Perdi minha namorada para seus estupradores

Click to this video!


Esta é uma variação/junção apimentada de outros contos... Bpa leitura.

Meu nome é Carlos e tenho 19 anos, sou moreno claro de olhos verdes, 1,80 m, e ha alguns meses comecei a namorar uma garota pela qual sempre fui apaixonado desde os 13 anos, o nome dela é Flávia. Ele era uma loirinha de 15 anos, corpo tipo violão, com uma bunda de dar inveja a qualquer mulher. Começamos a namorar e estávamos muito apaixonados, falávamos até de casamento, mas ainda não tinha rolado sexo entre a gente. Um dia conversando sobre o assunto decidimos que transaríamos no final de semana, pois já estávamos loucos de tesão um pelo outro. Chegando o fim de semana peguei o meu carro e fui até a casa dela e perguntei pra onde nós iríamos e ela sem graça disse que queria ir ao “morro dos amantes”. Este morro era um lugar alto onde os casais iam de carro para foder... Então fomos, e chegando lá estacionei o meu carro e notei que ainda não havia nenhum casal por lá. Começamos a nos beijar e fui acariciando seus peitinhos com uma mão e sua bucetinha com a outra, ela estava ficando superexcitada e disse para eu ir com carinho, pois ela era virgem... Continuei lhe acariciando e comecei a tirar sua blusa, tinha uns peitinhos lindos que prontamente cai de boca naquelas tentações, logo tirei sua saia e com a língua fui lambendo sua barriguinha até chegar a sua xoxotinha que já estava molhada, tirei sua calcinha e comecei a lamber para deixa-la mais doida de tesão e se esquecer da dor na hora em que eu arrombasse sua bocetinha virgem. O meu pau não era muito grande não, media uns 17 cm e era bem fino. Quando estava me preparando para descabaça-la senti o carro balançando e quando olhei, tinha dois negões enormes do lado de fora, Flávia se assustou e rapidamente tentou se cobrir, no mesmo instante sai e pedi que fossem embora, mas os caras não gostaram e um deles me deu um soco no estomago, que me fez cair no chão na mesma hora. Eles falavam que iam foder minha namorada putinha na minha frente, na hora tentei uma reação e novamente levei outro soco e vários outros chutes na barriga. Flávia começou a chorar dentro do carro e logo travou todas as portas, os caras pegaram uma pedra e quebraram o vidro da janela e abriram a porta, pegaram a Flavia e a jogaram no capô do carro e rasgaram suas roupas deixando-a completamente nua, mostrando seus peitinhos e aquela delícia de buceta virgem e raspadinha. Eles amarraram as mãos da minha namorada e um deles me pegou, me chamou de corno e me deu um forte tapa na cara, depois me amarrou em uma árvore que estava em frente ao carro e me dizia:
“- Fica olhando corninho, a gente arrombar a puta da sua namoradinha de tudo quanto é jeito... E ela vai gostar... Duvida?”
Na hora fiquei em desespero e tentei me soltar, mas eles tinham me amarrado com muita força e nada pude fazer a não ser olhar e chorar. Flávia estava desesperada pedindo que não fizessem aquilo com ela, mas era em vão, seguraram-na de pernas abertas em cima do carro e ficavam passando a mão por todo o seu corpo delicado. Os dois foram tirando seus enormes e grossos cacetes negros para fora então pude notar que eles eram superdotados, pois acho que o que tinha o menor pau deveria ter uns 23 cm, mas muito grosso, assim como o outro. Eles deram uma tapa na cara da minha namorada, e então os dois negros colocaram os seus caralhos na boquinha de Flávia e a obrigaram a chupar dizendo que fizesse tudo que lhe mandassem fazer ou matariam a nós dois... Ela aos prantos começou a chupar aqueles cacetes monstruosos que mal cabiam em sua boquinha, ela nunca tinha chupado a minha rola, mas mamando a rola dos negões parecia que já era uma expert no assunto... O outro cara seguiu passando as mãos em seus seios e sua boceta e notou que ela era virgem e gritou:
“- Ai brother, a vagabunda é virgem ainda, carne de primeira... O otário ainda não arrombou a vagabunda... Vamos tirar na sorte quem vai ter o prazer de ser o primeiro a enfiar a vara nessa vadia e arrancar o cabacinho dela... E o corninho só vai ficar olhando...”
Eles me fizeram escolher qual deles seria o primeiro a foder minha namorada, arrancar seu cabacinho e deixa-la toda arrombada, cantando mamãe “mandou eu escolher...”, e eu tive de cantar e escolher, e por azar de Flávia, o negão que tinha o pau maior e mais grosso foi o sorteado. E lá foi ele... Deu umas lambidas em sua boceta que logo ficou molhada... Olhou para mim e disse:
- Ai corninho, sua gata está gostando da gente... Ela esta toda molhadinha e arrepiada...”
Então deu uma cuspida na cabeça do seu enorme e grosso cacete que deveria ter uns 26 cm de comprimento e uns 7 ou 8 cm de diâmetro e se pôs em frente a ela e começou a enfiar aquela tora na sua grutinha, estava difícil de entrar, mas ele foi socando, socando até que se rompeu o cabaço da bocetinha virgem da minha namorada e lentamente seu pau foi sendo engolido... Flávia estava morrendo de dor e tesão, chorando, gemendo e rebolando ao mesmo tempo com aquela tora enterrada entre suas pernas... E o negão que a estava arrombando falava pra ela...
“– Você não é mais virgem sua puta, eu estourei o cabaço da tua boceta e vou te deixar toda arrombada, vadia... E você corninho?... Ta gostando de me ver arrombando tua namoradinha safada, e de ver essa puta chupando a rola do meu amigo? Hein corninho?... Sua namorada é puta! Olha como ela esta gostando de ser estuprada... Ela esta gostando, sabia? Ó como ela geme e rebola... KKKKKK... Corno...”
Enquanto isso o outro ia fodendo sua boquinha com seu enorme caralho, como se a boca dela fosse também uma boceta, ou um cú guloso... E minha namorada que parecia estar gostando de mamar aquela tora, ia lambendo, gemendo, chupando, engolindo, enquanto olhava em meus olhos... O negão não aguentou e gozou um rio de porra quente em sua boca e a obrigou engolir ou apanharia na cara. Ela obedecendo engoliu tudo, lambendo os beiços e voltou a abocanhar o caralho gozado do negão... O cara que estava arrombando sua boceta, cada vez mais acelerava os movimentos e ela ia a loucura com aquilo, porque ela já rebolava com mais intensidade e gemia mais alto e isso estava me deixando de pau duro... Ela sentia o saco do cara batendo entre sua pernas que já estava toda melada de gozo e sangue..., pois mesmo com a dor ela estava gozando... Os caras ficavam rindo da minha cara dizendo que a minha namorada era uma putinha safada e que estava gostando muito de ser fodida por cacetes de verdade e não por aquele meu pintinho de bosta como o meu. Neste momento pude ver que Flávia realmente estava gostando pois estava pedindo mais...
- Ohhh... Mais... Mete mais... Ahh... Que pauzão... Delícia...
Então os negões desamaram as mãos dela e a mandaram vir para bem pertinho de mim e ficar de quatro no chão..., de frente para mim, com a cabeça apoiada em minha pernas..., e ela rapidamente obedeceu, levando as mãos para trás e arreganhando sua bunda... E então o negão caralhudo que havia arrombado sua virgem bocetinha ficou ao nosso lado e segurou a cabeça dela começou a foder sua boquinha, aquela doce boquinha que eu adorava beijar e lamber... Eu podia ver o pau dele estufando a garganta dela por dentro... O outro foi para traz dela e começou foder sua buceta arrombada..., cada vez mais violento, dando tapas em sua bunda, a xingando de vadia, puta, piranha e outras coisas que ela prontamente concordava ser e pedia para ser mais xingada ainda... Ela já deveria ter gozado uma cinco vezes com aquela suruba toda... Sua bundinha estava toda suja de sangue.... Foi ai que o negão disse:
- Já que a vagabunda da tua namoradinha esta gostando de ser currada, nós vamos fazer o serviço completo, ouviu corninho?... Meu parceiro arrancou o cabaço da bocetinha virgem dela, e eu vou arrombar esse cuzinho lindo e virgem que ela tem... Que não para de piscar querendo rola...”
E começou a cuspir em seu cuzinho rosadinho e enfiar o dedo para lubrifica-lo... Minha namorada olhou para traz e disse gemendo:
“- Mete logo essa tora no meu rabo seu desgraçado filho da puta... Mostra para o meu corninho como se arromba um cuzinho virgem de uma puta safada como eu...”
O negão endoidou e meteu de uma só vez o seu enorme e grosso pau no cuzinho virgem dela, que soltou um grito alto, de dor e prazer... O negão ia bombando, fodendo cada vez mais rápido em seu reto e de vez em quando tirava o pau e me mostrava a cratera que tinha ficado... E a puta olhava para mim gemendo e rebolando enquanto dizia:
- Olha amor... Olha como meu novo macho esta arrombando meu cuzinho... Hummm... É isso que você devia ter feito comigo no nosso primeiro dia de namoro. ME ESTUPRAR!... Não fez, e agora é corno dos machos que me arrombaram... Ahh... O corninho esta gostando de ver a putinha dele dando o cú bem gostoso para outro macho, tá amor?
Depois de um tempo sendo arrombada por esse negão, o outro que tinha o pau maior ainda, também veio acabar de arrombar seu cuzinho que agora já poderia ser chamado de caverna, poço, de tão largo e aberto que estava... O negão se deitou e a mandou sentar e cavalgar em sua rola e ela o que ela fez sem pestanejar, prontamente atendendo a ordem, mesmo antes de o negão terminar a frase..., ela foi sentando e logo o cacete de 28 cm do cara sumiu dentro dela, e então fizeram a famosa dupla penetração na minha namorada, que rebolava, gemia pedindo mais. Acho que foderam nela por mais de uma hora direto... E foram os dois bombando, fodendo ela, que já estava em transe de tanto prazer... E os três olhavam para mim e diziam que eu era um corno safado que nunca notou a grande puta que se escondia dentro dela e que estava louca para ser arrombada.... Foderam ela por mais uma meia hora naquela posição e logo começaram a gozar... Deitaram ela no chão e vieram os dois gozar em sua boca gulosa... Eram rios de porra caindo goela a baixo da minha amada namorada... Mas o negão do pau de 28 cm disse que ia fazer diferente colocou ela de quatro de costas para mim e deu umas estocadas no seu inchado cuzinho arrombado para abri-lo... E quando já estava bem aberto tirou o pau para fora do seu largo cú e gozou o resto da sua porra no enorme buraco que tinha ficado... Pude ver que seu cú ficava piscando, abrindo e fechando como se estivesse também engolindo a porra que ali estava... Ela ficou totalmente arrombada e suja de porra por todo o corpo... E eles então disseram para minha amada:
“- Nós já te arrombamos na frente do teu corninho e estamos satisfeito, mas agora vamos embora putinha... Vamos procurar outras putinhas virgens pra gente estuprar... Fica ai com esse corninho... Mas se sentir saudades dos seus negões arrombadores aqui é só voltar aqui no morro dos amantes que nós estamos sempre por aqui estuprando putas safadas como você...”
Mas para minha surpresa Flávia, a minha namorada pediu que eles a levassem junto...
- Por favor! Não me deixem aqui como esse corno otário... Me levem com vocês, agora vocês são meus donos... Eu faço o que vocês quiserem... Eu fujo de casa e vou morar com vocês dois... Eu imploro! Me deixe ser a puta novinha de vocês dois. Não posso mais ficar sem essas rolas enormes rasgando meu cú.

O negão novamente me olhou e disse rindo:
“- É cara acho que ela não quer mais você com esse piruzinho ai não... Também quem mandou não foder essa puta antes... KKKK...”
Eles me desamarraram, cuspiram na minha cara e a puta da Flávia catou os restos de porra que havia por todo seu corpo, pondo tudo em sua boca e me beijou de língua (bem gostoso), dizendo:
- É por isso que fiquei apaixonada por eles amor... Sente o gosto maravilho da porra deles, sente... Delicioso não é? Você deveria provar um dia... Se você quiser eu peço para eles te botarem pra mamar junto comigo, que nem um bezerrinho corno, mansinho, quer?”
Os três foram se vestindo e indo embora dali... Peguei minhas coisas e fui até uma delegacia registrar queixa pelo vidro do carro que eles quebraram pois não poderia registra queixa de estupro... Pois minha amada tinha gostado de ser estuprada e arrombada por seus novos donos e também não ia me expor desse jeito, né.., pois se alguém soubesse minha cara ficaria no chão de vergonha... Imaginem do que me chamariam na cidade: “O homem que perdeu a namorada para seus estupradores... Corno de estuprador...” Eu continuo apaixonado por ela... As vezes ligo para seu celular e peço que ela volte pra mim, porque a amo demais... E ela diz que não, porque meu pau não é grande e grosso como dos seus dois machos, e porque eu sou muito respeitador e não bato nela como os negões fazem. Teve até um dia que ela me perguntou se eu queria ir na casa dos negões para assistir ela sendo arrombada e apanhando na cara, e disse ainda que gostaria muito que eu fosse assistir... Mas eu teria que chupar a pica dos seus dois maridos junto com ela, e depois ficar brincando de um passar a porra para a boca do outro... Eu lutava para dizer que daquele jeito não daria, mas no fundo era tudo que eu queria... Eu daria minha vida para ver a minha amada rebolando e gozando na vara dos seus machos caralhudos, enquanto tomava vários tapas naquela carinha angelical de puta novinha... Mas com a condição de que ela fizesse tudo isso olhando em meus olhos e me chamando de corninho enquanto escorria porra pelos cantos de sua doce boquinha que eu tato gosto de beijar. Até hoje minto para mim mesmo que não é isso que eu quero, mas a noite durante o sono, sonho que sugo toda aquela porra quente dos dois negões que vaza do cú arrombado da minha amada...


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario

Comentou em 13/04/2013

Vacilou, né amigo! Ela escolheu!




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


27986 - Meu tio me comeu, e meus irmãos também. (Parte 1) - Categoria: Incesto - Votos: 35
27987 - Meu tio me comeu, e meus irmãos também. (Parte 2) - Categoria: Incesto - Votos: 12
27988 - Meu tio me comeu, e meus irmãos também. (Parte 3) - Categoria: Incesto - Votos: 6

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico alixx

Nome do conto:
Perdi minha namorada para seus estupradores

Codigo do conto:
27990

Categoria:
Traição/Corno

Data da Publicação:
11/04/2013

Quant.de Votos:
9

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


fudi minha priminha novinha contoConto erótico gay usando roupa de menina e o tio descobriumeninas brincando de esconder e sendo encoxadasbailefunkcalçinhaspodolatria coroa 2017 contosmadrasta pelada nua meu pau e tao grosso que rasgo cuzinhoContos esposas safadas no menagecontos eroticos escada predioQuadrinios de incestomamãe+mamãe.papai++nuacontos fudendo casadafilhaputacontoContos eroticos com gays e travestis negros dotadoscontos com cinco ano dei bucetaContos erótico dei meu cu no estacionamentocontos eroticos incestos trai meu marido com meu filhoteincesto tapa na cara contoscontos eróticos meu primo comeu minha b***** no carroContos eroticos incesto apos a lua de melcontos erotico casada mete com Poltrinhosfilhaputacontoconto erotico o medicoReta do Pedreiro Peladotitia bateu uma punheta pra mim no sofa contosSexo foi sem quererContos eroticos com fotos de moleques de dez anos dando cu para tios caminhoneiros na viagemHertaisexo em quadrinhosfiquei na casa da minha sobrinha de 19anos e tive que come o cu dela a forca e gozei na boca delaler contos tio comendo sobrinha virgem de 2017ultimos contos sadocontos eroticos soldado gaycontos de prima safadinhaconto erotico fazenda casada veterinariacontos veridico de incesto irmao novinho bem dotado seduz sua irma casada e fode elacontos-mana peitudas e bundonas-fotosexxvideo garotas aforsa na favelasexocontossexo em cuadrinho comi.minha filhacocaram no meu cuzinhocontos eróticos eu bobinha tava brincando de casinha com o menino meu tio me pegou me chatagio23cm de cachorradaxvideos "não fala pra sua mãe" incesto com a tiawww conto erotico gay de irmao com irmao com brentiadacontoeroticoejaculadas cara contowww.phorno d mozQuadrinhos eroticos mae safadaultimos contos sadocontos gays tio e sobrinhocontos mostrei minha bucetinha fui estupradaconto erotico com. melhor amigomulhertraz.comomarido e um travestimgay+sentando+na+rola+grossaconto com entregador da farmáciaconto eroticos com negao com o pau 22contos bucetas cheirosas da maeshentai incestos varios rounds hqBate a rola na minha cara, contosultimos contos sadocontos eróticos arabeminha sobrinha eu vou sempre fuder ela no motel conto eroticoContos eroticos vovô e mamãecontoeroticoburrofui chantageada e tive que bater uma punheta para meu patraocontos erotico mestre de obra.pauzudocomi a melhor amiga da minha mae vai mete seu puto cotos eroticocontoerotico a enteadinhadei tanto minhA buceta no carnaVaL q to toda ardidacontos eroticos climax daputinhapornocontosinsestoporno érotico de meninas perdendo a virgindade brincando de esconde escondesexo com a minha sogra flagrantefudi com a empregadacontocontos eróticos gay com montadocontos eróticos afilhadagordinha bucetuda metendo obijeto grande na buceta conto eroticoconto erotico com novinhaincesto porno silvanaconto erotico danone para filhaconto erótico deixei ele sem andar