Mamando o Uber e Sendo Flagrado pelo Vigia

Click to this video!


Fala galera, há quanto tempo? Voltando aqui pra fazer mais uma postagem de um conto bem safado (e verídico) pra vocês. Como tenho outros, os interessados em saber como sou podem lê-los, e claro, gozarem bastante.

Bem, essa história ocorreu cerca de quatro meses atrás. E há um tempo, aqui na rua de casa, trocaram a empresa que faz a vigilância noturna. E apenas soube da troca, mas de fato não havia nem visto o carinha que trabalhava antes devido à maioria das casas que aderiram serem próximas à esquina contrária a minha.

Por causa de uma atividade que realizei e que durou os cinco dias da semana, eu tive que chegar por volta de meia-noite e meia, uma hora da manhã. E neste horário, o rapaz da vigilância já estaria trabalhando e no primeiro dia de atividade, o vi. Como ele viu um carro estacionando frente à minha casa numa segunda feira (meia noite), logo se aproximou apenas para ver o que estava havendo. Desci do carro-Uber e, enquanto abria a porta, o cumprimentei.

Ao vê-lo, reparei que um rapaz de uns 25/26 anos, moreno, magro, barbinha apenas no queixo que o deixava com cara de novinho querendo ser maduro. Aquela roupa preta (calça e camisa de algodão) escondia seu corpo, e seu rosto não era bonito, apenas normal:

- Boa noite, irmãozinho... – disse ele – Me chamo Samuel, sou o novo guarda. Pediram lá na empresa pra eu me apresentar... Desculpe a hora, mas queria aproveitar que estamos nos conhecendo pedir um copo d’água ao senhor... – e abriu um sorriso amarelo como quem tivesse fazendo coisa errada.

- Boa noite... Ok, rápido. – respondi abrindo o portão de casa e o Uber que tinha vindo me deixar se foi.

Quando voltei ao portão com a água, ele estava parado e reparei mais um pouco nele. Sua camisa, apesar de pequena, se agarrava no peito e as mangas nos braços. A calça marcava uma bundinha bacana e um volume chamativo, mas não exagerado na frente de sua calça. Chamei, e dei-lhe uma garrafa d’água e um copo:

- Ah, senhor, obrigado. Esqueci que tinha que trazer a minha garrafa. A Empresa diz que dá a água pro funcionário, mas não traz e proíbe a gente de pedir pra alguém da rua... – bebeu um copo e continuou – Poxa, o primeiro dia que o senhor me vê e eu estou quebrando regras... O senhor não vai falar nada, né?! – e riu.

- Pra mim, você nada fez de errado, apenas pediu água... – falei e não estava pensando maldade, principalmente por ele ser muito comunzinho – Quer saber? Pode levar essa garrafa... Amanhã pode bater aqui em casa e pedir pra alguém, ou esperar eu chegar por volta desse horário...
Ele apenas agradeceu e pronto.

No outro dia, a mesma coisa: O Uber foi estacionando e ele se aproximou, abriu um sorriso e mostrou a garrafa; falamos pouco e eu entreguei a cheia de novo.
No terceiro dia, as coisas mudaram de repente, pois na vinda pra casa, acabei por chamar um Uber que, por coincidência, foi um cara que já tinha conhecido e reencontrado várias vezes em um cine pornô daqui e acabei pedindo pra dar uma mamada e ele aceitou. Quando paramos na frente de casa, estava tão excitado que esqueci de qualquer pessoa em volta. Caí de boca no pau do safado, ele fechou os olhos e curtiu a mamada:

- Isso que é trabalho... Faturo grana, faturo boca... E se eu não estivesse no começo do turno, ia faturar teu cu... – Falou enquanto empurrava minha cabeça na direção da pica – Sentiu falta da pica? – ele perguntou e eu apenas fazia “uhum” de boca cheia e ele me pegou pelo pescoço – Responde, viado... Olha o vício... Porra! Sentiu saudade da pica?

- Sim, macho... Senti saudade desse pauzão... – falei e recebi um puxão na cabeça. Abri a boca e dei logo uma engolida nele todo, pra ele aprender. Ouvi um gemido de macho e comecei o trabalho.

Sentir aquele homem tremendo de tesão por culpa da minha boca me estimulou muito. Haja gargantada na pica. Não tava dando trégua pro cacete dele. Quando queria respirar, aproveitava pra sugar as bolas e lamber o pau, ouvindo desaforos: “viado boqueteiro”, “mamador de pica”, “Tava no serviço e você vem me provocar... Bem feito, tá levando chumbo grosso na goela... Viado é pra matar com pau...”. E isso, ouvia também ele mandar: “Isso mesmo... Garganta...”, “Se lambuza... Vai...”, “Isso, viado... Muito bem...”, “Se continuar mamando assim, vou gozar na tua boca!”.

Eu continuei trabalhando na pica pra arrancar leite por uns dez minutos. Quando ele respirou fundo e mandou uma gozada na minha cara. Como todo mundo na minha casa estaria dormindo e a rua estava vazia, pensei em sair com a cara só gala do carro e lavar no banheiro. Ele riu e disse que eu era “um viado viciado em macho”. Respondi que eu que trabalhei pra conseguir o leite, então eu ficaria com ele como eu quisesse. Rimos.

Quando eu desci do carro, o guarda apareceu e não dava mais tempo de voltar pra dentro do carro. Logo, ele me viu com a cara só gala e riu de canto de boca:
- Fala, irmãozinho... O senhor pode me conseguir água hoje? – Ficou me encarando e enquanto eu tentava esconder meu rosto só porra, mas minha cabeça era preta, e se eu tentasse limpar com a mesma, pioraria a situação.

Entrei em silêncio, lavei o rosto, voltei, peguei a garrafa, enchi e quando fui entreguei e ele bebeu logo um pouco, e mandou pra mim:

- Tava com uma sede do caramba... Fiquei esperando o senhorzinho chegar. Aí, o senhor chegou, fiquei esperando e vi o senhor terminar de se divertir e matar sua sede também. Com todo o respeito... – Ele disse e bebeu mais um pouco. Porém não pude deixar de reparar no baita volume que se formou naquela calça preta de guarda abusado.

- Bem, matei a sede por hoje... – Eu disse, pois ainda não queria me envolver com o guarda, pois ainda estava com medo e com receio dele espalhar pela rua, portanto me calei.

- Ainda bem que sede vai e volta... – Ele disse, riu, agradeceu e se afastou. Virou pra trás e disse - Ah, não se preocupe... Eu sou discreto e guardo segredo.

Bem, galera, por hoje é só, mas no próximo conto como o guarda cedeu ao instinto e me fudeu no horário de serviço.
Abraços...


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario thomasativo

thomasativo Comentou em 14/08/2017

Continuaaaaa, cara!!! Sou um grande fã dos seus contos!!! Quero saber o q aconteceu depois!!!

foto perfil usuario mahdiniz001

mahdiniz001 Comentou em 02/07/2017

Muito bom...Ansioso pela continuação.

foto perfil usuario betopapaku

betopapaku Comentou em 02/07/2017

Mas que puto safado! Esses universitários querem mesmo é ganhar o diploma de puta!




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


39889 - O Machão Ciumento me Comeu e Gostou - Categoria: Gays - Votos: 31
39896 - Visitas na Casa do Machão Ciumento - Categoria: Gays - Votos: 31
40186 - O Machão Ciumento e o Entregador de Água - Categoria: Gays - Votos: 27
49953 - O Safado, o “Conservador” e Eu (Parte 1) - Categoria: Gays - Votos: 13
81678 - O Amigo Lutador e Fodedor - Categoria: Gays - Votos: 20
89861 - O Pedreiro Abusado e Safado - Categoria: Gays - Votos: 19
96317 - O Pedreiro Abusado e Safado (Parte 2 - Final) - Categoria: Gays - Votos: 14
110879 - Comido Pelo Vigia da Rua - Categoria: Gays - Votos: 16

Ficha do conto

Foto Perfil universitário21
universitario20

Nome do conto:
Mamando o Uber e Sendo Flagrado pelo Vigia

Codigo do conto:
102676

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
01/07/2017

Quant.de Votos:
20

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


conto namorada e sogras vivem nuascontos comeu minha cunhada e minha esposaquadrinho do papai fabulosooutra chance parte 3dominado a forca conto gayConto erotico 30cm na minha primacontos eroticos bato na cara de vadia e arrombo buceta sou selvagemconto erotico gey com foto o pedreiro negãocomeu meu cuzinhomah_eloiza@hotmailsogra gordinha sessentona contossexo gay conto erotico gay chiquititasconto erotico shortcontos eróticos minha vizinha na praiaquadrinhos eróticos bons temposcontos erotico levei minha esposana casa se swingcontos porno traicoesConto de uma casada montador de moveisFodendo a forca bundona bojete sexo forteconto erotico sogracontos comi o cuzinho da minha irmãzinhabundas+exageradas+com+marca+de+biquini+analconto cesto de calcinhaconto erótico peguei minha tia se masturbando com a calcinha de ladoinaugurando uma novinha contos eroticoscontos eroticos vera meho sou guei e meu pai e meu homenconto erotico siririca com pepinoGay picas grandes quadrinhoquadrinho xxx do diaboconto erotico mulher briga com homem de pinto pequenoquadrinhos porno svporno de engravidando a mamae hqxvideos.mobile.com/cinquentoes peladosbote tu mulher pro comedor é muito eroticomeu marido peladovirei mulher no carnaval contomae incestopag 2contos eroticos gay cumplices de um resgatewww.quando o corno sai minha inquilina poem um shortinhos e fica se mostrando o vaqueiro do pau sebento - conto eróticocomeu o cuzinho da novinha e fez ela cagar um kilo de bostaputinha bundinhachupando cachorro contoPorno contos de gay pela 1 vez chorei erodocos quadrinho cunhadascontos eroticos/tetas grandesvedeo porno chupei a rola do meu padrasto ater sai leitinnetacontoeroticocontos erotico iniciando calcinhaxvidio porno endesenho comei amadastra esetocontos eroticos minha primeira siriricaporn filha hqquadrinhos eroticos a cu invocante 1priminha lésbica contoscontos eroticos titia o cu começou a pisca no pau na hora de gozaConto eroticos Porno gay Tio Descobriucontos eroticos gay dormindo hentaytirei a virgindade do meu irmao duduwww.entiadacontoeroticocontos eróticos de brigas e reconciliaçãocontos erótico de mae filho filha e sobrinhameu primo ver eu comendi a esposa deliMinha mulher e da pro vizinho roludo cu e buceta Roludoo 23 cm contos eroticosContos eroticos inocente forcaSexo com Beto Papakufilmes eroticos de casadas sendo estrupadas por borracheiroContos eróticos de cornos com dotadosConto erotico interacial quadrinhoconto casada com negao no pelofilho fazendo massagem-contoConto erotico 25cm grosso na irmacontos eróticos suruba de cu arrombado pelo dog e seu donocontos eroticos de lendo contos eroticos no computador femininoporno conto erotico no onibusmagrinha casada itu hoteldom-cuervo@gmail.com