COMI MINHA FILHA E A ESPOSA DO MEU AMIGO

Click to this video!



A história que vou contar mudou completamente minha vida, meu nome é Roberto, me chamam de Beto, tenho 45 anos, corpo bem cuidado, com 1,80 m de altura e 79 kg, com um pênis de 18 cm, normal nada de avantajado, mas a cabeça parece um cogumelo se sobre saindo pela grossura. Mas vamos ao que interessa, tentarei resumir o máximo que puder, sou casado com Sheila, uma morena de 39 anos, seios grandes, coxas grossas, uma bunda maravilhosa na medida certa, redonda e arrebitada, mas esse corpo foi conseguido através de muita academia, temos uma situação financeira boa e vivemos em plena harmonia com nossa filha Ellen, 17 anos, mais ou menos 1,60 m, uma bunda linda e seios proporcionais ao seu tamanho, cabelos longos e negros, iguais ao da mãe. Fim de semana estávamos em um pequeno sítio de nossa propriedade e resolvemos fazer um churrasco, um dia bonito ensolarado, Ellen deitada sobre uma toalha à beira da piscina, olhava o biquíni que nada escondia, deixando as nádegas amostra, por um momento meus pensamentos voaram e desejei aquele corpo, pensei: para com isso é sua filha, voltei à realidade, Sheila de bermuda e camiseta, eu apenas de sunga, preparávamos o churrasco e esperávamos um casal de amigos, que não tardaram em chegar, Carlos e Magda um jovem casal ele 25 ela 22 anos, filha de um colega de infância, casados a pouco, praticamente em lua de mel. Magda ruiva, com a pele pintada de sardas o que dava um charme especial juntos com seus seios os quais achava lindos, pois eram volumosos, sempre adorei seios grandes, naturais sem silicone, o dia foi passando fomos bebendo, de vez em quando dávamos um mergulho, brincávamos na piscina, ficamos assim a tarde inteira devida o calor e o horário de verão não vimos à hora passar, e a certa altura nossas mulheres estavam alcoolizadas devido à cerveja e caipirinha, minha esposa deitou-se no tapete da sala, eu fiquei na varanda, sentado à mesa, conversando com Carlos e tomando uma cerveja, minha filha, apesar de não ter bebido estava mais solta, brincalhona e várias vezes na piscina roçou em mim em Carlos, quando brincávamos com a bola, mas também posso falar que aproveitei para encostar em Magda, a qual também estava adormecida no sofá. Ellen passou por nós e disse que iria andar um pouco pelo sítio, apesar de já serem quase 19:00 hs. O dia estava claro, Carlos pediu licença e se dirigiu para a sala onde estava Magda, fui para uma rede que estava na varanda e deitei-me, acho que adormeci, quando acordei já estava escuro, dirigi-me a sala, minha esposa continuava deitava no tapete e Magda no sofá, mas Carlos e Ellen não estavam, sai andando pelo sítio até chegar próximo a um galpão, mas pequeno, usávamos para guardar, ração, ferramentas e outras coisas mais, quando fui chegando perto ouvi algo que não decifrei, fui chegando perto, a luz estava acesa, a porta encostada, havia uma prateleira a qual percebi que atrás dela havia alguém, fiquei em silencio, tentando ouvir alguma coisa, um suspiro, um gemido, dei a volta por fora, havia uma janela, fui devagar e espiei, quase cai de susto, tive um ataque do coração, minha filha ajoelhada segurando o cacete de Carlos com metade enfiado na boca chupando e punhetando enquanto Carlos gemia e segurava sua cabeça coordenando a chupada, dava para ver a saliva escorrendo pelo queixo de Ellen, Carlos pediu para Ellen chupar sem colocar a mão, de vez em vez enterrava até a garganta e segurava, fazendo minha filha sentir anciãs, aquela visão me deixou nervoso, louco, minha vontade era entrar e acabar com Carlos, mas aos poucos fui me acalmando e a excitação foi tomando conta de mim, meu pau estava duro, abaixei a sunga, e comecei a punhetar bem devagar olhando minha própria filha e ouvindo a voz de Carlos dizendo: - ISSO ELLEN!......CHUPA1...MINHA PUTINHA!.......TÃO NOVA E SAFADA!....DEPOIS VOU COMER SEU CU! Não acreditava no que ouvia, no que via e nem no que estava fazendo, batendo punheta olhando minha filha chupando um cacete, Carlo tirou o pau da boca de Ellen a fez ficar em pé e virar-se costa, ajoelhou-se atrás dela separou suas nádegas e enfiou o rosto, notei que chupava seu cuzinho, pensei está lubrificando, de onde estava eles ficavam de costas para mim, e via claramente minha filha rebolando levemente os quadris, estava gostando, sentindo prazer de ser chupada no rabo, nunca imaginei que iria presenciar uma cena igual a esta e ainda me excitar a ponto de me masturbar. Carlos forrou o chão e deitou-se, Ellen continuou em pé de costas para ele, só aí percebi o tamanho do cacete de Carlos, devia ter mais de 20 cm, mas não era tão grosso, segurando-o disse: - VEM MINHA PUTINHA!.....SENTA NO MEU CARALHO!.......ENGOLE MEU PAU! Ellen afastou as pernas e foi ficando de cócoras abrindo as nádegas com as próprias mãos até sentir a cabeça do cacete encostar na entrada do seu cuzinho:- É ASSIM QUE VOCÊ QUER SEU PUTO!...PEDE PARA EU SENTAR NO SEU CACETE!...PEDE! Desconhecia minha filha uma menina de 17anos, e uma perfeita putinha, neste ponto puxou a mãe, pois também adora dar o rabo, Ellen foi abaixando fazendo o cacete sumir dentro do rabo, pelo jeito já estava acostumada, pois sentou praticamente na barriga de Carlos com o cacete atolado no cu, estava louco de tesão. Não agüentaria mais, estava quase gozando, QUANDO SENTI UMA MÃO NO MEU OMBRO E UMA VOZ DIZENDO: - O QUE ESTÁ ACONTECENDO! O QUE O SENHOR ESTÁ OLHANDO? Como estava de costas Magda não percebeu que estava com o pau para fora devido à escuridão, que me ajudou, mesmo que momentaneamente, não consegui proferir uma palavra, Magda perguntou novamente: - O QUE ESTÁ OLHANDO?...O QUE ESTÁ ACONTECENDO? Continue calado, Magda olhou pela janela e ficou inerte parada, talvez não acreditando no que via, aproveitei e coloquei meu cacete para dentro da sunga, dizendo:- SE ACALMA! CALMA! TAMBÉM LEVEI UM CHOQUE! MAS É MELHOR NÃO FALAR NADA AGORA! DEPOIS CONVERSAMOS! Mas havia me enganado, Magda pegou-me pela mão e puxou-me para dentro, Carlos e Ellen olharam atômicos para nós, Magda disse: O PAPI ESTAVA OLHANDO PELA JANELA E BATENDO PUNHETA! E caiu na gargalhada, não sabia o que fazia, todos ficaram mudos, mas Magda tomou a iniciativa, dizendo: - VAMOS FICAR AQUI DESTE JEITO? E VOCES? Ellen tentou falar mas sua voz quase não saia: - PAPAI! DESCULPE! POSSO EXPLICAR! Enfurecido e confuso gritei: - CALE A BOCA! FIQUE QUIETA! Meu pensamento estava confuso, Magada olhou-me e disse: - CALMA! BETO! TUDO SE RESOLVE! Falando isso senti sua mão apertando meu pau por cima da sunga, acariciando e dizendo: - VAMOS! FIQUE CALMO!....SEI QUE ESTÁ COM TESÃO!...RELAXA!....VOU FAZER VOCÊ GOZAR BEM GOSTOSO! VOCÊ QUER?.......QUER COMER SUA FILHINHA TAMBÉM?......VAMOS BRINCAR OS QUATRO?...Fiquei parado e deixei correr, Magda abaixou minha sunga e segurou meu pau e começou a masturbar falando: - OLHA ELLEN O CACETE DO PAPAI É GRANDE E GROSSO! VPCÊ QUER? Ajoelhou se e colocou na boca engolindo todo, foi endurecendo dentro da boca, ficando escancarada pela grossura, era menor que o do Carlos mas bem mais grosso, minha filha olhava sem entender, sentada no cacete agora mole saindo do rabo, pensei logo que estou aqui vamos foder e o resto foda-se, segurei a cabeça de Magda e fodia sua boca como se fosse uma boceta, olhando para minha filha que esboçou um sorriso meio sem jeito, para em seguida sair de cima de Carlos e iniciar uma chupeta, tentando endurecer aquele nervo que jazia inerte, aos poucos foi endurecendo ficando novamente em riste, Ellen acomodou novamente o mastro na entrada do anus e o fez desaparecer, Magda tirou meu pau da boca e puxou-me até minha filha que subia e descia no cacete do seu marido Carlos e disse: - VAMOS ELLEN CHUPA O PAU DO PAPAI! ELE ESTÁ LOUCO PARA SENTIR SUA BOCA! VAMOS CHUPA! MINHA PUTINHA GOSTOSA! E deu um beijo na boca de Ellen sem largar meu pau, para depois fazer com que ela engolisse minha rola, quando senti os lábios de minha filha tocar meu pênis, senti sua boca se abrindo ao máximo para conseguir abocanhar pela grossura, seus olhos me fitando como não entendendo que tudo aquilo estivesse acontecendo, talvez pensando que fosse um sonho, mas tudo era realidade, estava sendo chupado pela minha filha, era um tesão inimaginável que acho que poucos no mundo tiveram essa chance de sentir, um arrepio percorria minha espinha, enquanto Magda se ajoelhou ao lado de Ellen e disputavam meu cacete, enquanto minha filha subia e descia, mas tinha certo tesão por Magda, ajoelhei-me ao lado dela e a beijei ao mesmo tempo em que apertava seus seios arrancando a parte de cima do seu biquíni, saltaram dois seios enormes com aureolas grandes, os bicos eretos, friccionava os mamilos com as pontas dos dedos arrancando gemidos, enquanto nossas línguas se entrelaçavam em nossas bocas, fui abaixando e chupei levemente um dos mamilos, mordisquei, uma das mãos desceu entre suas coxas senti a umidade por cima do biquíni, vislumbrei no pensamento uma boceta maravilhosa, enfiei a mão por dentro, senti os lábios polpudos e úmidos, deitei-a arranquei a parte de baixo do biquíni abri suas pernas e enfiei o rosto, estava doido para sentir o cheiro, o gosto daquela boceta, enfiei a língua entre os lábios, separei-os com os dedos e vi o clitóris avantajado, mordisquei, passei a ponta da língua e chupei, Magda esperneava, fechava as pernas, apertava minha cabeça entre suas coxas, já estava com dois dedos enfiados na sua boceta, meu cacete estava estourando, ela estava prestes a gozar, queria beber seu gozo sentir seu sumo em minha boca, seu corpo estremeceu Magda gozou como louca aos poucos foi se acalmando, quando ouvi os gemidos de Ellen, também estava gozando com pau atolado no rabo, se esfregando e retorcendo o corpo, Carlos enterrava o cacete até o saco e tirava, quando percebeu que Ellen estava gozando a forçou em direção ao cacete enterrando tudo e gemeram, os dois estavam gozando, Ellen saiu de cima, deu para ver o cu arreganhado escorrendo porra, agarrou o cacete e enfiou na boca chupando até o final o resto da porra deixando o pau limpo. Só faltava eu gozar, pensei esse porra comeu o cu da minha filha, vou comer o cu da esposa dele, mas minha filha nua a minha frente me deixava louco de tesão, puxei-a em minha direção e disse: - FILHINHA!....AGORA VOCÊ VAI SER DO PAPAI!...VOU COMER SEU CUZINHO BEM GOSTOSO! A coloquei de quatro abri suas nádegas e olhei, um cu acostumado a levar rola, encostei a cabeça na entrada do anus, segurei-a pela cintura e forcei a cabeça, Ellen gemeu, dizendo: - CALMA PAPAI! ELE É MUITO GROSSO! .. TEM A CABEÇA GRANDE!.. CALMA!...ESTÁ DOENDO! AAAAIIIIIIIIIIIIIII!.....TIRAAAAAAAAAA!.....POR FAVOR! Não dei importância ao pedido de minha filha enterrei a cabeça, alargando mais aquele buraco dizendo:- CALMA PUTINHA DO CARALHO!...VOCÊ ESTAVA DANDO O CU ATÉ AGORA!...PORQUE ESTÁ RECLAMANDO ASSIM?......Ellen me olhou e disse: - SEU PAU É MUITO GROSSO!...MACHUCA!....VAI DEVAGAR.... POR FAVOR!..Sem dar atenção a reclamação fui enterrando, até sentir meus pelos encostarem-se a sua bunda:- PRONTO MINHA PUTINHA ESTÁ TODO DENTRO!...SENTE!...ARROMBEI SEU CÚ!...VOCÊ GOSTA DE DAR O RABO?...MINHA PUTINHA GOSTOSA!...NUNCA PENSEI EM COMER MINHA FILHA!...GOSTOSA! MEXE ESTA BUNDA!...REBOLA NO CACETE DO PAPAI!..VAMOS! Agora já enfiava e tirava até a cabeça enterrando tudo novamente, Ellen gemia e ameaçava um rebolado tímido, tirei o pau e olhei o anus estava todo relaxado aberto, dava para ver lá dentro, agora ela já não sentia nada, chamei Magda e disse: - OLHA ESSE CU! ...VOU DEIXAR O SEU ASSIM! E meti de uma vez!, Magda veio até nós e começou a masturbar Ellen, enfiando dois, até três dedos na boceta: - ISSO FODE ESSA BOCETA COM OS DEDOS PUTINHA! Senti Ellen gozando, apertou meu pau, estrangulando com o rabo, minha filha era uma putinha e só agora eu descobri, também estava quase gozando,Ellen se jogou para frente e deitou de bruços, puxei Magda e a beijei colocando-a de quatro mandando ela abrir a bunda que iria comer seu cu, Carlos apenas falou:- CUIDADO SEU PAU É MUITO GROSSO! E ELA NÃO ESTÁ ACOSTUMADA A DAR O RABO!..Pensei é de um cu assim que eu gosto, quando comeu o cu da minha filha não pensou em nada, olhei aquele cu à minha frente, dei uma lambida naquele rabo, passei a língua, chupei, adoro lamber um cuzinho deixa a mulher louquinha, dei uma cuspida acertei a cabeça na entrada do anus e fui metendo, Magda gemia e dizia; _ AI!..DEVAGAR!...POR FAVOR!....A cabeça já estava encaixada:_ ISSO MAGDA!.CALMA!.......AGORA A CABEÇA ESTÁ ENTRANDO...ABRA BEM ...A BUNDA! FAZ FORÇA PARA FORA! ....COMO SE ESTIVESSE INDO AO BANHEIRO!
Magda obedeceu ao que falei, senti seu reto se abrir e aos poucos ir engolindo meu pau, quando tinha entrado a metade, peguei-a pela virilha e enterrei o resto,arrancando um gemido, Carlos veio e enfiou o pau em sua boca fazendo-a engasgar, agora fodia rápido, tirava até a cabeça e enterrava novamente, Magda estava quase gozando, com um pau no rabo outro na boca, Carlos tirou o pau da boca de Magda e deitou por baixo puxando-a para cima, será que iria fazer o que pensei,parei de foder um pouco, Carlos se ajeitou se e enterrou o cacete na boceta de Magda, agora ela tinha um cacete no rabo outro na boceta, gemia feito louca, estava gozando com dois paus, praticamente a jogamos de lado depois que ela gozou, puxei minha filha e disse: - AGORA VOU COMER SUA BOCETA!....VEM MINHA PUTINHA! SENTA NO MEU PAU! Deitei e a mandei sentar no meu cacete, o qual fui atendido prontamente, deslizando para dentro, que boceta gostosa, quente, apertada, uma delícia, pensei agora é a sua vez minha putinha, abri suas nádegas com as mãos e falei: -VAMOS CARLOS METE NESSE CU! COME O CUZINHO DA MINHA FILHINHA ENQUANTO ARROMBO ESTA BOCETA!, Veio por trás e enterrou sem dó, aquele rabo engoliu tudo, fodiamos os dois buracos, estávamos arrombando Ellen de todos os lados, a qual gozava sem parar, pedindo: - VAMOS SUE PUTO ME FODEM! COME MINHA BOCETA PAPAI! E VOCÊ SEU PUTO ARROMBA MEU CU! AIIIIIIIII! ESTOU GOZANDO!!!!!!!!...TESÃÃÃÃÃÃÃÃÃO!! HUMMMMMMMMMMMMM! NÃO PAREM!...DEPOIS QUERO QUE GOZEM NA MINHA BOCA!...VAMOS SEUS PUTO!.Não sei como uma menina tão nova pode ser uma vagabunda, minha filha era uma perfeita putinha. Carlos ficou em pé batendo punheta, para em seguida eu também ficar, enquanto Ellen estava ajoelhada com a boca aberta esperando nossa porra, o primeiro a gozar foi Carlos jogando porra pelo rosto o qual Ellen fazia esforço para cair em sua boca, seu rosto estava lavado de esperma,escorrendo pelo queixo, Carlos passava o cacete no rosto como que juntando a porra e levando em direção a sua boca, quando gritei: - VOU GOZAR! ABRE A BOCA PUTINHA!...TOMA A PORRA DO PAPAI!. Ellen abriu a boca, encostei a cabeça do cacete em sua boca e gozei, enchi sua boca de porra, escorria pelo queixo caindo nos seios, Ellen engoliu toda minha porra, para em seguida chupar meu pau limpando sugando todo o esperma deixando meu pau limpo. Há tempos não trepava assim, agora sabia que iria comer minha filha quando quisesse e adorei trepar com Magda, colocamos nossas roupas, e voltamos para a casa do sítio, para nossa sorte Sheila ainda dormia sobre o efeito da bebida, sem saber o que tinha acontecido.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario fulano

fulano Comentou em 11/07/2015

Queria ser o seu genro

foto perfil usuario thaddeuxmix

thaddeuxmix Comentou em 02/04/2015

perfeito o conto ta de parabens




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


60642 - COMI O CU DA COMADRE CORINTHIANA - Categoria: Heterosexual - Votos: 12
61652 - CUNHADA EVANGÉLICA, SAFADA, COMI O CU, ADOROU - Categoria: Incesto - Votos: 36
62228 - LUCIA - APRENDENDO A FAZER ANAL - Categoria: Heterosexual - Votos: 0
67477 - “COMI A ESPOSA E O MARIDO OLHANDO" - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
68298 - Cunhada Evangélica e Safada - II - Comi a Irmã - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
79052 - Comi o Cu da Sobrinha e Cagou no Pau - Categoria: Incesto - Votos: 3

Ficha do conto

Foto Perfil darkcar2015
darkcar2015

Nome do conto:
COMI MINHA FILHA E A ESPOSA DO MEU AMIGO

Codigo do conto:
62230

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
19/03/2015

Quant.de Votos:
21

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


espirrei leite no metro conti eroticosempre olhava quando.minha filhinha engatinhava, contos pornos incestoultimos conto sadowww.relato erotico de corno e sua putinha com dotado.com.brbriguei com minha namorada no meu quarto e ela na reconciliação mideu a buceta contos eróticoscantoerotico belinhacontos eróticos de menina novinha menina novinha tendeuConto erótico de saia curta deu no ônibusPorno de um padrasto rebentado a buceta delaconto entreguei minha mulher pro garotaoGoiânia entregador telefone gay cu conto 2017trans temdi cu chupadopau e xana peludos contos eróticosconto erotico bisex 2017 curitibaEstrupada por dois conto eroticoImagensmarido quer ser corno contoconto erotico novinha na escada do prediocontos eroticos, minha esposa cincoentona. comida por dotadoContos Perdendo a virgindade com o namoradodesenho do meu papai semtil o meu tesao porno em qhesposa puta quadrinhosxxv so novinhas dado cu e nao aguerta dar por que ele tem pal grade mais ele perga aforcaContos eroticos armaram uma despedida de solteira para amigaconto corno passivocontos eroticos de esposa iniciando o marido como putinhaConto de Incesto por vingançacontos de corno minha esposa me trocou por outrocontos eroticos no escritoriocontoeroticodfContinuaçao do conto erotico minha esposa disse pra eu fuder o cu virgem da minha filha no motel contos de putaria sou safada minha amiga que me ajudar fazer um dp com negrossexo em quadrinhosincestodemadrugadaConto Erótico travestri Dotadatrai no cafe da manha contocontos eroticos coletania traiçao esposasconto erotico sou gorda adoro picaconto erotico sou pai liberal e levei minha filha no ginecologistacontos eroticos puta fode e fala no telefoneconto lesbica prima estrupa priminhacunhadinha linda gostosa me dando o cuzinho e gritando de dor e tezaoContos.eroticos.com.fotos de.sobrinhos comendo tias safadas na casa dos.cornosadoro ver minha mae fudendo com meu padrastocontos eroticos suruba com a mamãeContos e fotos de senhoras de bundas grandescontos eroticos com vovo e papaicontoerotico.com/quadrinhos.cfmmae indecisa conto eróticoSexo selvage contos com padrastogravidezcompenisWww.imagemporno.com.brperdi a virgindade pra um cachorrocontos eroticos escritos lesbicos me dar melzinho.www.souloucoporbuceta.com.brcontos banheiro gaycontos eróticos fantasia marido bebadocontos eroticos de ginecologista estrupdorcontos erticos irmã de 14 transa com o irmão de 15 e a mãe pega eles no flagra na hora que ele gozava dentro dela e discobre que ela esta gravida deleconto erotico enteada brincadoincest hentai comics meninas safadas do titio da roçaImagens porn gay liga da justicacuzinho fechadocontos eroticos gangbangcontos eróticos se continuar vou te fuder aqui mesmo contra sua vontadeseduzi meu sobrinho conto eroticoporno contos eroticos filhaconto erotico gay uber com fotose atracando com meu amigo no trabalho conto gaycontos eróticos gay meu primo comeu meu cumeu enteado é uma bonequinha linda contos eroticosporno guey pai acariciano filho lisinhoConto eritico da velinhacontocorno crente curradoenteada nuaQuadrinho erotico os sex mencaminhoneiros gays vivendo na orgiascontos eroticos com videos. deichei meu marido fuder a minha amigaContos eroticos com fotos papai me flago se masturbando com objectoscasa dos contos eroticos o violentador de bucetas caninas