Dando no Mato

Click to this video!


Oi meu nome é Lucas eu tenho 22 anos sou branco com 1.71 de altura e 68 kg tenho cabelos castanhos claros e olhos verdes, sou magro mais tenho uma bunda bem empinada e redondinha. Eu vou contar o que me aconteceu no ano passado! Faz pouco tempo que me mudei para uma cidade nova, costumava ir muito às bibliotecas da cidade, era uma terça-feira quando tomo um belo banho e saio para devolver um livro, como tava sem dinheiro aquele dia, para o ônibus decidi ir a pé mesmo. Para talhar caminho usei uma rua onde tem muita prostituição. Pensei comigo mesmo que se eu atravesse bem rapidinho essa rua não me meteria em confusão. Tava mais ou menos no meio do caminho quando noto uma camionete azul escuro me seguindo bem devagarzinho. Sabe aquelas que têm vidros escuros e não da pra ver quem tava dentro. Fiquei meio nervoso, me deu um certo medo não ver quem tava na direção. Tentei não dar muito bola mais a camionete não parava de me seguir buzinou e parou abrindo o vidro. Quando vi o belo homem que tava dentro tive um treco. Muito bonito moreno de olhos azuis cor do céu jovem uns 25 anos cabelos lisos, castanhos escuros e pele bronzeada do sol com uma barba rala que dava um charme naquele rosto. Ele já falou com um belo sorriso tipo propaganda de pasta de dente. “Quanto custava o programa?” Devo ter feito uma cara de idiota na hora, o cara tava me confundindo com um garroto de programa! Certo que sou bonito mais ainda com o cabelo molhado que estava comprido passando um pouco das minhas orelhas. E eu gosto muito de roupa justa mostrando as curvas do meu corpo. E como adoro me vestir todo de preto dava um belo contraste com minha pele branca. E ainda por cima tava numa rua de prostituição! Recuperei-me rapidamente do susto e pensei comigo o cara era lindo e fazia um tempo que eu não fazia sexo, se eu me passar de garoto de programa ia tirar o atraso. Dei um belo sorriso para ele e disse que custava 50 reais e mais o motel. Que pelo que eu tinha percebido tinha só naquela rua uns três motéis bem um do lado do outro. Claro que dei um chute no preço eu não precisava do dinheiro tava mais interessado na foda que eu ia ter com aquele gala de novela! Ele deu um sorriso mais bonito que o outro e abriu a porta do caro que prontamente entrei e saiu dirigindo. E entrou numa avenida que saia da cidade. Nossa gelei onde o cara tava pensando em me levar? Se onde a gente tava tinha bastante motel baratinho? Tentei não mostrar que tava nervoso e perguntei para ele onde a gente tava indo? Ele notou meu jeito deu outro sorriso que se não fosse eu ta nervoso na hora eu teria babado em cima do moço. Que era lindo tinha um corpo atlético com belos músculos, era alto 1.90 de altura mais ou menos e uns 92 kg bem distribuídos com lindas pernas que estavam à mostra num calção de brim azul clarinho e usava uma regata branca. “Calma meu gostosinho, eu não quero dar dinheiro pro motel, quero dar só pra você vamos num lugar aqui perto. Relaxa que não vou te fazer nenhum mau!” Ele falando daquele jeito tentei relaxar afinal eu queria dar pra ele se ele disse que conhecia um lugar eu tinha que confiar acho eu! Mas ele dirigia cada vez mais longe da cidade! E eu nervoso se ele me largasse na rua eu ia demorar um tempão pra voltar pra cidade a pé! Nessas alturas eu já tinha me arrependido de ter me fingido de garoto de programa! Tava nervoso pra caramba, nem casas dava mais pra ver só a estrada e mato dos dois lados da estrada! dai ele entrou numa picada na mata uma estradinha de chão bem pequena e seguiu pro meio do mato. Já tava até querendo chorar, pois tinha pelo visto feito burrada em aceitar sair com o cara! E se ele quisesse me matar? No meio do mato longe da cidade? Aquele homem era muito mais forte que eu! Ele seguiu e finalmente parou o caro e eu uma pilha de nervos resolvi abrir o jogo com ele dizendo à verdade que não era garoto de programa e queria voltar pra cidade! Ele ficou serio dai achei que tinha falado demais e fiquei bem quietinho no meu cantinho. Ele se chegou mais perto e me abraçou! E sussurrava em meu ouvido que não era nada do que eu tava pensando que ele não ia fazer mal algum. Gente eu tremia que nem vara verde e não tinha percebido que tava chorando lagrimas silenciosas. Ele me beijou com cuidado um beijo calmo e depois me beijou as lagrimas que teimavam em escorrer. E sussurrava em meu ouvido novamente. “Calma lindinho eu trouxe a gente aqui pra se divertir, não quero teu mau.” Ele me beijava com vontade nessas alturas eu me acalmei e correspondia seu beijo que era uma delicia! Ele começou a passar a mão pelo meu corpo e apertava minhas cochas com vontade. Esqueci totalmente que tinha ficado com medo e me entreguei completamente nos braços daquele homem experiente. Depois descobri que me enganei em achar que ele era novo ele tinha 35 anos e não aparentava! Depois de um longo beijo com desejo, que me tirou o ar ele se afastou um pouco era meio apertada a cabine da camionete, dai ele perguntou como eu queria fazer se queria sentar no colo dele ou me deitar no banco? Eu fiquei meio na duvida olhando para aqueles olhos lindos não falei nada. Mais tava muito quente ali dentro, pois era calor e ele tinha parado a camionete bem no meio do sol! Tava um forno nós já estávamos suados minha camisa grudou no corpo. Ele me deu mais um beijo e disse que tinha uma idéia abriu a porta e desceu foi até o lado do passageiro e abriu à porta eu desci e fiquei de olho no que ele fazia. Ele pegou um cobertor que tinha na traseira da camionete e acenou pra eu ir atrás dele entrou mais no mato escolheu um lugar deu uns chutes no chão pra tirar as pedras e gravetos do caminho e estendeu o cobertor dobrado no meio. Me puxou pela cintura e me tacou um beijo enquanto a gente descia e se deitava no chão ele deitou por cima de mim me beijava com vontade e começou a tirar minhas roupas quando dei por mim estava nu deitado de barriga pra cima de pernas abertas. Ele tirou a roupa dele bem rapidinho e pra meu espanto caiu de boca no meu membro. Não era muito comum eu receber um boquete! Fiquei nas nuvens ele sabia bem o que fazia. Como já fazia um certo tempo que eu não gozava não tava agüentando segurar avisei a ele que eu ia gozar, para ele parar tentei me afastar pra não gozar ainda, mais ele me segurou firme pela cintura e continuou a chupar com mais força. Não agüentei e num gemido alto gozei na boca dele nossa foi muito bom! Ele pegou meu gozo e usou pra me preparar com aqueles dedos grossos dele, ardeu um pouco por que fazia um tempo que não fazia sexo. O cara com a maior facilidade como se eu não pesasse nada me virou de quatro se afastou um pouco pegou uma camisinha na carteira. Encapou o falo e ficou esfregando na minha bunda. Eu já tava começando a ficar doidinho de vontade piscando o cuzinho. E como ele tava demorando pedi. “Vamos me fode!” Ele deu uma risada e disse: “Isso minha putinha pede por meu pau! Vamos fala o que você quer!” Eu falei de novo “Vamos me fode bem gostoso!” Ele se enterrou numa vez só doeu pacas. Dei um berro de dor e as lagrimas escoriam por meu rosto. Não esperava que ele enfiasse com tudo! Ele viu que me machucou e ficou quietinho. “Relaxa que passa logo a dor.” Falou assim e me deu um tapa na bunda. Senti-me sendo rasgado, tava acostumado a dar mais não numa estocada só. Abri mais as pernas para ver se a dor passava um pouco. Ele começou a se movimentar firme e devagar e eu gemia com o desconforto. Conforme ele aumentava o ritmo ia ficando melhor. Fiquei com o falo duro de novo e ele continuava naquele ritmo calmo e firme e não parava de gemer e falar. Dizia que eu era a putinha dele que ele amava um cuzinho novinho e queria me arrombar todinho. Ficou um tempão metendo no mesmo ritmo eu rebolava pra ver se ele gozava logo, tava muito calor ali por ser um dia quente e os mosquitos tavam me pegando! A gente já tava todo suado, comecei a gemer mais alto dai ele com aquela mão grande começou a tocar uma pra mim. Não foi muito tempo e gozei de novo na mão dele. E ele nada de gozar já tava ficando com as pernas bambas de cansado pedi pra mudar de posição. Ele deitou de barriga pra cima e me puxou pra sentar em cima dele. Comecei a cavalgar naquele membro queria ir embora, tava cansado de já ter gozado duas vezes e tava com o rabo ardido e o cara nada ainda! Cavalguei mais uns 20 minutos até que ele gozou com um gemido rouco. Tava tão exausto que me deitei em cima dele, esperamos um pouco a gente tinha ficado todo melado de suor e porra que eu tinha gozado de novo sem tocar no meu pau dessa vez! Tirou a camisinha e jogou longe, ele tinha uma toalhinha branca de rosto que tava junto com a coberta e se limpou passou pra mim que me limpei rapidamente coloquei minhas roupas e corri para a camionete. Fiquei com medo que ele me deixasse no mato! Esperei-o arrumar a coberta e entrar no lado do motorista. Disse que tava morrendo de sede e ele pegou uma garrafinha de água que tava praticamente fervendo e me deu tomei uns goles ele tomou o resto e me levou pra cidade quando tava perto da rodoviária eu pedi pra descer. Tava doido pra sair daquela camionete! Ele estacionou bem em frente da rodoviária eu já ia indo embora quando ele me puxa pelo pulso e coloca uma nota de 100 na minha mão. Fiquei com vergonha e escondi ela no bolso. Ele falou na minha orelha que gostou muito e tinha se arrependido de a gente não ter ido pro motel. Me deu um thausinho e foi embora. Eu fiquei meio pensativo que cara esquisito! Eu não servia pra ser garoto de programa não! Voltei pra casa todo dolorido sujo e com um monte de picada de inseto que sou alérgico! Tava me coçando todo! Até que ele era lindo e tinha um tipo de foda muito gostosa, mais tinha que ser bem no meio do mato! Naquele dia me arrependi de ter fingido que era um garoto de programa e esqueci o livro da biblioteca no caro dele! E nem o nome eu tinha perguntado pro cara. Mais parece que eu não aprendi a lição o tempo passou e eu fui novamente naquela mesma rua sair com outros caras. Espero que gostem!

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario brunaocampinas

brunaocampinas Comentou em 05/03/2012

Bom conto. Se você também curte uma boa sacanagem entre machos de verdade, não perca tempo. Clique no meu nome e leia meus contos. Não deixe de comentar. Para o pessoal de Campinas que se interessar, meu e-mail está no final. Curto uma boa pegação com outro macho de verdade. Até mais.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


16073 - Garoto de Programa Parte 1 - Categoria: Gays - Votos: 1
16074 - Agarrado na Biblioteca - Categoria: Gays - Votos: 0
16076 - Garoto de Programa Parte 2 (final) - Categoria: Gays - Votos: 1
16077 - Dando no Rodeio - Categoria: Gays - Votos: 1
16078 - Vampiro Parte 1 - Categoria: Gays - Votos: 1
16079 - Vampiro Parte 2 - Categoria: Gays - Votos: 2
16080 - Vampiro Parte 3 - Categoria: Gays - Votos: 1
16081 - Vampiro parte 4 (Final) - Categoria: Gays - Votos: 1
16496 - Simon - Categoria: Gays - Votos: 0
17172 - Desejo - Categoria: Gays - Votos: 0

Ficha do conto

Foto Perfil marcos gatinho
marcosgattinho

Nome do conto:
Dando no Mato

Codigo do conto:
16075

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
03/03/2012

Quant.de Votos:
0

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


porno corno ainda nao consumado conto eroticoVelho fazendeiro sendo enrabado contos gayshomem deu o cu conto eroticocontos eroticos gay amor surgiu de forma inocente ofereci carona pro hetero contospeso conto heteroconto erotico o tio da portariaContodebucetaconto gay vizinho cabaçotransando no onibus conto eroticoCorno novinho contosexo com gostosa hqcontos de vizinhos taradoscontos+eróticos+de+novinha+com+cadastroarronbei minha sogra todinha contosconto incesto nao mestruavacontos eroticos d menininhas perdendo o cabaco com papai e irmaoiniciada pelo padrasto ou pai contos eróticosfilhaputacontofilmes hentai porno onde mulher e disputadas em corridas de carrocaguei no pau contosContos eroticos comendo cu da irma com o cunhadoconto erotico meninagay macho dominado submisso contocontos-meu cuzinho contraindo no teu paucontos eroticos gay me vestiam de menina pra me comercontos incesto meu filho machucadomenina.motara.abucetamerens chupando fudendo calcinha molhadameu filho gozou contocontoerotico fudida pelo marido e sogromeu padrasto me flagrouconto erotico tia lesbicaos anal mais arrombanteestupro chupando grelo grande até ferirMinha prima cgupou mimha buceta contocontos eroticos menage femininonoracontoeroticomeu mano novinho pirocudo alagou minha xota, videosAgora meu casamento com a minha esposa e uma maravilha eu fudi a buceta da minha filha e fudi minha esposa elas duas juntas eu depois eu levei minha filha pro motel pra eu fuder seu cu virgem conto eroticocontos erotico subrinho do pal pequenocu grande conto eróticoContos eróticos quase flagradosna brotheragem com hetero conto eróticoconto erotico no mato em portugalMamando o genro contoseroticosdou a buceta pro meu filho conto eroticoquadrinho porno a cu-invocantefotos cotos eroticos tirando atrazodei a bunda e gozei com o pau tocando minha próststaconto porno madrinhacontos eroticos dando em baixo do chuveirocontos erótico marido deixa mulher i pro motel e ela fala como foi atrazafilha novinha cobros eróticopornô pai e filho em quadrinhosConto erotico 12 bucetinhacontos eroticos adolecente grarvida incestocontos eroticos me exibi e amo q me chupemincesto contos eroticos dora sinsucontos eróticos a consinheira do quartelporno com varios homens e uma mulher conto eroticoContos Eróticos. de Minha Madrinha Veracontos eroticos com ai ui e palavroes e gimidos com maquinas de fodeconto triangulo amorosotive a vagina alargada contocontos fotos old man pornConto arrombadaQuadrinhos eróticosFilinha putinha dando a bucetinha pro paisinho contos eroticos com fotos e quadrinhos animadosContos.shortinho.curto.enlouquece.filhoesposa com amigo de corno no banheiro xhamaterpequenina conto eroticocontos de cdzinhas