Comi a bundinha da mulher do ciumento...

Click to this video!




Coisa boa e gostosa ou você guarda pra enterrar junto com você ou conta pra todo mundo. Então resolvi contar. Mudei nomes e alguns detalhes. Vamos lá... Eu trabalhava com a Marina, mulher de 28 anos, muito simpática e muito gostosa. Seu corpo era mesmo um colírio, principalmente quando vinha de calças compridas mais justas, ou saias justas e expunha suas belas formas... Casada, muito dedicada a família e ao marido... Trabalhávamos numa empresa de materiais eletrônicos, ela era encarregada de um setor de produção e eu da administração... Tudo começou quando fizemos juntos um curso, dentro da própria empresa. Passamos a ficar perto, a conversar mais e acabamos nos tornando amigos. Na hora de café, de almoço, eu e Marina estávamos sempre falando de assuntos da empresa ou outras coisas. Nossa amizade fortaleceu-se quando ela se transferiu em promoção para o andar do escritório, e por sorte veio provisoriamente para minha sala, que tinha eu, dois mensageiros e duas auxiliares. Sua mesa ficaria ao lado da minha, o que de certo modo, nas horas de maior folga, fazia com que nossas conversas se estendessem pelo dia todo. Dos assuntos de trabalho, passamos aos assuntos de família, filhos, mulher, marido e essas coisas. Marina tinha um olhar as vezes deprimido, as vezes alegre, ela tinha um rosto firme, semblante forte e um sorriso de garotinha, muito bonito por sinal. Eu já com 47 anos, tinha minha vida familiar definida, porém... Sempre tem porém... No meu casamento faltava mais embalo, mais coisas novas e isso não acontecia mais. Marina então passava a falar mais do seu marido e suas atitudes com os filhos ainda pequenos e sua rigidez com ela. Ele a controlava em todos os sentidos, até pra ir na mãe ele a levava, esperava e assim em todos os lugares. Quando nossa conversa foi ficando mais intima ela disse que ele examinava inclusive sua roupa, roupa intima e as vezes sua bucetinha. - Como? - perguntei... Ela disse: - Quando saio do banheiro após um banho, ele examina toda minha roupa, inclusive a calcinha e se algo estiver estranho, ele vem com aquela de querer brincar e põe um dedinho na buceta, pra ver se ainda tem alguma coisa, se caso eu o traísse. Eu nunca trai ele e nem tenho coragem... Nesse mesmo assunto e falando em sexo, ela dizia que ele a procurava quase todos os dias e quando não o fazia, dava um jeito de cheirar a bucetinha dela ou examinar a calcinha. Sempre antes de meter nela ele mexia na bucetinha dela com os dedos, como se estivesse mesmo examinando, colocava o pinto devagarinho pra ver se estava dilatado, molhado, essas coisas... Marina aos poucos se abrindo me confessou que nos últimos meses já não sentia mais nada com ele, já era difícil lhe abrir as pernas e fingir que gozava. Depois ia pro banheiro se masturbar. Aí o melhor da conversa... Ela dizia que uma vez brincando com ele, pediu pra ele colocar na bundinha, ele se afastou dizendo que jamais faria isso com a mulher dele, que isso não era correto, não era sadio e falou um monte de besteiras. Nunca mais depois desse dia, ela tentou fazer isso com ele... Na sequência eu perguntei: - Você já fez alguma vez. Ela respondeu: - Sim, umas duas vezes quando ainda menina, com um primo e gostei, mas depois nunca mais fiz. Meia tímida ela me perguntou: - Você gosta? Respondi: - É a coisa que mais quero que minha mulher me dê, mas, infelizmente por causa de religião e essas coisas, nunca fizemos. Tentei uma vez e nunca mais ela deixou, dizendo que aquilo não era certo. Nossa conversa amarrou nesse assunto e continuou no dia seguinte, quando ela disse: - Puxa!!! Essa noite foi daquelas... Meu marido veio por cima, gozou, virou de lado e dormiu, nem viu se eu tinha gozado ou não... Com o tom da conversa Marina, percebeu meu estado de excitação e eu o dela, ficava corada, e os biquinhos dos peitinhos apontavam pra lua. Aí resolvi provocá-la e dizia: - Meu amor, então dá o rabinho pra mim, vou te colocar nas nuvens!!! Ele nunca vai saber de nada, e você realiza seu desejo e eu o meu, porque olha, já ando em ponto de bala com você e nossa historia.... Ela riu abaixou a cabeça me chamando de louco, maluco... Etc... Cada vez que ela levantava eu secava a bunda dela, de propósito pra ela me ver olhando e ela também já fazia questão de se exibir um pouco mais. - Marina me dê esse tesouro!!! - Eu já mesmo em tom de brincadeira implorava assim por aquilo, e realmente já fantasiava comer aquela bunda... Uns dois dias depois, eu ainda assediava seu rabo de manhã, quando ela me chamou de lado e falou: - Eu pensei muito sobre isso e passei a me tocar sempre todas as noites imaginando isso com você e decidi atender o seu pedido, mas olha, tem que ser muito bem planejado e bem feito, se meu marido me pegar ele me mata e mata você também. Outra condição, na bucetinha jamais... Ok? Eu concordei e precisava agora achar um jeito de ficar sozinho com ela. Seu marido saía cedo e voltava a noite, entre 18:30 e 19:00hs então combinamos assim quando ela chegasse, iria puxar o fio do telefone na entrada fazendo ficar sem linha, seria tarde quando descobrisse e no outro dia chamaria um técnico e adivinhem quem seria. Técnico??? Claro! Eu... Ela fez tudo direitinho, desligou, seu marido chegou ela esperou até tarde pra ligar e quando pegou o telefone, não estava funcionando, sem linha. Então ela combinou de chamar e a pessoa viesse a tarde, ele concordou e disse que não poderia, pra pedir pra mãe dela vir ou então ela, saísse do trabalho e acompanhasse o técnico pois deveria ser coisa rápida. Tudo feito, combinado. Eu em êxtase profundo, pedi uma licença pra sair mais cedo e ela faltaria pra cuidar disso e voltaria para o trabalho. Tremendo cheguei à casa dela, com uniforme e capacete pra não ser reconhecido e bati palma, chamei, ela respondeu, pra vizinha ouvir, perguntou de onde era eu falei da empresa tal para ver o telefone etc... Ela veio sorridente e abriu o portão, entramos com todo o protocolo, eu na frente, ela atrás, e fomos diretos pra sala. Ela deixou as portas e janelas abertas pra não causar desconfiança nas vizinhas que eram muito amigas do seu marido. Havia um lugar próximo do barzinho, onde ficava também um telefone, que não daria pra ninguém ver nada. Em dois minutos arrumei o telefone, ele iria ligar pra ela ou ela ligaria pra ele. Nos agarramos de pé próximo do barzinho, a cena e o medo da surpresa nos deixavam mais excitados abracei-a com muito tesão e ela a mim nos beijamos acariciei todo seu corpo, abri sua blusa e pus seus peitinhos maravilhosos pra fora e chupei os dois, com um tesão de maluco, já imaginando o que viria ainda pela frente. Ela totalmente entregue e nos carinhos que eu fazia ela gemia muito baixinho e gostoso. Abri seu cinto, baixei sua calça até o joelho e a visão foi a mais linda que vi nos últimos tempos, uma calcinha molhadinha o volume da sua bucetinha expondo seu tesão, seu grelinho despontava pelo pano da calcinha abaixei até o joelho também e não resisti abocanhei sua buceta com um desejo extremo e uma volúpia alucinante. Fiz ela gemer quando abri bem minha boca tocando seu grelinho com a língua, subindo e descendo e já acariciando sua bunda fiz ela gozar em minha boca, foi a coisa mais gostosa que bebi até hoje, suas contrações eram deliciosamente doces, não sei como relatar isso, mas o liquido do prazer dela era algo muito saboroso, bebi como se fosse a ultima gota num deserto, ela não deixava enfiar nada dentro só a língua, nem o dedo. Tirei o resto da sua roupa, a virei de costas e o que era por fora era mais lindo por dentro, aquela visão me fazia parar para admirar a forma daquela bunda e brincando já com ela, seu reguinho, cheguei no seu cuzinho, confesso já estava molhado também estranho aquilo mas ele estava molhadinho também. Pra facilitar meu trabalho, ela se ajoelhou e ficou de quatro apoiada num banquinho do barzinho. Sua bunda arrebitada pra mim, me pedindo socorro era a visão do paraíso. Lambi, chupei aquele cuzinho como nunca fiz em mulher alguma, enfiava um dedo, as vezes dois e ia dilatando-o aos poucos pra relaxar enquanto ela gemia e já pedia pra colocar logo e eu ainda brincava ainda mais com ele e a levei a loucura quando lhe dava umas mordidinhas na beiradinha do seu cuzinho ou então mordia ele por inteiro de leve, não sei mas acho que o calor da boca, a língua e as mordidinhas deviam causar a ela uma sensação maravilhosa, porque ela gozou de novo. Passei um óleo próprio, sem cheiro e apontei meu pau praquele cuzinho. A sensação e a vista maravilhosa do meu pau naquele cu, era fantástica. Encaixei a cabeça, não queria fazer doer nadinha, apertava um pouco e voltava seu cuzinho aos poucos ia se dilatando, até que a cabecinha do meu pau se alojou no anel todinho e ficando lá dentro. Ela ainda contraía, o que dificultava, mas com paciência eu deixava e forçava devagar, pedindo a ela que se soltasse pra facilitar, ela conseguiu e aí fui colocando um pouquinho de cada vez, tirava, massageava seu cuzinho, ela já procurava pra deixar lá dentro de novo eu enfiava e tirava e o anel já não se fechava muito rápido. ela estava gemendo e adorando coloquei mais um pouco até mais da metade e o deixei ali dentro só brincando, de entrar e sair e fui indo até bater meu saco no corpo dela e amassar minhas bolas. Tinha enfiado tudo dentro daquele cuzinho. Fiquei parado e passei a mexer aos poucos, ela disse não doer nada, apenas ardia um pouquinho mas estava delicioso. Puxei e enfiei varias vezes, entrando e saindo daquela bunda fenomenal e já estocando ela com mais força anunciei meu gozo e ela acelerou uma masturbação e gozamos juntos eu jorrei muito liquido dentro dela, ela adorou e me segurou lá dentro não deixando eu sair daquela posição. Queria que meu pau saísse sozinho. Nesse momento o telefone tocou, era seu marido ela me fez sinal de psiu. e atendeu... - Oi amor... Tudo bem... Já arrumou sim só estava limpando aqui e já vou pro serviço de lá eu te ligo, tá??? - ele falava mais alguma coisa com ela e ela com meu pau dentro do seu cuzinho, falando com o seu marido, foi uma cena que jamais vou esquecer na vida. Mesmo ainda falando com ele, ela me puxava e me enterrava ainda mais dentro dela aquilo me deixou muito acelerado eu não podia nem tossir, mas em minutos, sem tirar meu pau de dentro dela fui ficando excitado de novo e o volume aumentando lá dentro sentia seu cuzinho muito quente e fui mexendo. Aí ela puxou mais assunto com ele e eu fiquei mais tesudo ainda. Ela fazia pra ele umas perguntas, que exigiam respostas mais longas, enquanto eu, já com meu pau ardendo, recomecei a foder seu cu, com mais rapidez e em silêncio total eu fodia aquela bunda enquanto ela falava com o marido. Era sensacional, antes que ela desligasse, eu a puxei, ela gemeu e gozei de novo lá dentro. Ele deve ter perguntado algo, ela disse ter batido o braço no barzinho e sim amor não amor... Gozei como nunca. Tirei meu pau, todinho dolorido, sua bundinha abertinha, seu cuzinho arregalado fui me lavar e ela desligou e veio logo em seguida. Nos lavamos e voltamos para o trabalho. Pra não dar bandeira, voltei quase no final do expediente e ninguém percebeu nada. No outro dia, ela me contou que ele a tinha cheirado mais que o normal ela até se preocupou, ela disse: - Anjo se me quiser tudo bem, é que amanhã vou ao medico porque estou com meu intestino preso, e hoje quando fui ao banheiro chegou a me machucar por trás. Ele reconfirmou que deveria mesmo ir a um medico mas não se contentando colocou ainda um dedinho na bucetinha dela ela que se fazia com tesão e disse que se ele quisesse que não demorasse, por que ela não estava muito bem e queria tomar banho e essas coisas. Ele a deixou de lado depois na cama a fodeu caiu para o lado e dormiu. Eu e Marina passamos a ter um caso anal ela nunca me deu a buceta, em contra partida seu rabo era só meu. Fodemos ainda quase um ano, e depois eu saí da firma ela também e se mudou, e não nos vimos mais. Eu lamento e sinto muito, porque adorava aquela bunda e ela dizia que era só minha. Espero que ela volte um dia porque morro de saudades dela e da bundinha dela... Se alguma mulher precisar de um técnico pra ver seu telefone quebrado fala comigo...

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


826 - UMA DOCE COROA - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
886 - LABORATÓRIO DO PRAZER - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
887 - INVERNO DE NOITES QUENTES - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
946 - POKER DO TESÃO - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 5
947 - CAMPINEIRO EM PORTO SEGURO - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
948 - EMPREGADINHA - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
949 - CUNHADINHA SOLTA - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
1011 - Trepei com a filha do general às escondidas - Categoria: Heterosexual - Votos: 3
1092 - Jogando Copo d'água com minha namorada e sua irmã - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
1115 - TITIA CARENTE DE CAMPINAS - Categoria: Incesto - Votos: 9
1144 - Tia Tarada por sexo - Categoria: Incesto - Votos: 2
1161 - COMI MINHA PRIMA ENQUANTO MINHA NAMORADA DORMIA - Categoria: Incesto - Votos: 5
1162 - COLOCANDO NO CU DE CHRISTINA - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
1181 - TRANSANDO COM A COLEGA DE FACULDADE NO CINEMA - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
1184 - FODENDO A SOGRA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
7803 - Trepando com a amiga do serviço. - Categoria: Heterosexual - Votos: 1

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico cacete campinas

Nome do conto:
Comi a bundinha da mulher do ciumento...

Codigo do conto:
1116

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
16/04/2003

Quant.de Votos:
3

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


esposa só quer um pau xgcontos erotico corno assumidoscariocapassivo@hotmail.comcontos de madrasta se exibindo para enteadofiquei sozinha na casa do titio e provoquei ele sem calcinha pornoporno de engravidando a mamae hqgaucha coroa no dwolland fotos e videosconto esposa vadia adora ser chingada e marido corno chupador de porrafui transformada em escrava sexual conto eroticoconto erotico a mulher do.meu irmaobucetas do brasilconto irma dormindohermafrodita bem dotadoquadrinhos porno putaqueriu gozei toda pornocontos eróticos esposa tentando desvencilhardesenhos porno negros em quadrinhoscontos eróticos casadaloira gostosaso safada conto eroticocontfo xota cu filhinho choracontos meu sobrinho e meu cuConto erotico esposa baixinhaenteada 11 sexo contoconto erotico minha professora e travestifotos de mulheres com minuscula saia erotica no sexo anal bem rabudascontoeroticofilhamaridoconto maconheiro roludocontos.encesto.mae.fas.gostosoConto porno desdi pequena pai e mae me comecontos do vaqueiro esposa e angelica safadaContos eroticos com fotos de podolatria com a novinha metelonaconto etrotico de bunduda fazendo dp com macacosMenininha de calcinha de bruço fotosrelatos encoxando a mae na praiagoza dentro das mulheres em transe hipnose pornoconto erotico mae carente fode tanto filho e engravidasimpsons pornôs hentai do avatarcontos fetiche por rola preta enormecontos eroticos com entregadoresfilho do pasto comendo a obreiraquadrinho porno gordas sedutorasporno zoofilia enchendo um copo com porra de cavaloConto erotico eu e meu marido bolinando nossa filhacontos eroticos novinha espiando seus tios transaremContoeroticocasada anovinhaconto sobrinho mamar na tiafilho conto eróticocontos eroticos julianacontos eroticos de maes e filhoscontos heroticostravestiConto erotico de ménina 12 mostrando a bucetinhatia pelada gostosaboys égua pica sexofilho machucado incesto contoConto: comendo a estágiária virgemporno quadrinhosGostosas sendo arronbandas por negão em quadrinhocontos eroticos com imagens eu e meus amigos comemos a minha mae bebadatio mete no cu da subrinha de chortinho na cuzinhacontos eroticos fudi minha gestante devido meu pai nos abandonaconto erótico gay com marinheiro carinhosocomtos arregasei a novinha casada na lua de melcontos veridico menino bem dotado conseguiu fode a professora casadaconto erotico policialcontos sadomasoquismo filhinha😈 comi o cu da bebada contos eroticosnudes da amiga da minha namorada peladacontos heroticos mi ha esposa e desconhecidoconto erótico apagãoContos gay de chuléconto estuprada por um pauzudoconto erotico acordando com uma bela chupadavadia michele traindo seu corno de quatrovideo porno casada nao estava mas sim.segurado pra chupa o mau do amigoconto erotico caminhoneiroconto erótico incerto padrasto pervetido