Nathália: A empregada gostosa

Click to this video!


Eu sempre quis ter uma empregada tesuda. Daquelas novinhas, gostosas, com peitos e bunda gostosa. Sempre que minha mãe falava que ia contratar alguém eu ficava na esperança de ser uma assim. E pra minha decepção, nunca era. Era sempre velha ou novas feias que dói.
Depois de muito rezar, meus pedidos foram atendidos. Minha mãe contratou uma tal de Nathália lá pra casa. Ela tinha 22 anos, loirinha, aquele corpo médio (com massa pra pegar, mas não gorda), rostinho de boneca, olhos claros, uma bunda firme, nem grande e nem pequena (na medida). Caralho, eu babei quando ela chegou lá em casa. Minha mãe ficou apresentando a casa pra ela e tal, e eu já pensando e visualizando aquele corpo nu. Minha experiência com Priscila tinha sido delicioso, mas ela não podia mas ir lá pois começou a trabalhar. Eu estava querendo alguém pra me satisfazer e Nathália tinha a fórmula perfeita pra isso.
Nos primeiros dias foi punheta atrás da outra imaginando ela pelada dando pra mim. Nathália tinha cara de ser safada, além de não demostrar isso. A cada dia que passava, meu tesão aumentava por ela. Eu ia subitamente tentando criar situações para me aproveitar dela, mas faltava um pouco de coragem. A coragem que tinha com Priscila, não vinha com Nathália. Até um dia. Numa sexta-feira, eu cheguei do colégio e meus pais haviam saído. Nathália estava no quarto limpando o chão, quando eu passei pela porta e vi aquele rabinho loiro empinado... ahhhhh eu enlouqueci. Meu pau quase saiu da calça. Eu já tinha vindo num tesão, rezando pra chegar e ficar sozinho com ela e me deparo com uma cena dessa.
Ela tava com uma mini saia e a calcinha bem amostra, parecendo que ela tinha preparado especialmente pra mim. Eu cheguei de leve e passei a mão naquela bunda... E que bunda! Macia e lisa. Ela tomou um susto. Tadinha, tava tão distraída. kkkkk
- Ei! Que isso?
- Que foi?
- Ah, é você. Desculpa. Ai, você não viu nada né? Ai que vergonha...
- Se eu vi? Eu tanto vi que peguei.
- .... ai que vergonha, desculpa.
- Não, tudo bem. Aliás, que linda sua bunda. É tão macia...
- Ai meu Deus...
- Que foi? O que é bom tem que olhar. E se for possível, pegar.
Ela ficou vermelha como um camarão. Eu por um lado estava com pena dela e pelo outro eu queria meter minha rola naquela bunda.
- Nossa... Você é safado, hein?
- Safado? Não viu nem metade.
Ela disfarçou e saiu.
Horas depois eu fui procurar ela, queria por que queria comer ela ainda naquele dia. Pelo menos um boquete. Ela sumiu, procurei no quintal, na piscina e nada de achar ela. Eu fui até a cozinha e pensei que ela estivesse lá. Quando estou entrando, me bato com aquele corpo delicioso. Os peitos dela bateram em mim e ela quase caiu, eu segurei pela cintura e puxei. Que delícia de cintura. A cada encontro uma parte deliciosa do corpo dela ia se revelando. Ela me pediu desculpas e pegou as coisas no chão.
- Que delícia você, hein?
- Que isso? Para. Nem sou...
Soutei um grito: "GOSTOSA!!!"
Ela ficou sem graça, mas largou um sorriso de lado. Quando ela ia subir a escada, eu puxei ela pela cintura e encostei meu pau duro na bunda dela.
- Ai, que isso? Me larga..
- Largo não. Que delícia. Me dá essa bunda vai, por favor.
- Ei... o que é isso aí atrás? É seu pau?
- É sim, grosso né? pega nele vai...
- Não vou pegar em nada. Deixa eu continuar meu trabalho. Sua mãe me mata se descobre alguma coisa. Se eu deixar de limpar alguma coisa...
- Que mata nada... A única coisa que você vai limpar agora é minha gala. E com a língua. Me faz um boquetinho então? Poha Nat, a gente está sozinho em casa e eu tô num tesão da poha. Você é deliciosa. Desde o dia que você chegou eu imaginei te comer. Não imaginei que fosse tão difícil.
- Ai meu Deus... um boquete... se eu fizer você sai do meu pé?
- Por hoje eu deixo..
Ela colocou as coisas no chão, ajoelhou, tirou meu pau fora e parou...
- Por que parou? Chupa logo, adianta seu lado..
- É que eu nunca fiz isso...
- O Quê? Sério? Olha, não tem mistério... pega, coloca a boca e vai indo pra frente e pra trás. Vai lambendo gostoso... aí eu gozo e você fica livre de mim por hoje.
Ela foi fazendo. Nem parecia que nunca tinha feito. Ela chupava gostoso. Quando eu ia gozar, puxei os cabelos dela e fui metendo meu pau na boca dela. Soltei um jato na garganta. Ela nem deu bola.
- QUE DELÍCIA NAT!!! ASSIM QUE SE FAZ...
- Eu nunca tinha feito um boquete... até que é bom.
- Safadinha. Gostou né?! Amanhã tem mais. Você sabe que isso não me satisfez. Eu quero comer sua bunda e sua buceta.
- Vai ficar pra outro dia. AI MEU DEUS!!! O QUE ESTOU DIZENDO? NATHÁLIA SE CONTROLE!
- kkkkkkkkk
Outro dia? Esse boquete foi só 13:00 da tarde. O dia todo pela frente. Eu, claro, não ia desperdiçar a chance. E ela tava com uma cara de safada, com aquele olhar de quero mais.. Eu percebi e puxei ela de novo. Dei um beijo na boca dela. Ela me abraçou e se entregou. A gente subiu as escadas se beijando. Levei ela pro meu quarto. Joguei ela na cama. Tirei meu short e a roupa dela toda. Nos beijamos muito, depois eu peguei meu pau. Eu tinha que comer aquela buceta. Era tão rosada. Tão linda. Que corpinho delicioso. Tão macio.
- Ninguém pode saber disso, hein?
- Relaxe. O que acontece no Kremlin, fica no Kremlin.
- Pode colocar, mas vai devagar.
- Pode deixar.
Eu fui colocando a cabeça do meu pau e tirando. Colocando e tirando...
- Enfia tudo logo...
Na hora que ela disse isso, eu coloquei de vez. Ela gemeu alto. Fodi a buceta dela forte. Peguei aquela coxa grossa, colei em mim e meti muito. Ela gemia loucamente enquanto apertava um dos peitos e mexia no cabelo.
- Meu Deus!!! Rodrigo... Como você é gostoso. Aaaaaiiii... vai, enfia amor...
- Fica de quatro vai... Quero seu cuzinho.
- O quê? É pra já.. adoro dar a bunda...
- Não era o que parecia a instantes atrás...
- Mas aquilo foi pra me fazer de difícil. Eu to soltinha agora.
Mete no meu cu. Mete fundo. Arrebenta meu cu.
Ela tava louquinha. Onde estava aquela Nathália santinha? Nossa, eu estava adorando. Lá fora é uma santinha, aqui dentro perde a linha. Eu meti meu pau tão gostoso nela. Fodi ela tanto que chegou a esfolar meu pau. Que loirinha viu...
Depois de comer ela, eu tinha que ajudar ela a limpar a casa. Aliás, se minha mãe encontrasse algo sujo minha foda com Nathália seria a primeira e última. Limpamos tudo e depois fomos tomar um banho, eu comi ela mais um pouco e fechamos um belo dia bem satisfeitos. Ela ficou lá em casa por uns 2,5 e depois minha mãe mandou ela embora. Minhas tardes com ela lá foram as melhores da minha vida.

(AS IMAGENS SÃO MERAMENTE ILUSTRATIVAS)

Foto 1 do Conto erotico: Nathália: A empregada gostosa

Foto 2 do Conto erotico: Nathália: A empregada gostosa

Foto 3 do Conto erotico: Nathália: A empregada gostosa

Foto 4 do Conto erotico: Nathália: A empregada gostosa


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario kzdopass48es

kzdopass48es Comentou em 14/05/2016

Nathalia, uma empregada dessas, Minha mulher jamais a contrataria! Deliciosa! Betto




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


53666 - A amiga de minha irmã. - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
61621 - Uma tarde de tesão na praia - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
83306 - Júlia: A Putinha do Curso - Categoria: Heterosexual - Votos: 3

Ficha do conto

Foto Perfil blarzeck
blarzeck

Nome do conto:
Nathália: A empregada gostosa

Codigo do conto:
53798

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
22/09/2014

Quant.de Votos:
8

Quant.de Fotos:
4


Online porn video at mobile phone


arrombou meu cu contocontos eróticos vou te arrombar toda sua vagabundaGoiânia 2017 cu vigia do conto gayContos gay com espadachimquadrinhos eroticos leilacontosveridico.de.mae.com.filho.dotadocontos eroticos policialconto erótico minha esposa é uma boa com uma p*** baita p***www.alyamirantinane.comporno conto mae gravedaver conto erotico sob caminhoneiro pirocudoconto erotico podemos casada no vinheirohentai errabada metrô lotado quadrinhoscontos eroticos mega surubacontos eroticos boquete galera video gameComi.a cunhada na marra contosxvideos gay contos eróticos com montado porno gay guarda da cptm de fardao meu vizinho me comeu conto eroticoContos e fotos gozadas nos peitosConto erotico bebendo porraconto gay o negao comeu meu cucontos eróticos dei o cu para me vingaresposas insatisfechas con negroscontos eroticos dei boa cinderela pra minha nene e comi elaconto erótico calcinha peõesrelatos narrados por hotwiferelatos eoricos prgias com negrosconto erotico com mulher taradaContos de esposas no menageultimos contos sado professora submissa 29ultimos contos sadocontos eroticos sentei no fuziltravestim chupando gravidasela acordo tda molhada de pora dele pornocalca camuflada e pau duro porno gayfodendo novinha gostosaponheta subrinha gostosa quadrinhos pornoConto erotico bebadadando no exercito conto gay 2017thais puta de campo grande ms fudendoconto erotico estudio fotografico do papaifotos buceta velhas suja menstruação.porno contos me ajuda dividaconto erotico trazas gostosa detro carroquadrinhos porno gay dbzcontos eróticos de brigas e reconciliaçãoquadrinho porno vida realsexo mulher 70 anos conto eroticoConto erotico bucetinhaamigo viu minha esposa peladasexo novinha fundada dando vuConto erotico enteadabanho conto erotincesto quadrinhoconto pornografico 사정conto comendo cu na marra da santistaconto erotico as menininha curiosacontus sou rabuda e 3 me fudeam afosamaninha taradonanegao para esposas contosContos e videos primeira vez com outro macho fica timida mais aceita marido gostacontos no cu do pai e da mãesexo engravidando mamaevaginas mais gostosas de mozcontos eroticos comi minha irma agatacontos eróticos traficantecontos eroticos vizinha crentecuzinho da sogra bebada e dormindo conto eroticomamae pornoconto erotico ela arregoucontos eroticos casal bi enpaladoconto erótico de gay fodendo com lixeroquadrinho erotico a esposa pagou o serviço de outra maneira parte finalconto mama no grelinho dessa vadiazinha