A cunhadinha ficou bem quietinha

Click to this video!



Os dias seguintes me traziam a memória de minha coelhinha, de manhã à noite. Não importava onde eu estivesse ou quão importante fosse o que quer que eu fizesse, eu lembrava de minha cunhadinha rebolando com aquela fantasia, com o rabinho balançando enquanto me chupava ou pulava.
Café, água, refrigerantes, nem mesmo cerveja me faziam esquecer as cenas inacreditáveis que tinha presenciado naquela segunda-feira à tarde.
Nem com Maria Alice consegui me saciar, já que ela estava com uma semana muito atribulada e chegava tão cansada que só queria saber de dormir. Até tentei uma aproximação, mas ela me afastava com a mão e dizia que brincaria comigo assim que seu trabalho voltasse ao normal.
Cheguei em casa tarde um dia e Bia já dormia. Depois do jantar e um beijo em Maria Alice, também fui para a cama.
Girei para um lado, para o outro e nada do sono vir. Fui à cozinha para um gole d'água e voltei para a cama. Sem sono. Sentei na beirada e fiquei pensando se o que eu tinha feito e o que eu queria fazer estava certo. Fui ao banheiro e novamente deitei, me cobrindo com o lençol. Nada. Fui para a sala e fiquei navegando no celular, tentando encontrar um sono que insistia em não vir mas Bia e sua fantasia não desapareciam de minha cabeça. Eu realmente queria apenas esquecer tudo aquilo, negar que meus desejos pela cunhada eram tão fortes.
Iniciei uma punheta mas sabia que ao final ela de nada bastaria. Minha vontade de pegar Beatriz por trás outra vez era muito maior, porém essa era minha única opção.
Estando na sala, fui ao banheiro principal, e não no da suíte, passando pela porta do quarto de hóspedes onde Bia dormia. A luz do corredor que passava pela porta entreaberta iluminava em cheio aquele bumbum que tanto me atraia. Não consegui resistir.
Entrei no quarto e fechei a porta. Liguei a lanterna do meu celular e do celular da cunhada, iluminando aquele corpo escultural. Abaixei o short do meu pijama e fiquei me punhetando devagar, sem ter certeza de que conseguiria chegar ao final sem tocar aquela pele alva e tenra. Agachei ao seu lado e toquei sua bunda, por cima do shortinho branco do pijama, e acelerei a punheta. Beijei seu rabo e o aroma inconfundível de Beatriz me fez entender que eu não queria sair dali, não conseguiria agora, nem se eu quisesse.
Com muito cuidado fui abaixando o shortinho, enrolando-o até a metade das coxas grossas. Sua respiração ainda evidenciava um sono pesado. Abri seu guarda-roupas e peguei o tubo de gel, no lugar onde tinha dito para ela esconder, passei um pouquinho entre as nádegas fartas e besuntei meu cacetão, deixando uma quantidade generosa na cabeça. Subi sobre ela, tentando não acordá-la, pelo menos não ainda. Encostei a rola em sua bunda e Bia tentou se virar. Segurei seu corpo até ela se aquietar. Comecei a empurrar o cacete, tentando encontrar seu cuzinho, mas com a luz fraca e apenas uma mão para me sustentar e não cair sobre ela era difícil e a dificuldade aumentava mais ainda devido ao excesso de gel que fazia meu pau deslizar de cima a baixo, até chegar em sua bucetinha.
Quando finalmente consegui me encaixar direito, Beatriz abriu os olhos e me viu sobre si. Abaixei e disse ao pé de seu ouvido para ficar quietinha que eu não estava mais aguentando esperar. Quando a cabeça rompeu a primeira resistência, ela virou a cabeça e percebeu que ainda era noite e perguntou, aos sussurros, se eu era louco. Empurrei mais um pouco e minha cunhada cerrou os dentes e me encarou com olhos desesperados de onde as lágrimas começavam a rolar. Puxei o travesseiro e a mandei morder. Assim que o fez continuei a empurrar minha piroca, fazendo-a enterrar o rosto no travesseiro que já a calava e tentar agarrar minhas pernas, arranhando-as ao ponto de se formarem pontos de sangue que logo cicatrizariam.
Parei e soltei um gemido entredentes ao sentir que todo meu tronco estava bem acomodado dentro daquela bundinha tão perfeita. Bia também segurava seus gemidos e choros assim que eu comecei a meter.
Saia e entrava com um prazer sem igual, mordendo o ombro sexy que saia pelo colarinho folgado que se estivesse de frente seria um generoso decote. Com os cotovelos apoiados sobre seu colchão, as mãozinhas aflitas seguravam as minhas e apertavam, quase me arranhando como tinha feito com as pernas. Troquei nossas mãos de posição e as deixei presas sobre as minhas, socando naquele cuzinho apertadinho sem parar, soltando baforadas quentes a cada cravada que eu dava. – Vai logo, não aguento mais. – Ela disse bem baixinho, difícil até mesmo para eu ouvir, e meu deu mais tesão ainda. – Goza logo, goza logo. – Mal sabia ela que eu tinha apenas começado.
Soltei todo o peso sobre seu corpo, esmagando-a com meu peito em suas costas, e leve minhas duas mãos até sua bunda, apertando enquanto bombava nervosamente. Com um tesão tão aflorado, era cada vez mais difícil me segurar, tanto no gozo quanto em meus sons. Bia, no entanto, parecia mais forte e se segurava mordendo a fronha do travesseiro e se mantendo em silêncio o máximo possível, com apenas o "nhec, nhec" das molas do colchão e os rangidos da madeira da cama serem audíveis.
Parei e fiquei olhando meu suor pingando em seu pijama que estava todo molhado de tanto suor.
Com o silêncio absoluto reinando novamente, pude ouvir como nossas respirações estava forçadas. Ouvi, também, claramente, o chorinho de Bia, abafado pelo travesseiro que lhe tampava a boca. Fiquei parado, com minha tora cravada por completo dentro daquele cuzinho que tão bem me acolhia, me deleitando com um lado sádico que aos poucos eu descobria ter, apreciando até os soluços que sacudiam seu corpo pequeno e delicioso. Aos poucos os lamentos diminuíram até cessarem por completo e, já pronto para recomeçar, novamente Beatriz me surpreendeu. Empurrando seu quadril para trás, ela mesma começou a se fuder, literalmente. Afastei meu corpo e deixei ela em seu sobe e desce, deixando seu cuzinho envolver e abraçar todo meu pau, escutando os dengos que ela fazia enquanto me dava um prazer incomensurável. Percebi, também, que suas duas mãozinhas estavam entre as pernas, trabalhando com o mesmo afinco que seu quadril.
Quando seu quadril, com um certo esforço, se afastou de mim e tocou o colchão mais uma vez, aproveitei a oportunidade e retomei as rédeas da minha égua, tornando a bombar com força e velocidade, já sentindo que meu gozo se aproximava. – Caralho, que cu gostoso, Bia. Puta que o pariu, sua cuzuda de merda. – Isso não foi sussurrado nem dito ao pé do ouvido, foi gritado em alto e bom som. Tomada de um susto, ela tentou desesperadamente escapar de baixo de mim, se contorcendo e tentando me empurrar para cima enquanto eu cravava meu cacete e gozava em seu cuzinho fujão, enchendo-o todo e finalmente cedendo aos movimentos desesperados da cunhadinha e me deixando tombar para o lado, prensado entre seu belo corpo e a parede fria.
Como um raio ela puxou o shortinho e ficou de pé, encarando a porta, esperando pela entrada de sua irmã para acabar com tudo de uma vez.
Não aguentei e desatei a rir deixando-a perplexa. Ao me recompor, expliquei que Alice tinha sido chamada às pressas para cobrir um colega que tinha faltado no serviço e tinha saído logo após eu sair.
Bia ficou brava e veio para cima de mim, com os olhos ainda marejados, tentando me socar com seus soquinhos fracos e encantadores, que mais parecia uma massagem.
Segurei suas mãos e a beijei, acalmando-a. Terminei explicando que agora sabia que poderíamos repetir a dose, mesmo com minha mulher na casa.
Dormimos, cada qual em seu quarto. Meu sono foi pesado e acordei feliz como a muito não fazia.
Tomei café apenas com Bia, beijando-a sempre que possível, passando minhas mãos em seu corpo e fazendo brincadeirinhas sexuais a toda hora. Deixei a mesa posta para Alice tomar seu desjejum ao chegar e fui me arrumar para o trabalho.
Terminando de colocar o terno e abotoar o último botão, lembrei de Bia dizendo que tinha tesão ao me ver com roupa social. Imagino como ela se sentiria ao me ver com terno completo. Fui ao seu quarto e abri entrei, sem pedir permissão, e a vi amarrando o cadarço de seu Converse colorido. Seu olhar me deu a certeza de que ela realmente gostava de me ver assim.
Abri o zíper e deixei meu monstro tomar um ar até terminar de se enrijecer. – Nem vem. Você já me deixou toda dolorida de ontem a noite. Não aguento outro ferro na bunda não. – Fui me aproximando e punhetando meu pau, deixando-o do tamanho que ela gostava. – Quem falou alguma coisa de bunda? Com essa calça jean apertada dá para perceber que você quer se preservar um pouquinho. – Parei na sua frente. – Mas acho que essa sua boquinha está disponível, não estou certo?
Mal sorriu, seus lábios foram de encontro à cabeçona do meu pau e começaram a beijar, enquanto suas mãos ora deslizavam pelo membro, ora massageavam minhas bolas. Aos poucos ela aumentou a pressão e foi abrindo a boca, deixando que mais e mais do meu pau entrasse dentro dela. Estava delicioso. sua cabeça ia e vinha, depois sua língua percorria todo o meu pau, lambendo até as bolas, e subia com lambidinhas e beijinhos por toda a extensão do meu cacete grosso e comprido. Novamente abocanhou apenas a cabeça, franziu a testa e arregalou os belos olhos escuros.
Parou a chupetinha e se inclinou até o criado-mudo ao lado da cama, pegando o estojo com o óculos vermelhos ali guardados. Voltou de onde estava, apenas com a cabeça entre os lábios, e me deu uma piscadela. Falei que era sacanagem por usar aqueles óculos, que não aguentaria muito. Bia apenas sorriu e começou a me chupar com ardor, entusiasmada para me ver terminar em seu belo rosto.
Seu truque funcionou muito bem e não me aguentei muito. Segurei o topo de sua cabeça, com meus dedos se entrelaçando em seus curtos fios de cabelo, e gozei abundantemente em seu rostinho de ninfeta cuja porra cobriu todo seu rosto e escorreu por sobre a blusa, o que a fez reclamar da minha bagunça. Retruquei dizendo que ela tinha outras e bastava trocar.
No entanto nossos corações pararam ao ouvirmos o som do portão automático a se abrir.
Saí de seu quarto e ela trancou a porta atrás de mim. Fechei o zíper e corri para meu banheiro escovar meus dentes pela segunda vez naquela manhã. Ao me ver no banheiro me deu um beijo na bochecha e colocou seu pijama para dormir após tomar o café. Fui com ela até a cozinha, pronto para ir para o trabalho, relaxado como nunca. Encontramos Beatriz a beber um copo d'água, com outra blusinha, e também recebeu um beijo de Alice na bochecha.
Maria Alice, observadora que só, percebeu uma manchinha nos óculos vermelhos de Beatriz. Pegou os óculos nas mãos e meu coração disparou. Pela cara de Bia o dela também devia estar como o meu. – O que seria da irmãzinha sem uma irmãzona par cuidar de você, hein, bobinha? – Agora sabem de onde Bia tirou a ideia de me chamar de bobão. Limpou os óculos na manga comprida do pijama e colocou de volta no rosto da irmã, arrumando seu cabelinho curto, pouco acima de seus ombros. – Você está linda, maninha. O rapaz que conquistar seu coração vai ser muito sortudo. – Impulsivamente, Beatriz abraçou Maria Alice e somente eu vi a lágrima que escorreu de seu belo olho.
Mais que depressa ela se virou e saiu correndo porta afora. Voltou em seguida para pegar a mochila. Esperei Alice deitar e também fui trabalhar, sem conseguir entender como as mulheres sempre conseguem dizer o que deve na hora certa. Até me bateu uma dúvida sobre se ela sabia ou não do que acontecia debaixo de seu nariz.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario bianor

bianor Comentou em 03/05/2017

Boa noite: bjus na piriquitá das duas.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


18161 - A bunda ardeu, doeu, mas gostei muito. - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 14
18222 - O APRENDIZ DE BARBEIRO - Categoria: Gays - Votos: 8
18223 - Um cigano me arrombou - Categoria: Gays - Votos: 9
18251 - Meu treinador me enrabou e fiquei viciado - Categoria: Gays - Votos: 17
18252 - MEU TEINADOR ME ENRABOU - FIM DE SEMANA NA CHACARA - Categoria: Gays - Votos: 14
18303 - A COLEGIAL NO PARQUINHO LEVOU SÓ NU CU. - Categoria: Virgens - Votos: 20
18409 - A descoberta do outro lado. O começo. - Categoria: Gays - Votos: 10
18462 - Novamente levando rola do nosso amigo. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
18499 - Como fui violado na visita a casa de minha Avó. - Categoria: Gays - Votos: 8
18546 - Fazendo o rabinho do meu enteado e ele gostou. - Categoria: Gays - Votos: 16
18638 - De tanto insistir minha mulher deu para o VENDEDO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
18641 - Vara no rabo dói mais quando se acostuma vira puta - Categoria: Virgens - Votos: 4
18990 - FUI VIZITAR A AMIGA E GANHEI ROLA DO MARIDO. - Categoria: Fantasias - Votos: 15
21722 - Como fomos comidos eu e meu marido por Antonio. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 31
21723 - O PAI DA MINHA AMIGA TRASOU MEU CUZINHO VIRGE. - Categoria: Virgens - Votos: 13
22026 - Abusando da Tia Dorminhoca - Categoria: Incesto - Votos: 10
22244 - A namorada sendo arrombada pelo amigo bem-dotado. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 23
22246 - A reforma minha esposa. Neide e o Pedreiro - Categoria: Traição/Corno - Votos: 30
24803 - 1ª vez. Que um negrinho me comeu! - Categoria: Gays - Votos: 22
24804 - A do mecânico era mais engraxada! - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
24805 - ABUSANDO DA MÃE FIZ ENGOLIR 22 CM DE PICA. - Categoria: Incesto - Votos: 27
29540 - Minha esposa estrupada no cafezal na minha frente. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 23
31163 - Tornei-me corno no sex-shop. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 19
31166 - Minha esposa sofreu na mão de um roludo e gostou e - Categoria: Traição/Corno - Votos: 17
31168 - Meu primo comeu meu cu. - Categoria: Incesto - Votos: 25
31169 - Marlene e o velho Benedito - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
31923 - Eu e meu amigo comendo a minha namorada japinha - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 9
33363 - Delicias de foda na borracharia - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
33483 - Dividindo a esposa - Categoria: Traição/Corno - Votos: 18
33484 - Tendo que dividir a esposa - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 40
33489 - CONVIVENDO COM O INIMIGO. - Categoria: Gays - Votos: 12
35136 - TORNEIME PUTA NO ONIBUS - Categoria: Traição/Corno - Votos: 35
36489 - Esposa abusada por um moleque - Categoria: Traição/Corno - Votos: 28
36490 - Esposa abusada por um moleque 1 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 27
36505 - Esposa abusada por um moleque 2 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
37700 - EU MINHA ESPOSA E O PASTOR. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 21
37701 - Meu amante rasgou meu cuzinho virgem! - Categoria: Traição/Corno - Votos: 15
37720 - Eu ela e o colega na praia de nudismo - Categoria: Traição/Corno - Votos: 18
37721 - Cuidando da novinha rabuda - Categoria: Incesto - Votos: 11
37724 - Juceli e o velho preto - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
38017 - Arrombei a professora do meu filho - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
38046 - COMENDO A COLEGA GOSTOSA NA BAHIA. - Categoria: Heterosexual - Votos: 2
38074 - Fui na conversa de minha mulher e virei corno. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 33
38115 - DESCABAÇANDO O CUZINHO DO CASAL - Categoria: Traição/Corno - Votos: 25
38118 - Comida à força... E gostei! - Categoria: Traição/Corno - Votos: 50
38393 - A mulher do meu cunhado. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
38396 - O marido gostava de olhar a esposa sendo fodida. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 17
40590 - Comida por um negão de rola grande - Categoria: Traição/Corno - Votos: 19
40592 - Meu irmão meteu a rola em mim - Categoria: Incesto - Votos: 7
41072 - Como minha mulher é PUTA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
42140 - A pica dura do papai - Categoria: Incesto - Votos: 11
42141 - A primeira vez de uma mulher casada. - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
42217 - Meu marido armou uma arapuca pra mim - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
46230 - Descabaçando a empregada - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
69859 - A PRIMEIRA VEZ DE DANUZA - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
69971 - Como conheci Vanessa minha esposa parte I - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
69972 - Como conheci Vanessa minha esposa parte II - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
69973 - Como conheci Vanessa minha esposa parte III - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
70444 - Meu namorado e seu amigo me comeram gostoso - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
70812 - Fiquei bêbado e virei corno manso - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
76568 - COMENDO A CRENTE CASADA - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
76569 - Dei para o sogrão - Categoria: Traição/Corno - Votos: 23
77692 - Descobri que minha linda esposa era puta na nossa - Categoria: Traição/Corno - Votos: 27
77737 - Descobri que minha esposa era putinha em nossa lua - Categoria: Traição/Corno - Votos: 17
78073 - Esposa convidada pra suruba pelos compadres - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
78121 - Chupei a buceta dela toda gozada do macho - Categoria: Traição/Corno - Votos: 21
78355 - Descobrindo o verdadeiro amor de mãe Parte I A De - Categoria: Incesto - Votos: 13
78356 - Descobrindo o verdadeiro amor de mãe (Parte II - R - Categoria: Incesto - Votos: 9
78357 - Descobrindo o verdadeiro amor de mãe (Parte III - - Categoria: Incesto - Votos: 12
78512 - Minha esposa no massagista - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
78548 - Consentimento pra dar pra outro homem - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
78549 - Gosto de ver minha esposa gozando com outro homem - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
79229 - Fui devorada pelo Vigia de Obra e gostei. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
79404 - MAMÃE MANDOU PAPAI TIRAR MEU CABAÇO! - Categoria: Incesto - Votos: 22
79446 - Ferramenta do Pedreiro - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
79458 - COM MEDO DO TARADO, COM O TARADO DO LADO. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 1
80150 - QUE SE FODAM OS HIPÓCRITAS EU AMO DÁ MEU CÚ! - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
80334 - Troca de Esposas - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
80335 - Serginho metendo na minha esposa - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
80977 - Casada evangélica adora trair. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
80978 - Casada Dando a Xoxota ao Jovem Cunhado Safado - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
80979 - Estuprada no pico da bandeira - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
80980 - Casada Dando a Xoxota ao Jovem Cunhado Safado II. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
81421 - Papai me fodeu gostoso e adorei - Categoria: Incesto - Votos: 11
81824 - Evangélica casada é abusada no ônibus! - Categoria: Traição/Corno - Votos: 20
81991 - Meu vizinho descobriu minha esposa V - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
82284 - Martinho e o estupro da sua mãe - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
82301 - Chorei na pica do negão - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
99942 - Minha esposa deu para o amigo e ele chupou meu pau - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 16
100305 - Como minha mulher perdeu a virgindade no cuzinho - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
100309 - A novinha bucetuda que deu o cú pra pagar pela bicicleta - Categoria: Heterosexual - Votos: 4
100484 - Com o Dono da Locadora na Seção de Filmes Pornôs - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
100485 - Esposa Advogada comida por um Bandido - Categoria: Traição/Corno - Votos: 17
100519 - Esposa novinha fez programa sem camisinha - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
100637 - A primeira vez que traí meu marido. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
103763 - Comendo a namorada do amigo pela primeira vez - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
103764 - Arrombada na Despedida de Solteira - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 5
103936 - A esposa do meu irmão mais velho - Categoria: Traição/Corno - Votos: 5
103937 - A vingança foi dar o cu para o ex-cunhado. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
103985 - ESPOSA MADURA LEILOADA NO PUTEIRO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
104255 - Minha esposa se realizou - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 2
104363 - SOU UM CORNO FELIZ E REALIZADO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 15
104368 - COMPRE 1 CELULAR E GANHE 1 CHIFRE NO NAMORADO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 15
104415 - O Zelador Coroa e o jovem casal - Categoria: Traição/Corno - Votos: 16
104533 - Tendo um caso com a minha sobrinha - Categoria: Incesto - Votos: 11
104891 - Meu Marido me armou uma Cilada - Categoria: Traição/Corno - Votos: 19
105910 - DELÍCIA DE EVANGÉLICA NO ELEVADOR - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
105911 - DELÍCIA DE EVANGÉLICA SENDO CHUPADA - Categoria: Heterosexual - Votos: 7
105912 - VIZINHA EVANGÉLICA METELONA - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
105913 - Vizinha evangélica metelona Parte 2 - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
105914 - CRENTE GOSTOSA E VIRGEM - Categoria: Heterosexual - Votos: 12
106028 - Realizando a fantasia do marido, satisfazendo a esposa, desfecho. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
106095 - MARIDO BROXA VIRA CORNO 2ª parte - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
106097 - MARIDO BROXA VIRA CORNO 1ª parte - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
106102 - A ninfeta chapada - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8
106133 - O dia em que comi a tão desejada sogra. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 7
106216 - Moleque negro quer engravidar minha esposa. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 38
106257 - Moleque negro quer engravidar minha esposa – Parte 2 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 26
106258 - Moleque negro quer engravidar minha esposa – Parte 3 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 20
106660 - Malu encarando 23 cm e muito grosso - Categoria: Heterosexual - Votos: 10
106713 - Muita pouca vergonha - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
106901 - Ferias com o Maridão corno. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 26
107138 - Vidinha de corno como convenci minha esposa a ter um amante. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
107186 - Corno do Primão - Categoria: Traição/Corno - Votos: 15
107190 - Transei com meu sogro - Categoria: Incesto - Votos: 14
107328 - Perdendo a virgindade com o patrão do meu pai - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
107342 - O amigo do papai casou comigo para ser corno. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 9
107343 - Primeira namorada - A primeira vez dela. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 1
107977 - Os Inquilinos As aventuras sexuais de uma menina curiosa... 3 parte - Categoria: Heterosexual - Votos: 6
107979 - Os Inquilinos As aventuras sexuais de uma menina curiosa... 6 parte Final - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
108240 - Corno do Primão 2 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 8

Ficha do conto

Foto Perfil linsar
lins1955

Nome do conto:
A cunhadinha ficou bem quietinha

Codigo do conto:
100307

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
02/05/2017

Quant.de Votos:
5

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


se atracando com meu amigo no trabalho conto gayconto erotico eu casada deixei o primo do marido goza na minha bocaaleeducadora@hotmail.comporno em quadrinho minha mae dando pro meu amigo negro na festatransei com meu pai aos 11, incestoumaputagotosacontos eroticos de noiva na despedida de solteira agarrada a forcacristine com negoes contos eroticoscontos de estrupo com entregador de águamarido frouxo contos eróticoscontos eroticos pai e filhinha dengosapornô com mulher das perna bem grossa do quadril largo mexer minha só de camisola branquinha bem gostosaConto erotico gay dois gpconto erótico rádio gay o c* da minha noraFoto picudo fudenos as casadacontos eróticos a amiga de minha filha bunduda e coxudakelly e jenny parte 3Contos eroticos com gays e travestis negros dotadoscontos eroticosporno esposa flagra marido chupando picasubmiss viado contoconto erotico reais narrado de corno e rabuda ele olhandoContos erotico mim fantaziei de cachora para meu filhoRasgarao meu cu quandi eu era novinha contoconto erótico incesto meu marido comeu a bucetinha da nossa filha e eu aproveitei pra dar gosstoso pro nosso filhoContos eroticos de crossdresserconto de mocinho com assadura pornoporno gay quadrinhos simpsonscontos eroticos a banda e do papaisou casada e transei com o meu padrastoconto estupro gayquadrinhos eroticos eu no quarto com meu irmaovirei gay com minha espos comtos eroticosnovinhas sendo a********* por monstros de Picão contos eróticoscontos eroticos eu filha novinha me entreguei pela 1 vez para meu papaiminha avó na punheta contospeitos pequenos com rodelas grandesa novinha n imaginava que pica do venho era grandecontos eroticos meu padrasto me comeu com seu pauzaofiumi porno adoro ver acaucinha da minha irma no varaufilmes cm imagens picantes senas sexocontoseroticosporno en quadrinho condo a mamaicontos erotico namorada na praia com amigosContos eroticos seios gigates taradoconto erotico aves que fui arrombado transexver fotos de mulheres peladas em itabela baconto herotico irmã usa shortimho apertado pra provocar irmão em casa quadrinhos conto erotico anjelica dei pro amigo do meu maridoconto eróticos comendo a mulher do meu melhor amigoestava bebada e meu filho me comeuContos comi a dengosinhaxoxotas em perigo cabaçoconto erotico - Comi no acampamentoConto mauricinho pirocudoConto erotico de menina de 12contos casada dando pra velho picudoporno contos levei minha neta na saunaconto eroticl com com a titiacontossexonovinhashq de sexo gaydesvirginado contomeu padrasto me estrupou e eu me vingueime assustei com o tamanho do pau do meu primo pornoconto tia nuaconto erotico meu marido trouse os amigos pra casaContos erotico Dominador possessivo contos eróticocontos eróticos de cenoura no cuzinhomacho alfa conto erotico cornoxvideos.mobile.com/cinquentoes peladosqero ver Novinhas transando cor caxorroconto amigo heterohistoria em quadrinho mundo erotico gayconto erótico forçada despedida de solteira