CASTIGO E CRIME (Cap. II)

Click to this video!


Jessica atendeu ao telefonema com uma voz mansa, algo que revelava pouco de sua personalidade mordaz. Jonas, o interlocutor, cuja voz embargada revelava um misto de insegurança e carência, foi logo proferindo o motivo de sua ligação, que por sua vez fora friamente ouvida por Jéssica.
- Desculpa, espero não está incomodando... Eu estava pensando, se não te incomodar, de aceitar aquele seu convite pra ir ao clube hoje à noite, não conheço muito bem, então nem sei o que esperar...

O clube em questão, a que Jonas se referia, é um clube de sadomasoquismo e fetichismo, localizado no centro da cidade. Jéssica era uma das “Mistress” da casa, no qual participava muito mais por hobby que por dinheiro. Ela ouviu o inseguro rapaz e, apesar de intercalá-lo com frases como “fala logo” “o que você quer” e “tô ocupada”, se dispusera a ouvi-lo prontamente com particular atenção. Jéssica fazia questão de manter essa sua atividade em sigilo; do seu círculo o único que sabia de tal fato era Jonas, pois tomara conhecimento disso por um mero acaso da sorte. Jéssica, sabendo da paixonite que o rapaz nutria por ela, sentiu que poderia confiar a ele este pormenor de sua vida, não correndo assim o perigo de ter que ver uma explanação ser feita. Algumas horas depois, isso já por volta das 23 horas, Jéssica chegou ao clube acompanhada de seu fiel escudeiro Jonas.

Naquela noite, como fora previamente combinado, Jéssica teria de despedir sua atenção a uma única pessoa, que por sua vez pagara para ter acesso à Mistress com total exclusividade. Antes de ser apresentado à Jéssica, o cliente passou alguns longos minutos admirando-a de longe como um cão faminto que dedica parte do seu tempo apreciando o belo frango de padaria. Tão logo foi possível, a proprietária do clube, uma matrona bastante enxuta, apesar da idade avançada para ofício, apresentou o cliente à Jéssica.
- Prazer, trate-me por Ismael. – Assim ele se apresentava e continuou. – Há algum tempo eu venho te admirando, mas só agora tive coragem para me dispor a ser seu escravo, a senhora é muito bonito.

Ao projetar seu corpo para frente, na vã tentativa de abraçar sua futura Misstres, Ismael, o fascinado cliente cujos olhos brilhavam, viu Jéssica olhá-lo com ar de desdém e recusar-se, soberbamente, a cumprimentá-lo, pois nutria uma forte convicção de que o homem na sua frente não estava a sua altura, tampouco tinha as mãos suficientemente higienizadas a ponto de, após o amplexo, manter a pele branca da altiva mulher livre de alguma bactéria.
- Vamos logo, quando eu sair daqui ainda tenho um compromisso. – Finalizou Jéssica, caminhando em seguida para o quarto particular, que fora, previamente reservado no intuito de manter um pouco mais de discrição.

Era um quanto sombriamente decorado. A luz opaca de tom avermelhado parecia ser capaz de projetar na mente a cena de um assassinato; o chão de madeira espalha naquela masmorra o ressoar ecoante dos saltos da Mistress; as paredes cinza ostentando em sua extremidade superior alguns instrumentos como chicote, correntes, palmatória e toda a parafernália pertinente. Era sem dúvida um lugar um tanto assustador para aqueles não familiarizados com tais excentricidades.
- Tira a roupa e senta agora nessa cadeira! – Ordenou ela, em tom veemente, sem sequer olhar para escravo que a observada.

O jovem Ismael se viu totalmente dominado por uma Mistress voraz que o açoitou por algumas horas. Mrs. Jéssica, após amarrar Ismael na cadeira, castigava o escravo dando-lhe tapas no rosto, em que o estalar de seus dedos finos na face do rapaz ressoava pelo quarto fechado e percorria cada célula do corpo da Mistress envolto às roupas de látex que demarcavam muito bem a curvatura do seu corpo e do escravo nu. Em um dato momento, a soberana levantou uma de suas pernas e pisoteou os testículos de Ismael; o pênis do rapaz logo endureceu com a excitação do toque do solado da bota de Jéssica em sua pele descoberta; notando o êxtase do vassalo, Jéssica sentia ainda mais poder e controle perante tal situação, algo que também a excitava e a deixava completamente fora de si; sempre que notava que despertava o desejo de algum homem a sensação de poder a fazia enlouquecer. Resolveu vendá-lo. Tudo se escureceu diante de Ismael que não podia se mover, uma vez que estava amarrado à cadeira, agora não podia enxergar nada, entregando assim sua integridade física a uma imponente mulher que, apesar da natural fragilidade imposta pelo seu sexo, detinha absoluto poder sobre o slave e podia fazer o que bem quisesse.
- Me faz gozar, por favor! Vai Mistress... – Sussurrava baixinho o submisso homem. Incendiado pelo desejo de ter, sem poder, aquela bela mulher cujos olhos verdes pareciam penetrá-lo, o reduzindo a existência de um verme.

Ela sorria sarcasticamente, expondo assim seus dentes brancos que reluziam ainda mais em contraste com o vermelho do batom que cobria seus lábios, numa mistura de sedução e luxúria. Num gesto rápido e impulsivo, Mrs. Jéssica, pulou sobre o colo de Ismael, que por sua vez sentiu a dor de ter um corpo feminino chocando-se contra seu pênis ereto de forma tão repentina; ele logo ergueu a cabeça como se pedisse aos céus que seu desejo fosse atendido, expondo assim o pescoço; a tirânica Jéssica aproximou sua boca, algo que fez com que Ismael sentisse o calor da expiração da mulher e até mesmo o odor de seu hálito fresco, o mordeu levemente fazendo com que o corpo do jovem contraísse, manchando sua pele com o vermelho da pintura labial. Jéssica ficou nessa posição, sobre o colo de Ismael, enquanto arranhava o peito do escravo. O misto de dor e prazer somado à dominação, que era exercida sobre ele por uma mulher tão linda, consumia sua alma. Não era mais possível segurar o gozo, o peso do corpo dela sobre o dele, em especial em cima do seu pênis, o levou a gozar involuntariamente. Foi então que o corpo de Ismael relaxou e a Mistress tirou a venda dos seus olhos.
- Olha que o que você vez! – Disse, olhando-lhe firmemente nos olhos, e continuou ela – Sujou todo o chão com seu esperma nojento. Você vai limpar e será agora!

Mistress Jéssica soltou Ismael. A liberdade durou poucos segundos, pois logo de posse de uma algema o prendeu novamente. Ela o obrigou a agachar-se, este, algemado, a obedeceu sem questionar.
- Limpa toda essa sujeira com a língua e deixe o chão bem limpinho!
O slave, que após olhar por alguns instantes para a Mistress com olhar de clemência, foi lambendo seu próprio esperma de forma tímida e temerosa. Inesperadamente Mistress Jéssica pisoteou a cabeça de Ismael, a pressionado contra o chão duro, que impotente diante da soberana, contorcia seu rosto enquanto Jéssica dava início a uma nova onda de castigos, o açoitando com um chicote.
- Você é meu escrevo tá ouvindo bem?! Só meu! Farei o que quiser com você porque agora sou sua dona.

As palavras de Jéssica e sua forma de domínio excitavam muito Ismael. A sensação adversa que era ser dominado por alguém fisicamente mais fraco, em uma situação muito atípica, tornara-se uma experiência inesquecível para o rapaz; para Jéssica, acostumada a ter tudo que queria e todos aos seus pés, parecia estar no seu habitat natural, e sua desenvoltura perante aquela situação era absolutamente natural. Porém, sua cabeça ocupada em bolar situações para dominar as pessoas não pode prever o destino que estaria por vir. O ritual durou por mais algum tempo, até que enfim, ambos se despediram, um do outro, sem Jéssica dar a mínima para Ismael, visto que este era só mais um que se submetera aos seus domínios.

E continua...


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario jpaullos

jpaullos Comentou em 10/05/2015

Muito bom :) Votado

foto perfil usuario

Comentou em 10/05/2015

Adorei os 2 contos,da tesao em ser dominado e vira escravo.

foto perfil usuario laureen

laureen Comentou em 09/05/2015

adorei este conto, bem escrito, sensualíssimo bjos Laureen

foto perfil usuario jpaullos

jpaullos Comentou em 09/05/2015

Muito bom:) Votado:)




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


63166 - DESCOBRINDO O PRAZER - Categoria: Lésbicas - Votos: 20
63243 - UM DIA DE PODÓLATRA - Categoria: Fantasias - Votos: 13
63351 - PROMISCUIDADE - Categoria: Gays - Votos: 33
64415 - AMIZADE COLORIDA - PARTE 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 16
64507 - CASTIGO E CRIME (Cap. I) - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 54
71163 - DESEJO ANIMAL - Categoria: Fantasias - Votos: 5
73412 - NA CASA DA PRIMA - Categoria: Incesto - Votos: 12
73527 - ENCONTRO DO MESMO - Categoria: Poesias/Poemas - Votos: 3
73866 - SOB O LENÇOL - Categoria: Gays - Votos: 8
77941 - Doce lar - I - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
77973 - Doce lar - II - Categoria: Traição/Corno - Votos: 1
78022 - Doce lar - III - Categoria: Traição/Corno - Votos: 1
78075 - Doce lar - IV - Categoria: Traição/Corno - Votos: 0
110094 - O padrasto - Categoria: Gays - Votos: 14

Ficha do conto

Foto Perfil crazyhistory
crazyhistory

Nome do conto:
CASTIGO E CRIME (Cap. II)

Codigo do conto:
64723

Categoria:
Sadomasoquismo

Data da Publicação:
08/05/2015

Quant.de Votos:
52

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto erotico abusando no onibuscontos eróticos eu cheirando a calcinha da vizinha casadacontos eroticos e vidios padrinho coroa enrraba afilhadoCANTOS FOTOS DE SEXO DE MECANICO PIROCUDO COM MAE E FILHAS NOVINHAS VIRGEMporno gay bundudo doi dormi no colega popular pegador de menina e teve que da pra lelecontos eroticos gay meu primo duvidou e comi eleincestodemadrugadaminha esposa nao restiu uma rola enorme eu tambem nao resistiquadrinhos eroticos a cu invocante 1conto erotico aposta com,o irmaopapai fode a filiha ate goza na bucetinha delameu filho gozou contofavelada neguinha dando pra pauzudo conto eroticoconto erotico entrei no banheiro femininoConto erótico na cachoeira com a priminha ingênuaCantos eroticos alimentado o corno de porradei a xana contos eroticoscontos gay o irmao mais novo do vizinhox men quadrinho gay pornContos eroticos com fotos de podolatria com a atendentecontos eroticos gay de dando uma mamada no moleque moreninho clarocontos eroticos a primeira vez com ginecologista lesbicaNovinha meteno com pais ou padrastocontos eroticos reaiscontos eroticos gay pastor1820 anos toda pelada tomando banho na banheira bem gostosa mostrando o bucetãoultimos contos sadoconto erotico reuniaoconto herotico brechei minha mulher em casa transando com quatro homemsexo posiçaoae e papaicontos comeu minha cunhada e minha esposacarne mijadas casadas conto eroticos com fotosconto erotico a forçahentai chantageadaxivideos pequenininha mais aguenta pau grandeconto erotico cunhada e sobrinhaxvıdıos escorendocontos eroticos um casal passando férias na casa de um casal de amigosdp porno quadrinhocontos conquistei papai pauzudoesposa sendo enrabada por 5www.contos de lactofilia com caes.netporn amigos do filhonegao soca duma vez no cu fe mulher fais ela grita muito video pornoquadrinho porno simpsonsperdi as preguinhas do cu quando era pequenacontoeroticodfPenis porno no banheiropalminhas conto eróticoscontos eroticos shemele comeu policial feminina relatos eroticos sogro enxutoentiadacontoeroticocontos eróticos- novinhas safadsconto erotico estava chovendo forte maninha casada com medo pediu pra eu dormir com elacasadas fogadas na suruba conto erotico com fotosminha irma mais nova contoshentai netacontos eroticos sou casada minha amiga scat deliciosoContos erotico com mim enteada novinhaminha enteada novinha de fio dental na praia com sua mae e eu contoscontoerotico com velho safadofodem minha buceta contos eroticoseu imitando.commeu pai em quadrinho eroticoconto erotico surra de picacontos sexuais minha esposa na baladaFilha disse pra mae que ela queria perder seu cabaço com seu pai conto eroticoconto mae lebisca chupado a buseta da filhaincesto pai fode filha de oito anos depois do balletconto gay hóspede gayporno gay de dragon ballcontos eroticos perdi meu cabaso e adocontos eroticos de esposas que pegaram seus maridos usando a langeri delasComi minha mae que tava dormindo contotia pelada gostosacontos eróticos com fotos de marido sendo traído pela esposa 2017