BORRACHEIRO DE CAMA, MESA E BANHO...

Click to this video!


BORRACHEIRO DE CAMA, MESA E BANHO...
Ola pessoal ... diferente da maioria, gostaria de deixar claro que o conto é FICTÍCIO – gosto de escrever e costumo “viajar” quando o conto é bom de verdade ... Não estou preocupado com as “notas” ...rsrsr /// legal mesmo é levar um pouco de fantasia e tesão para os leitores .
Dêem uma olhada nisto e vejam se gostam ...
Um par de pernas .... com aquele shorts surrado.. destes que a gente faz cortando a calça jeans que já estava velha demais ....sem barra feita... com os fios já desfiados e o lugar onde fica a cabeça do pau e a curvinha da bunda ... completamente puída....
O sujeito era moreno, uns 45 a 48 anos, bem bronzeado, os pelos fartos bastante aloirados por causa do sol. Os olhos esverdeados da cor do mar e um sorriso muito branco...
Fiquei observando ele, com olhos gulosos, enquanto trocava o pneu do meu carro.
O peitoral, sem camisa, mostrava aquela exuberância de pêlos e músculos (destes que se faz trabalhando pesado e não na academia)... para fazer charme, um suspensório – absolutamente sem utilidade – pois não tinha barriga e o shorts não era largo. Ficava ali, roçando nos mamilos, para tentar quem estivesse observando ...rsrsrs.
O final da tarde em São Sebastião estava muito quente, o céu completamente vermelho, como se estivesse pegando fogo lá na linha do horizonte.
Eu, quase morrendo de calor,de terno e gravata com uma temperatura daquelas e ainda por cima um “monte de mau caminho” como aquele ali na minha frente ... sim... aquilo não era um “pedaço” ...era um “montão” – O conjunto inteiro era fantástico – pernas, bunda, peito, o “volume” no meio das pernas... até o pé do sujeito era lindo (nunca havia reparado que pés podem ser bonitos) ... Os cabelos desalinhados por causa do vento, eram castanhos claros, queimados do sol, longos até o ombro... muito charmoso ... aquela aparência de coroa super sarado... meio rude, meio rebelde ... humm ... uma mistura muito excitante ....
Eu sou tarado por estas “fantasias” ...caminhoneiros, borracheiros, pedreiro .... gosto deste “tipo” – trabalhador braçal / rude / e, quando é bonito ... melhor ainda ...rsrsrs
O camarada puxou assunto enquanto fazia o reparo no pneu:
- Muito calor doutor ?
- Sim, demais – Não esperava que aqui estivesse tão quente – Passei uma semana inteira de muito calor ...
- Volta pra Capital hoje ?
- Já resolvi tudo o que precisava. Pretendo passar o final de semana em São Paulo...
- Que pena... (fez cara de decepcionado... mas emendou dizendo para consertar ...) .. o final de semana promete muito Sol ...
- Respondi – Eu não sou muito de Sol / Já estou derretendo ...
- Também... com tudo isto de roupa ; melhor assim como eu ...só de shorts ... nem cueca eu uso ... Se quiser, pode pegar uma água lá nos fundos enquanto faço o conserto / Tem geladeira, um sofá e um ventilador para refrescar ....Daqui um pouquinho eu fecho a borracharia.. se esperar a gente toma uma cervejinha junto...
Resolvi aceitar a água, e ele me indicou o lugar nos fundos da borracharia...
Entrar ali, parecia que era passar por um “portal” que te levava a outro mundo ...
O lugar era impecavelmente organizado, muito acolhedor / tinha realmente a geladeira, pia balcão com copos, talheres, louças. Havia também um banheiro – todo branco – muito limpo – box de vidro temperado fume / O lugar “destoava do ambiente da borracharia em tudo – e dava a impressão que existia para alguém morar ou somente para “encontros” ....minha cabeça começou a pensar besteiras ...e o cacete a “pulsar por conta própria” ....(e pensava comigo mesmo .....será que “vira” alguma coisa??? Acho que não / tem cara de “hetero” demais ...rsrss /// pior que isso... se rolar .... viu só o tamanho daquela “pistola” ? to fudido rsrsrs....)
Peguei um copo d´`água e sentei-me no sofá ...para “esfriar” um pouco ... Aquilo tudo parecia um oásis.
Ao lado do sofá, tinha uma mesinha para apoiar o copo e na parte inferior um bocado de revistas. Puxei uma, apenas por xeretice ...uma G. Magazine...
Devolvi a revista na hora, pois ouvi passos e não quis parecer inconveniente .
Meu borracheiro foi entrando, com os suspensórios arriados e um sorriso lindo .... já desabotoando o shorts ....(gelei) ...
Entrou como uma ventania na saleta, andando muito rápido e falando ao mesmo tempo ....
- Só um instante, eu vou tomar uma ducha e já tomamos aquela cervejinha juntos ...
- (e eu respondendo de longe – para a porta aberta do banheiro ) Não, não, por favor não se incomode ... Eu não quero dar trabalho / Quanto te devo pelos serviços / Já deu minha hora de ir embora ....Estou realmente precisando ir embora/ lanchar alguma coisa e pegar a estrada...
O Luiz (esse era o seu nome) voltou – nu em pelo – como se nada houvesse, foi abrindo a geladeira e tirando frios, patês, suco de frutas ... Apontou um armário onde tinha pães ...
- Vai se virando, já já eu te acompanho ... Estou realmente precisando de um banho ...
Eu fiquei estático no sofá ... Nem podia me imaginar fazendo sandwiches na casa de um desconhecido. Além disso, não conseguia tirar a imagem daquele cara nu na minha frente.... O corpo que parecia escultural com o shorts... ficava muito melhor sem roupa...com uma marquinha de sunga minúscula ...., e aquela curvinha da bunda... e as pernas...e aquele mastro balançando... com os pelos aparadinhos ... Puta merda ... que delícia ... Não conseguia pensar em outra coisa... O cacete chegava a doer de tão duro ...
Uma curiosidade doida de entrar naquele banheiro para vislumbrar aquela maravilha .... molhadinho ... cheio de espuma de sabão ...
Uns vinte minutos e chega o doido... com o corpo ainda pingando, enrolado numa toalha minúscula, numa nuvem de perfume (excelente diga-se de passagem) ....
Chegou bem na minha frente e tira a toalha... ao mesmo tempo que se inclinava para pegar exatamente abaixo do meu assento, numa gavetinha, um outro shorts....também surrado, só que desta vez um pouco mais largo que o anterior ....
Secou-se muito mal e colocou o shorts, sem cueca, ali na minha frente mesmo ....
“Zangou-se” porque eu não tinha me servido:
- Eu mesmo vou preparar o sandwiche para você ... “a moda Luiz” ... você vai adorar
Ele não deixava eu completar uma frase sequer ... Cobria sempre minhas palavras, dizendo ser um absurdo, um homem tão distinto, tão elegante, ir até a casa dele e não comer nada ....
O papo era agradável e o lanche delicioso / Fiquei sabendo que ele era divorciado e que vivia sozinho ali / Tinha se decepcionado com os relacionamentos e com a cidade grande e que preferia viver ali ...
Tomamos várias cervejas ( mais ele do que eu ...) De tempos em tempos, uma ajeitada naquela “mala” que teimava em sair pela beirada do shorts largo...
Até que chega o inevitável assunto: SEXO...
Perguntei na “lata” se ele utilizava aquele “espaço” para encontros com a mulherada ...
Ele ficou meio envergonhado, mas respondeu que - não ; que desde sua separação não se sentia muito capaz de novas conquistas....
Não sei bem quando aconteceu ... sei que, quando percebi, ele estava sentado bem ao meu lado, com a perna já encostando em mim ...
Eu já havia tirado o paletó ...
...e ele foi chegando muito perto de mim / Com a desculpa de que ele estava meio “alto”, fui deixando até certo ponto, porém, chegou um momento que ele praticamente debruçou sobre mim e por mais que eu “protestasse”, ele foi chegando junto e foi afrouxando a gravata e abrindo minha camisa...alegando que eu ainda não estava totalmente “à vontade”.
Ato contínuo, ele desamarrou meus sapatos e me descalçou ...
Feliz com sua “arte”... ele foi se aninhando no meu colo, beijando meu pescoço...
Daí para a frente, qualquer palavra seria em demasia ...
Eu estava com um “tigre” enlaçado em mim ... disposto a me dar muito carinho e com certeza, eu queria estes carinhos e queria retribuir à altura .
Ele me levou para o banheiro, me puxando pela gravata frouxa... tirou completamente minha roupa com muitos beijos e muito carinho. Literalmente me deu banho... ele mesmo me ensaboou e me esfregou com a bucha...
O delicioso da historia, é que o cara não deixava de ser macho em nenhum instante. Mãos firmes, pesadas, até rudes ....Me enxaguou e secou e me conduziu para o sofá, que foi transformado em cama ....
Estendeu um lençol para nosso maior conforto e deitou-se ao meu lado ....
O cara era um misto de desejo, ternura, rudeza, uma insegurança mal disfarçada... eu diria que ele estava doido de tesão mas morrendo de medo de fazer aquilo . Ao mesmo tempo, via-se que ele não era totalmente inexperiente com homens (tinha inclusive as revistas que comprovavam isso) . Ele sabia beijar, sabia seduzir, sabia conduzir a situação e conservar-se sempre na posição dominante...
Tirei o pouco de roupa que ele tinha e pude maravilhar-me com “tudo aquilo” ... era realmente estonteante.
Também ele me olhava, como se nunca tivesse visto algo tão “fantástico” ....
Partimos para os beijos e carinhos / Aos poucos nos ajeitamos no 69 e o Luiz mostrou-se cada vez mais um “conhecedor da matéria”. Beijava meu saco, sugava meu cacete com força, alisava minha bunda e pernas. As mãos do cara não paravam um instante.
Ele foi se movendo, até que sentou-se na minha cara, oferecendo-me aquela bunda maravilhosa... com um cuzinho todo depiladinho .... Quem via aquele “baita borracheiro” jamais poderia imaginar aquilo... Em contraste ao cuzinho depilado e ao jeito carinhoso de beijar e fazer carícias, tinha o jeitão bronco de falar e a quantidade de palavrões em cada frase ....
- Puta que pariu...vai cara ... mete esta língua no meu cu – Enfia o dedo, porra!
- Isso, maravilha – quero ver você enterrar a língua /
- Deixa eu chupar seu caralho
- Soca na minha boca....
- Caralho..!! você está me deixando louco.... Me faz seu puto !!!
Ele era o típico “passivo ativo” ...se é que me faço entender .... Agia como homem, falava como homem, cheirava a homem, urrava como homem ....e “dava feito uma linda” – E sempre ATIVO – comandando a “farra” ....rsrsr
Ele encapou meu caralho e lambuzou-me e a ele mesmo com muito lubrificante...
Quando se sentou no meu colo, eu fui as estrelas... Sempre no comando, ele mesmo foi regulando o tempo e as posições... Puxava meus cabelos e me beijava com sofreguidão, abraçava como se fosse me perder... com uma urgência e intensidade impressionantes.
Trocamos de posição algumas vezes... mas nada daquelas “cenas de atletismo”/ foi um ato legal...
Eu gozei como um alucinado... o cara mexia muito...um sincronismo fabuloso ....
Quando me recuperei, dei aquele “trato” nele ....Estranhamente, ele muito encabulado, tinha vergonha por eu estar “olhando e tocando nele” ... Já se viu isto ?? Um homem lindo daqueles com vergonha de um corpo invejável daqueles ...
Chupei muito, alisei muito, beijei muito... e ele lá ... de pau duro... me olhando “embevecido” ....
Demorou bastante ... enfim, ele gozou... e que gozo!!! Digno de uma cena de filme pornô ...rsrss
Depois de recuperadas as forças, contei pra ele que tinha um desejo muito especial por transar com um cara como ele ... simples, trabalhador, sem frescuras ....
E ouvi como resposta .... a minha tara era justamente oposta... transar com um doutor / terno, gravata...Tinha tanta vontade disto, que quase travei quando te vi ... Foi preciso algumas cervejas para me soltar um pouco... Tinha “vergonha” de “fazer feio” diante de um “sonho” na minha frente ....
Realizadas as fantasias dos dois, achei melhor ficar o final de semana em São Sebastião, afinal de contas, ainda tínhamos que fazer algumas “verificações” um no outro...
Aquela boca e aquela bunda, eram boas demais para uma única vez ....O homem era para cama, mesa e banho - literalmente – não podia desperdiçar a chance, né ? rsrsrs

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario

Comentou em 18/07/2015

Adorei o seu conto! Sonho em ter a minha primeira vez com um macho assim!

foto perfil usuario edmarborsato

edmarborsato Comentou em 14/07/2015

Delicia de conto.....adorei........bem parecido com os meus ....

foto perfil usuario junalini

junalini Comentou em 14/07/2015

nossa... foi bem intenso




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


66097 - Virei "coroa de programa" sem querer ... - Categoria: Gays - Votos: 17
67569 - TARDE DA FODELANÇA - Categoria: Gays - Votos: 7
67571 - UMA EXPERIÊNCIA INESPERADA - Categoria: Gays - Votos: 10
68674 - Padre Marcos .... Maravilhoso !!! - Categoria: Gays - Votos: 5
68675 - DP NO ONIBUS - Parte 1 - Categoria: Gays - Votos: 3
68676 - DP NO ONIBUS - Parte 2 - Categoria: Gays - Votos: 2
69799 - AQUELE INVESTIGADOR FICOU PRA HISTÓRIA - Categoria: Gays - Votos: 3
69800 - QUE PEDRÃO ERA AQUELE - Categoria: Gays - Votos: 2

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico cacador1964

Nome do conto:
BORRACHEIRO DE CAMA, MESA E BANHO...

Codigo do conto:
67688

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
13/07/2015

Quant.de Votos:
10

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


Contos erotico ninfetasinha com bucetao cabeluda dando pro padrasto bem dotadomexendo na minha xereca contosConto erotico de ménina 12 mostrando a bucetinhaContos meu cu mordei o pal enormegordinha bucetuda metendo obijeto grande na buceta conto eroticoContossexincestoquadrinhos eroticos esposaviduo de erotico de peladopau duro ou vidio cutoporno em quadrinhos familia pervetidacontos eroticos mostrei a buceta pro filhoultimos contos sadocontos ensinando minha sobrinha dirigir acabei comendo a gostosaZoofilianovinho contosCorno manso conto eroticoporno em quadrinhos obsessão 2 mae e filhoo cu do meu sobrinho contos pornoanjosexy@hotmail.commolhei a calcinhanao aguentei e dei pro cunhado contosconto pica ni cu da minha filha cabacoconto erotico Edilenequadrinhos porno engravidando mãeconto dupla penetraçãoporno gay em quadrinnhos Contos gay pau pequenominha puta conto eróticolevei minha mulher na casa de swing contosquadrinho erotico jiu jitsu. gaybuceta em fido a rola bucetinhapai aran cando caboso da filha incestoconto erotico esposa beba 2017 foto madoraultimos contos sadomeus contos eu estupei minha cadelaprovocando o sindicoporno como novinhas Lesbicasa empregada naturista conto eroticofotonovela porno eroticaconto erotico sexo com o noivo no casamentokomik ngentot terbaruquero ver sua rolafotonovela erotica cdzinhameu pai nua cucunhada tava lavando lousa e cunhado começar a alisa ela sozinha em casa e diz o marido sexo realcontosquadrinhopornomulher ficando pelada na fremte do homemminha prima me deu a ppk conto eroticoConto erotico pirralho metidobig titi mama tubecontos veridico meu marido e eu pensava que era mulher mais tivemos a supresa era um travesti bem dotadoContos eroticos com coroasdp porno machuca contos casadasler contos eroticos de xoxotinha inchadacontos eroticos gay eu vestida de putinha pro meu negro do caralhãomulher gozando na picacontos eroticos mae e filho no hotel fazendaConto Erotico Gay conhecendo o prazer com o vizinhoConto erótico curitibanacontos eroticos me exibindo para instalador calcinhacontos eróticos Meu Vaqueiro me comeu no curral meu marido virou chifrudocontos eroticos comi a menininha do meu predioquadrinhos eroticos com atores e atrizes reaisconto erotico com o amanteirmã boa contoconto erotico minha buceta e pequena e aperta mais aguento 30 cetimetroxvido novinha chotinho ele comielacontos eroticos metendo na coroa gorda deficiente fisicalambi o pezao 44 conto gayminha priminha titio contos eróticoscontos eroticos oegando meu pintinho insesto gayporn filha hqxvideos.com mobili a minha cunhada que mora na minha casaContos gay pau pequenoConto erotico homem com ninfetinhaconto de primo fudendo primacontos eroticos sonia traiuirmãos franceses gay incestoConto meu primeiro fodacontos eroticosmulher com encanadorvovos gays viciado contos eroticos