Me exibia na Rua e um Coroa me comeu no Fusquinha

Click to this video!


Me exibia na rua quando o coroa me pegou no fusquinha.

Quem leu meus outros relatos sabe que eu adoro me exibir peladinho, desde pequeno, esse fato ocorreu quando tinha meus 19 anos. Eu havia acabado de me mudar para um bairro novo e tinha que fazer o reconhecimento da área antes de me aventurar com meu fetiche de exibicionista, já havia feito algumas pela janela do meu ap. quando ficava sozinho, então comecei a freqüentar uns barzinhos de noite usando as calcinhas da minha irmã, quando ia ao banheiro deixava sempre um pedacinho à mostra, já que ninguém me conhecia...naqueles banheiros de botequim freqüentados por todo tipo de homens...uns reparavam mas nunca falaram nada, ficava aquele clima depois que eu saía do banheiro...comentários e risinhos.
Quando saía dos botequins ficava louquinho pra aprontar alguma...uma das vezes tomei coragem e entrei numa rua mais escura na frente de um quartel, bem em frente à guarita de um soldado, fiquei ali arriei minha calça e fingia fazer xixi, mostrando bem a bundinha de calcinha, quando olhei pra trás vi que o soldado me observava, fiquei gelado e ao mesmo tempo com muito tesão...tirei a calcinha e rebolei passando a mão e o dedinho no cuzinho, fiquei assim até reparar que o soldado desapareceu, me vesti e voltei pra casa.
Uma dessas minhas aventuras de madrugada pelas ruas tinha saído de um botequim e estava bem tocado pelo álcool, o que me deixa com mais tesão e coragem, então resolvi parar numa esquina onde havia uma banca de jornal fechada, tirei meu short e fiquei só de camisa e calcinha, olhava para as janelas dos prédios pra ver se alguém aparecia...tocava uma punhetinha de leve, quando passavam carros eu me escondia atrás da banca e deixava minha bundinha de fora, fiz assim algumas vezes e o tesão ia aumentando, então tirei a calcinha e a camiseta, fiquei só de tênis, quando fui olhar novamente pra rua, tomei um susto, um fusca havia parado bem na esquina a uns 20 metros de mim...voltei pra me esconder, mas ouví o cara que dirigia perguntar se eu queria entrar pra uma carona...eu pensei um segundo e resolví colocar a roupa, então foi que percebí que se tratava de um senhor de idade, mais ou menos uns 55 anos, ele desceu mais a janela do carona e disse pra eu entrar do jeito que estava, peladinho, eu obedecí e entrei, meu coração batendo a mil....assim que sentei e fechei a porta ele arrancou com o carro e foi colocando a mão na minha coxa...alisando ele disse que tinha passado duas vezes pela esquina pra poder ver melhor...que não estava acreditando que uma “franguinha” dessas estava dando sopa por ali. Ele perguntou se eu queria dar a bundinha..repondi que sim e perguntei onde ele me levava, respondeu: pode ficar tranqüilo...é um lugar seguro....deixa eu ver essa bundinha....me virei pro lado dele e ainda dirigindo passava a mão na minha bunda, abriu o zíper e botou o pau pra fora, estava mole e parecia bem pequeno...pediu pra eu segurar...fiquei massageando ele e foi crescendo, quando ia botar a boquinha ele parou numa rua sem saída, em baixo de uma árvore e em frente ao muro de uma casa.
Agora minha franguinha mama meu pau, mama o titio....mamei como ele pediu..e o pau foi crescendo...tava com cheiro de xixi e ele tinha um bafo de quem estava bebendo tbm, fiquei mamando até o pau endurecer, então ele pediu pra eu me ajoelhar no banco, fiquei de joelhos com a bundinha empinada e ele abriu bem ela e meteu a língua, ficou fazendo círculos no meu cuzinho e depois enfiou um e depois outro dedo...eu gemia muito e ele mandou eu fazer silencio porque tinha um segurança que fazia ronda na rua.
Ele mandou eu passar pro banco de trás e arriou os dois bancos da frente, fiquei de quatro de joelhos e ele arriou as calças e veio por trás...acho que passou cuspe na cabeça do pau, depois lambuzou um pouco meu cuzinho e apontou a cabeça na minha portinha, eu empinei mais a bunda pra facilitar...então estava com quase a cabeça toda quando me segurou na cintura e outra mão no meu ombro, me puxando com força pra ele...senti entrando tudo...ele batia com as costas no teto e forçava meu cuzinho enfiando o pau de baixo pra cima ficou me comendo assim durante uns 5 minutos, falando palavrões no meu ouvido, me chamando de franguinha gostosa, de repente vi um farol que iluminou um pouco o carro e a rua, tentamos nos abaixar mas ele continuou engatado dentro de mim...eu implorei pra ele gozar com medo e ao mesmo tempo mais tesão de alguém aparecer..ele aumentou as estocadas e numa vez me segurou com firmeza o quadril dizendo que estava gozando...senti o líquido quente me enchendo..ele tirou o pau de dentro bem rápido e se ageitou, peguei a calcinha e limpei um pouco do gozo dele que ficou na portinha do meu cú, fui pra frente do carro e ele deu a partida, me deixando próximo de onde me pegou...ele queria me levar até em casa mas fiquei com receio, tbm não deixei telefone...ele me deu o dele mas nunca liguei....
Essa foi mais uma experiência minha...quem quizer continuar a receber minhas fotos bem desinibidas basta me escrever...quem quizer ver pela primeira vez me escreve também, tenho muitas.
Abraços,
Exibidinho

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico exibidinho

Nome do conto:
Me exibia na Rua e um Coroa me comeu no Fusquinha

Codigo do conto:
5369

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
26/10/2005

Quant.de Votos:
4

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


pelada de 4 e meu filho viu contoxvideis 2017comi a minha tiaxvideos pica da grosura do cano de100enfiando a pika na priminha da 8 aninhos contos eroticosConto anal Arrombada por pirocoesloiras nuas bucetasRelatos e contos de incesto e zoofilia consentidoinsestos eroticos de genro e sogra em quadrinhosporno hentail suruba novinhacontos meu sogrocontos eróticos bebadacu da patroa conto eroticoconto erotico familia do interiorver conto erotico sob caminhoneiro pirocudomae do amigo porno quadrinhoscontos eroticos castidade masculinacontos erotico brivadeira de esconde em grupoquero leite quentinho na boca conto gayconto eroticoficcao professorxvidio desejo vestido bucetaoquadrinhos eroticos joaozinhoconto erotico meu marido bicontos eróticos com a menininha em tambabafilho cheirando a cueca do pai porno gayempregadas loiras coroad sedutorasVideos Gay Sentei na vara do namorado da minha primaContos d zoofilia mulheres q s engataram cm cachorros em setembro d 2017porn corno contos eroticos amarrada e espancadaContos dupla penetracao gangbang fazendaconto erotico meninosnão gozes dentro incestocontos porno menininha indefesacontos pais e fikhos durubaesposa puta quadrinhosContos de incesto com sobrinha gravida do tio e se casaraotrai meu namorado em excurçao contosxvidios com menanas virge lindawww.mulherescasadascontoseroticos.comConto erotico meu pai tirou minha virgindade imagemporno. coroas com ps big Black cockconto estuprado por varias travesticontos eróticos vizinha venho compra sacoleconto erotico ilustrado cornoscontos papaku conto eurotico gay rabaocontos erótico ilustrado cornoO tio da minha prima me fodeu conto eróticovivo na roça c. eroticochantagiei a esposa do meu irmãoZoofilia franco e belinhacontos erótico glauciacontos eroticos um encontro inesperadoennolysex@bol.com.brrasguei o cu da minha enteada contoscontos mamae dormindo estrupei seu cuflagrei minha irma novinha dando a buceta no matinho contosconto porno velho roludoGostosa conto com fotomassive cocks hand jobporno gay em quadrinho piratascontos eroticos trasando a ninfeta da xana inchadafudendo cu dorprimo contos excitantes puberdadecontos eróticos - gravida de um piveteporno/japones/pai/comendi/mae/filha/sogra/cunhadaconto erotico narrado transei com meu pai diz filhacontos eroticos so no meu cuzaocenas de namoroquente"praia de nudismo contoerotico"corno de caminhoneiro contosContos porno flagrei meu filhoConto mauricinho pirocudo