Sobrinha veio dormir em casa

Click to this video!


Tenho um punhado de sobrinhas por parte da minha esposa, porque do lado da minha família é só macho, tenho uma propriedade no interior próxima á família dela e é só chegarmos que a sobrinhada aparece para visitas e passar alguns momentos juntos aos tios.
Tem uma delas Thaís, novinha que sempre chega e pede para dormir por lá é uma boa companhia, pois é divertida e nos alegra com sua presença.
Ela é uma delicinha, corpo em formação, já bem cheinha, peitinhos em crescimento, coxas grossas e uma bundinha redondinha e ela é simplesmente linda com uma boquinha que seduz.
Esse último feriado estivemos lá e como sempre ela pediu a sua mãe para dormir lá, instalamos um colchão na sala para acomoda-la, à noite quando se preparou para dormir eu estava assistindo TV e ela veio se deitar com um vestidinho de algodão bem soltinho, deitou-se em seu colchão, puxou a coberta e ficamos conversando trivialidades e assistindo. Em certo momento ela levantou-se me deu boa noite com um beijo no rosto e falou que iria dormir. Perguntei se a TV iria atrapalhar o sono e ela falou “acha” tô morrendo de sono.
Minha esposa já havia ido dormir depois de um dia cansativo da viagem, fiquei ali assistindo e acabei dando um breve cochilo, quando despertei percebi que a Thaís havia se mexido e acabou se descobrindo e o vestidinho havia subido deixando sua bundinha com a calcinha à mostra, aquilo mexeu comigo e fiquei me deliciando com aquele visual. Ela ressonava deixando claro que estava em sono profundo, eu deitado no sofá estava bem próximo dela ao alcance da mão, não resisti à tentação e levei a mão levemente para toca-la, mas tremendo com a situação, toquei e senti a textura da pele da bundinha, muito suavemente, nossa que delicia de pele ela estava com uma perna esticada e a outra dobrada deixando ver o volume de sua bucetinha, passei a mão bem levemente sentindo o calor e o volume daquela xotinha cheinha. Levei a mão por baixo do tecido da calcinha e alisei, quase enlouqueci o tremor ainda maior dei uma pequena bolinada, tirei o dedo e levei a boca para sentir o cheirinho, molhei bem o dedo com saliva e voltei a tocar na intenção de introduzi um pouquinho só para sentir o cabaçinho, fui mexendo sentindo a maciez daquela bocetinha e qual não foi minha surpresa quando o dedo entrou mais do que deveria “aquela menina não era mais virgem”. Pronto o pouco de cuidado que restava acabou, desci do sofá e deitei por trás dela e comecei a tocar uma siririca enfiando o dedo todo dentro, nessa hora já senti sua bucetinha encharcando e sua respiração mudou, passou a dar uns gemidinhos ainda dormindo a essa altura eu além de colocar o dedo roçava meu pau na xotinha. Quando de repente ela acordou sonolenta e disse:
Ela:- Tio o que você tá fazendo?
Eu:- Calma meu amor eu tô te fazendo um carinho.
Ela:- Ai tio não pode.
Mas nem se afastou deu uma balançadinha de leve que o dedo até encaixou melhor.
Ela:- Cadê minha tia.
Eu:- Está dormindo.
E começou a gemer bem baixinho.
Ela:- Ai tio...ai tio...huuumm...ai
Soltei meu pau encostando-se a sua xoxotinha e fui abaixando sua calcinha por trás. Tirei o dedo e coloquei a cabeça do pau, sem deixar de roçar ela já rebolava e a cabeça foi se encaixando de leve na entradinha. Dei umas esfregadas e falei.
Eu:- Escuta vou ver se sua tia continua dormindo, tira a calcinha e me espera que vamos brincar mais um pouquinho.
Ela:- Tio, tio a gente não pode.
Dei um beijinho em seu pescoço e falei hoje você e minha.
Levantei dei uma olhada rápida na mulher que continuava dormindo, voltei, desliguei a TV e a escuridão tomou conta. Deitei-me novamente e ela já estava deitada de barriga para cima, fui beijando seu pescoço e levei a mão em sua bocetinha e constatei que a safadinha havia tirado a calcinha, pensei, já era vou meter gostoso nessa bucetinha.
Baixei meu short deixando o pau para fora que parecia que iria quebrar de tão duro, fui me deitando e encaixando entre suas pernas que foram se abrindo automaticamente.
Ela:- Tio, agente não devia fazer isso.
Eu:- A gente tem que fazer aquilo que tem vontade.
Encostei o pau na entradinha e constatei que ela estava encharcada até as coxas estavam molhadas, fui empurrando devagarinho e senti ir abrindo a bocetinha, quando encaixou metade da cabeça ela gemeu, soltou um ai.
Ela:- Ai tio.
Eu:- Relaxa meu amor que o titio vai meter bem gostosinho em você.
Fui empurrando mais e a cabeça entrou. Ela deu um gemido dolorido.
Ela:- Ai tá doendo. . .falaram que só doía a primeira vez.
Colei minha boca na dela e comecei a beija-la notei que nem beijava direito, tirei um pouco a cabeça e enterrei mais um pouco e fiz isso umas 03 vezes sentindo que entrava mais, a buceta era muito apertada parecia que estrangulava meu pau e ela gemia com ais dentro da minha boca. Já estava com metade dentro tirei um pouco e ao mesmo tempo desgrudei a boca dela coloquei a mão em sua boca e disse quietinha meu amor senão sua tia acorda e enterrei tudo ela deu um gritinho abafado pela minha mão e choramingou um pouco.
Tirei minha mão de sua boca e colei minha boca novamente e comecei o vai e vem bem lento, ela gemia o tempo todo. Já era estava todo dentro dela e metia gostosinho a buceta mais apertada que já comi na vida, puxei as suas pernas e cruzei atrás de mim e socava já com mais força ela me abraçava com mão e pernas e gemia muito forte e começou a delirar.
Ela:- Ai tio...ai tio...tá doendo mais tá gostoso demais, você abriu minha priquitinha toda acho que você é muito grande.
Eu:- Agora sou do tamanho dela meu amor sua priquiinha tá do tamanho do meu pau.
E ela começou a gemer mais alto, acelerando a respiração percebi que já ia gozar, acelerei os movimentos e senti o gozo gostoso da menina que em sequencia relaxou toda.
Agora quem sentia o gozo chegando era eu comecei a enterrar até o fundo que sentia o pau bater no fundo de sua bocetinha e gozei gostoso na parede de sua buceta.
Sai de cima dela e ela continuou com as pernas abertas recuperando a respiração.
Eu:- Doeu muito meu amor?
Ela:- só um pouquinho, mas foi bem gostoso.
Eu:- Beijando ela, quem falou que só doía a primeira vez.
Ela:- O Reinaldo (seu irmão)
Logo deduzi foi o irmão que quebrou seu cabaçinho, ele tem 19 anos.
Ela:- Tio você me beija tão gostoso, beija mais.
Eu:- O Reinaldo não te beija assim?
Ela:- Com o olhar assustado, responde não ele nunca me beijou.(acho que caiu a ficha que eu saquei que seu irmão a comeu)
Continuei beijando e pensando que amanhã vou ter que ir encontrar a pílula do dia seguinte, porque vou gozar de novo dentro dessa bucetinha.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario camps

camps Comentou em 09/08/2015

Delícia gozar na novinha...

foto perfil usuario

Comentou em 17/04/2015

hummm...que relato deliciosos

foto perfil usuario voyspmen

voyspmen Comentou em 15/04/2015

cara q sorte vc tem, parabéns pelo relato, qtos tem sua sobrinha, se quiser fazer uma divisão estarei pronto pra ajudar, abraços

foto perfil usuario anacecilia

anacecilia Comentou em 15/04/2015

Adorei o relato com a sua sobrinha, muito excitante! Super bem escrito o conto. Votado.

foto perfil usuario Soninha88

Soninha88 Comentou em 14/04/2015

delícia de conto...que sobrinha levada...adorei e votei...




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil jacarambeva
jacarambeva

Nome do conto:
Sobrinha veio dormir em casa

Codigo do conto:
63572

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
13/04/2015

Quant.de Votos:
17

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contos dou cu desde novinhosexo e prazer contoscontos eroticos gay meu pai de vinte e dois anos bebado comeu meu cu quando eu tinha oito anosContos e fotos de sobrinhos pauzudoscontos eroticos com mts mamadas nos peitos/sexo com o amigocontos eroticos pai viu a filha tomando banhoquadrinhos eroticos gay dos gêmeoscontos erotico minha meu bebezinhocontos eróticos chantagem insetocontos eroticos fingi q estava bebado soh pra dar o cuContos minha mae me pegou chupando a minha filiha e pediu p ela chupar tambemquero ver meu marido comer o cu da minha irma. conto eroticoconto erotico gay pegando pau do time de futebolpai fragor filha chupardo bem gostoso seu namoradoincesto quadrinhos irmaos virgensContos com fotos de negões gozando dentro das bucetas das vovozinhasquadrinho eroticogay na dupla penetracao so pica negra gg contoscache:96w4Biafn4wJ:mozto.ru/fogoma pai comendo o cu do filhobundudo virgemcontos filhanao aguenta a geba d pai no cuno carnaval conto eróticodei para 3negos contosconto zoofilia o pone me quando cai estrupouQuadrinhoseroticosirmashistorinhas eroticas hentai em quadrinhos 2017 de estuprado pelo padre violentamentea bela adormecida pelada tia pelada no banhocontos porno de seducao de tiaMeu cachoro lebeu a buceta da minha ermaultimos contos sadocontos eroticos no hotel com mamaecontos veridico meu marido e eu pensava que era mulher mais tivemos a supresa era um travesti bem dotadoConto de negao comendo putas casadas e cornofoto meu marido pauzodoconto erotico provoquei o marido da minha primaComi a filha do amigo contoqadrinhos pono super girlgenroscontoeroticocontos eroticos podolatria com a madrasta dormindoGoiânia entregador telefone gay cu conto 2017minha cunhada me de moral na feata dela e ela me deu sua bucetaultimos contos sadoporno 2013 emsaboando o pau menininhaporno gay sai do armário e chupa travestio caralho era tao grande e grosso que quase desmaiei com ele dentro do cucontos gay novinho bebadoconto gay sarrando minha bundacu arregacado pelo padrasto videoconhecendo senhora conto eroticocapoeira com capoeira conto gaycontos de encoxada com dedadascomi minha cunhadinha virgencontos podolatria tapando minha bocacontos casada e a vizinha dando e tomando porraconto erotico fui encoxada no onibuscontos erotico tano pra negaocontos pornor lebian incestuoso com enteadasconhecendo senhora conto eroticominha filha e um velho conto eroticominha cunha espero meu irmão sai e mim mandou ajudar a ela a apertar o sutiã e eu a cumei sexoesposa+corno+e+putaLoirinha punheteira contos eróticoscontos heroticostravesticontos banho incestocoroa suplica rola do negaoblogs de contos eroticos de inquilinas casadas pagando aluguelgravida chora com revezamento de rolas no cu pornofamiliaincestocontosContos sou casada e chupei dois caralhos ao mesmo tempohq porno gayA esposa "pagou" o serviço de outra maneirafotos sexo caseiros cornos de araxa mg