingueiTia de calça leg conto eroticohq porno de mulher dando pro vizinhomeu irmão me fode feita puta vaca me esporro como uma cabra contosincesto visitei mamae no sitio e comiperdi as preguinhas do cu quando era pequenaConto no cu da titiagay na dupla penetracao so pica negra gg contosrelatos encoxando a mae na praiasexo casada contos meu marido foi buscar cerveja tirei a calcinha de ladoxivideos pequenininha mais aguenta pau grandecontos viciei na siriricacontos eroticos com imagens mae esfregando bunda e buceta no pinto filho no banho carentecontos eróticos mão comendo irmãzinha novinha pequenininhaContos eroticos podolatria com fotos chupando pes de patroascontoeroticotrabalhoperdi as preguinhas do cu quando era pequenaconto erotico mostrando pau pra cobradoravi meu concunhado quase matando minha cunhada com uma rola enormeconto erotico só no cucontos eróticos fantasia marido bebadoPeaocontoseroticosfodendo memor conto erotico mozmichele safada traindo o troxaminha Mae Rabuda de Calcinhavidio d sexo com tio comendo a sobrinha brincando com elavideos gays orgia urso gemedeira na bocaconto erotico nunca tinha visto um tao grandeminha vizinha safada casada helenicecontos excitantes puberdadeconto erotico filho fode maemeu pai se mastubano con minha calcinha contoContos eroticos vi o'sobrinho da minha mulher comendo seu cu eu quis tambeminversao pepino grande conto eroticoporno levei papai em casa xxvideosquadrinho pesadelo porno